• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    O silêncio do Túmulo - Arnaldur Indridason



    Autor: Arnaldur Indridason
    Tradutor: Álvaro Hattnher
    Número de páginas: 320
    Preço de catálogo: R$36

    Preciso começar dizendo que este romance policial é diferente de todos que já li, não só porque é Islandês, mas pelo fato de que as críticas sociais e o drama constante ocupam um espaço maior do que o mistério do crime. 

    Sinopse:
    Um esqueleto, provavelmente datado da Segunda Guerra, é encontrado nas gélidas imediações de Reykjavík, Islândia. Enquanto um grupo de arqueólogos trata de removê-lo e analisá-lo, cabe ao inspetor Erlendur desencavar histórias escabrosas não resolvidas da região. Mas acontecimentos tão antigos são difíceis de ser retraçados, sobretudo quando nem todo mundo deseja lembrar-se deles. Quem afinal morava no chalé inacabado do alto da colina, e o que aconteceu lá? Pode um crime brutal ter ocorrido no quartel dos aliados, instalado naquele local durante a guerra? Será que a jovem mulher, comprometida com um homem bem-sucedido de uma tradicional família islandesa, jogou-se mesmo ao mar, sem motivo aparente? Essas não são, no entanto, as únicas questões que pairam sobre a cabeça do policial; sua filha, Eva Lind, com quem ele mantém uma relação distante, entrou em coma devido ao abuso de drogas. A alternância entre a investigação, os dramas pessoais de Erlendur e os episódios ocorridos naquela colina há mais de sessenta anos fazem de 'O silêncio do túmulo' um romance policial bastante peculiar - mais do que nas pistas físicas, a resolução do suposto crime está na memória inexata daqueles que habitam este lugar inóspito, à beira do esquecimento.

    Logo nas 50 primeiras páginas o leitor já tem uma noção sobre quem foi assassinado e quem foi o assassino, porém a leitura não fica sem graça, pelo contrário, o suspense dá lugar a uma trama envolvente que nos deixa tensos até o final,mesmo sabendo o resultado.
    Você sabe o que vai acontecer, mas quer continuar lendo para ver o desenrolar da trama, as questões dramáticas dos personagens e a forma como o autor constrói a obra. Sem dúvida é um livro interessantíssimo  que conta com uma proposta rica e uma mente Islândesa. 
      
    Os nomes são diferentes, as cidades são difíceis de pronunciar e até alguns costumes são esquisitos, mas existem coisas que não mudam em nenhum lugar do mundo: os problemas sociais. A violência contra as mulheres é o tema chave e toda hora é mostrado como um crime impune, o que me deixou muito triste, mas gostei de ficar sabendo, porque só assim posso ver a conquista das mulheres ao longo dos anos
    .
    Ler este livro foi uma experiência maravilhosa e serviu para eu conhecer o outro lado dos temas policias, diferentes do tradicional romance policial americano. Na Islândia não tem nada de CSI, pois, as investigações são profundas e os acusados são investigados a fundo, mesmo quando o crime não é tão importante.

    Outra coisa que achei fantástica, mas desnecessária, foi a investigação dos policiais sobre um crime que aconteceu há anos. Se os policiais cariocas encontrassem uns ossos na floresta da Tijuca, o máximo que iam fazer era enterrar de novo e encerrar o caso. Nunca passariam semanas investigando. Por isso, O silêncio do Túmulo é um livro único, porque trata de um crime sem muito suspense, mas com questões emocionais e psicológicas fortes o que faz com que o leitor fique horas refletindo sobre o assunto.

    Por conta disso, senti vontade de entrar na história milhares de vezes e ajudar a mulher que apanhava do Marido. Gritei para ela fugir. A coitada até tentou, só que o marido a encontrou e todos acreditaram nele. Ai, que drama! Fiquei nervosa ao ler sobre agressões. Era como se eu estivesse ali, na verdade eu estava ali, assistindo tudo de camarote sem poder fazer nada.

    Além, da descoberta dos ossos na construção, somos presenteados com o drama pessoal do investigador Erlendur ( repeti este nome umas 100 vezes durante a leitura, pois achei um máximo) que está sofrendo com a filha em estado de Coma.

    Recomendo para quem ama romances e para quem tem coragem de ler algo diferente e de qualidade. Não é por nada não, mas a companhia das letras arrasou na publicação deste livro e nos permitiu conhecer um universo novo que de certa forma é bem próximo.

    Ah, já ia me esquecendo, para o leitor entender melhor, nas primeiras páginas existem mapas do país e dos lugares citados no Livro. Sensacional!







    9 Comentários :

    1. UAU!
      Esse parece ser o típico livro que você só desgruda quando termina!
      Adoro um livro investigativo, ainda mais quando o suspense prende o leitor.

      Adorei a forma como você descreve a emoção que sentiu ao ler o livro, dá para notar que a Editora realmente publicou um belo livro.

      Só uma perguntinha...
      Será que tem alguma pitada de romance no livro?!

      Leninha sempre atrás de um bom romance, kkkk

      Aguardo resposta!
      Sua resenha ta linda!

      ResponderExcluir
    2. Oi Leninha,

      Eu tb vivo atrás de um casal apaixonado, mas nesse não tem não rs Por isso achei diferente. Eu sempre reclamo qdo ñ encontro romance, mas fiquei tão concentrada na violência doméstica que me esqueci rs

      ResponderExcluir
    3. Eiii Carolll,

      esse eu vou pegar com vc!

      ResponderExcluir
    4. Cadêeeeee você, Gabriela??! Sumiuuuu.

      ResponderExcluir
    5. Adorei a resenha!
      Nunca li um livro islandês, pelo menos eu acho, e esse parece ser muito bom!
      Gosto de romances policiais, e é muito interessante esse ser focado mais na crítica social e na parte dramática!
      Quero muito ler, gostei de ver sobe ele aqui, não o conhecia!
      Beijos!

      ResponderExcluir
    6. Nossa Carol que resenha! \o/ parabéns amiguinha.

      Menina eu tenho de confessar que o meu coraçãozinho anda meio fraquinho sabe? Mas é fato que fiqui curiosa devido aos seus elogios.

      Como assim que no inicio do livro vc já sabe o que vai acontecer e mesmo assim não consegue largar do livro? geeente esse autor deve ser muiiiito bom mesmo #aaa

      Dica anotadissima beijos querida!


      E ah... parabéns pela nova parceria com a Cia das letras R&L

      ResponderExcluir
    7. Oie!

      Adorei! Que ótima a sua resenha!

      Você também grita com os personagens? Eu também kkkkk

      Bjs

      ResponderExcluir
    8. gostei demais da resenha, não conhecia esse livro, mas gosto muito de romances policias! Fiquei curiosa pra ler, afinal um livro que a gente descobre o assassino no início e ele continua muito bom é no mínimo curioso! Adorei! bjo!

      ResponderExcluir
    9. hahaha TOdo mundo curioso. Eu tbm fiquei boba de ver. Não acreditei que o autor fosse me prender até o final!

      bjos

      ResponderExcluir