• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    As Bem Resolvidas (?)- Quem manda aqui sou eu! - Luís Eduardo Matta



    As bem resolvidas estão aqui, sua única fonte da escandalosa elite carioca! Hahaha Não poderia começar este post de outra forma. Depois de meses sofrendo com a espera da 5ª temporada de Gossip Girls ganho de presente um livro muito parecido com minha série favorita que ainda por cima é ambientado na minha cidade!

    Sinopse: Chris, Alê e Isa são bonitas, ricas e populares, além de amigas inseparáveis. Vivem a vida que todas gostariam de ter: estudam na melhor escola da cidade, frequentam lugares badalados e vestem as mais desejadas roupas. Tudo parece perfeito. Isa conhece Rogério, o novato da escola, e logo se encanta por ele. Alê só tem olhos para PH, seu namorado sem noção, e Chris, coitada, é colocada no meio de toda essa confusão. Para complicar tudo, Bu Campello, a patricinha mais implicante do mundo, não medirá esforços para sabotar a vida social das “amigas”. De confusões com namorados a festas sofisticadas e bailes funks, acompanhe a rotina dessas garotas incríveis que fazem de tudo para conseguir o que querem. Mas será que elas sempre conseguem? Se delicie com essa divertida história cheia de intrigas, dramas, vinganças, romances, inveja, conquistas e claro, muita badalação. E aí, preparada para entrar no mundo das bem resolvidas?


    O autor não só conseguiu me conquistar como me fez entrar na história e sentir vontade de sair por ai investigando cada pedacinho comentado no livro. Sim, eu sei que muitos nomes de personagens e lojas são fictícios, mas só de imaginar patricinhas com problemas emocionais no Rio de Janeiro, fico toda eufórica.

    Antes, que um batalhão de pensamentos invadam a cabeça dos leitores sobre o quão este livro deve ser fútil, preciso avisar, que estão pensando errado. O livro mistura problemas adolescentes com situações bem reais e familiares de muitos brasileiros, isso sem falar em brigas escolares seguidas de crimes muito comuns hoje em dia. Quem ai já não ouviu falar em Bullying? Pois, bem. Apesar das personagens serem de classe alta, os problemas permanecem e a discriminação por conta de conforto e dinheiro também existe.

    A leitura é muito gostosa e a linguagem é divertidíssima. O autor até criou seu próprio Funk para entrar com tudo na realidade carioca.

    “O bagulho é chapa quente
    E eu já to bombadão
    Vem potranca mercenária ”


    Peraí, eu disse autor escrevendo um livro sobre a elite feminina carioca? Isso mesmo! Qual foi a minha surpresa ao ler sobre detalhes e todo o universo feminino escrito por um homem. Gente, quem disse que os homens não entendem as mulheres está completamente enganado! Luís Eduardo Matta não só entende, como também descreve um vestido de grife feminina melhor do que eu que sou mulher, lido com isso todo dia e não faço ideia em como descrever o corte do vestido rosa bebê da Versace! Até porque não uso Versace, uso leader Magazine rs


    “Até Chris, que não era de se surpreender com facilidade, ficou de queixo caído ao ver Isa sair da cabine de provas com um deslumbrante  vestido,Thais Rocha, de ombro único rosa suave. A alça do vestido era discretamente vazada e adornada por um mosaico de pequeninas contas prateadas.” Pp.97

    Sabe o que é isso? Pesquisa bem elaborada e planejada. Para aqueles que criticam chick lit porque acham que não tem pesquisa nem conteúdo, precisam ler As bem resolvidas (?), logo nas primeiras páginas notamos o trabalho de elaboração de cada situação e frase.


    Ah, já ia me esquecendo da melhor parte da história: As brigas! Pensaram que fosse o amor, não é? Bom, tem muitooo romance na história, mas as brigas e as rixas entre os grupinhos da sala são as partes mais divertidas do livro. E os apelidos? Imunda Amaral diz algo para você?


    O livro ainda não foi lançado, mas eu sei que terá continuação e ainda leremos muito sobre a elite carioca transformada em Gossip Girl. Fiquem de olho na Bienal, pois ele será lançado no dia 04/09, às 17h, no Stand da Editora Vermelho Marinho.

    Xoxo,

    Quem manda aqui sou eu!





    8 Comentários :

    1. ESSE NÃO FAZ MUITO MEU ESTILO!
      Apesar de parecer legal, to passando!

      Quem sabe um dia, é claro, nunca digo que esse livro não lerei, kkk

      ótima resenha!

      ResponderExcluir
    2. EU quero amigaaaaaaaaaa! Parece otimooo!

      beijos

      ResponderExcluir
    3. Oi, Carol.

      Adoro chick-lit e fiquei curiosa sobre esse.

      Parece similar aos temas abordados no livro da Lauren Oliver, mas pelo menos esse parece ser divertido.

      Curiosa para conferir de perto.

      Beijos.

      ResponderExcluir
    4. Eu amo um chick lit e adoraria ler um GG carioca!
      O livro parece ótimo e palmas pro autor por desmembrar tão bem o universo feminino!
      Quero ler!
      Beijos!

      ResponderExcluir
    5. Ei Carol...

      Amiguinha acredita que até hoje não consegui ver GG? Só vi o piloto kkkkk. Acho que é pelo fato da serie ser 'teen' (ou não)

      Bom, tenho de confessar que qdo dizem que o livro é 'teen' ja reviro os olhos. Mas é fato que já me surpreendi muiiiiiiito com alguns deles.

      A sua resenha me deixou com vontade de conhecer mais a fundo o livro, parece ser bem divertido! :)

      Parabéns pela 'apaixonante' resenha. Dica anotada amiguinha, super beijo

      ResponderExcluir
    6. Eu nunca li, nem assisti GG... será que eu iria gostar??
      Sabe, que fiquei curiosa por ver que o livro foi escrito por um homem... mas sinceramente ainda não sei...
      beijos,
      Dé...

      ResponderExcluir
    7. Fiquei bem curiosa pra ler, a história parece muito boa!!!Parabéns pela resenha!!!

      ResponderExcluir
    8. Eu nunca li Gossip Girl, mas já comprei os 11 livros (claro, faltam 2, mas vou comprar também) para devorar, porque dizem ser TUDO de bom. E eu estou louca para devorar o livro. Bem, então vamos lá, não gosto de livros que se inspiram em outros livros pra criarem suas histórias, e parece que esse livro é bem assim, porém não podemos julgar sem ler né? Acho que o fato que mais me chamou a atenção foi ele ser escrito por um homem, e acho que é por isso que fiquei curiosa, porque quero ver se realmente ele entende do universo feminino.

      ResponderExcluir