• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Sendo Nikki - Meg Cabot


    Eu estava louca para ler a continuação de Cabeça de Vento, ainda mais porque a história é diferente, interessante e romântica, porém me desanimei um pouco ao ver a essência de outras histórias se repetindo.

    Sério! Estou cansada de livros em que a mocinha fica apaixonada até o fim por um mocinho que não tem caldo algum. Ou o personagem começa a história me conquistando para que eu lute por ele até o fim ( hoje em dia o fim são em 3 ou 4 livros), ou então eu desisto. Não gosto dessa história da mocinha ter 3 maravilhosos pretendentes e por fim escolher aquele melhor amigo “esmirradinho” que sempre amou.

    Meg Cabot adora um romance tradicional então me irritou ver Nikki ( Em) ficar repetindo o livro todo que ama Christopher enquanto tem um Gabriel de Luca, cantor britânico maravilhoso, caidinho por ela. Desabafos, a parte! Hahaha 


    Tem uma coisa que me estressou muito, o fato da personagem ficar repetindo 500 vezes ao logo do livro que ama Christopher ( chato) e que ele é o amor da sua vida e blá blá blá. Gente! Vou dar um soco nessa Emerson rs. Se estou assim é porque o livro me pegou de jeito e me deixou louca de vontade de fazer parte desta aventura!
    Sinopse:
    AS COISAS NÃO ESTÃO BEM PARA EMERSON WATTS. Em tinha certeza absoluta de que não havia nada pior do que ser uma nerd presa no corpo de uma supermodelo adolescente. Mas acontece que ela estava errada. De repente, Emerson descobre que Nikki tem uma mãe que está misteriosamente desaparecida, um irmão que surgiu na sua porta cobrando respostas, um ex-melhor amigo que pretende destruir a Stark Entreprises, e um admirador britânico não tão secreto que está no topo das paradas de sucesso com uma música escrita para ela. Como Em pode equilibrar todos esses problemas e ainda lidar com a escola e os desfiles e sessões de foto? Especialmente com antigos namorados de Nikki aparecendo o tempo todo, querendo mais do que só uma lembrancinha, uma irmã que vai fazer qualquer coisa para entrar no campeonato de líderes de torcida, e com a empresa que paga seu salário aparentemente indo para o lado negro... Sem contar que ela ainda precisa convencer o amor de sua vida de que modelos não são umas cabeças de vento... e uma delas, em especial. MAS NINGUÉM DISSE QUE ELA SE DARIA BEM SENDO NIKKI.


    A história é boa, mas achei que o livro em si poderia ter sido melhor. Várias vezes parei a leitura para entender o rumo dos personagens e da narrativa e devo confessar que me cansei depois adivinhar algumas charadas e de querer matar Em, por não aproveitar a chance que ganhou  de viver no corpo de uma grande modelo!


    Mas, a diversão e a leveza da narrativa marcaram presença no livro e me fizeram dar boas risadas com algumas trapalhadas de Emerson, principalmente quando ela se jogou da pedra numa sessão de fotos. Lulu, para mim foi a revelação do livro e merece o meu voto de melhor personagem! Gostei muito da patricinha e de suas atitudes, pois podemos ver que apesar de Nikki ter sido grossa e ignorante com as pessoas, Lulu sempre fora um amor por mais que seja milionária e famosa.

    A questão da Stark dominar o mundo capitalista e de ser  a “rainha” do mundo também ficou muito interessante, pois podemos analisar mesmo que na ficção como funcionam as coisas em lugares em que a justiça muitas vezes não pode alcançar, porque  as pessoas são ameaçadas ou chantageadas.

    Recomendo a leitura da séria e estou aguardando o lançamento d e Runaway aqui no Brasil!



    8 Comentários :

    1. Ainda não li nem Cabeça de Vento, mas ele está na pilha de leitura.

      Gostei da sua sinceridade na resenha, é ruim quando um personagem fica se repetindo durante a leitura, ainda mais quando ela é a personagem principal.

      Mas que bom que a leitura apesar disso te agradou e que vc ficou ansiosa pela sequência.

      Já decidi, vou ler a série toda junta, assim talvez a leitura me pegue melhor.

      Beijos Carol!

      ResponderExcluir
    2. Carol...

      Xiiii é tão desanimante qdo a continuação dos livros nos deixam com esse sentimento né?
      Bom eu nao li Cabeça de Vento então não posso opininar e muito menos passar Sendo Nikki na frente! Como ainda não li nada da Meg fica dificil opinar.

      Adorei sua resenha, como sempre a sinceridade é o diferencial do R&L

      Beijos querida :)

      ResponderExcluir
    3. Nossa, você foi a primeira pessoa que vi que não gostou mais do segundo do que do primeiro e que, ao contrário, até se decepcionou um pouco!
      Espero que você se anime mais com Runaway!
      Eu ainda não li nenhum, mas estou louca pra ler!
      Beijos!

      ResponderExcluir
    4. Ainda não li essa série =/
      Achei interessante a sua resenha, por mais que eu não tenha lido o primeiro da série foi como se eu já estivesse lido.
      Ótima resenha.

      Bjs...
      http://assuntosobrelivros.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    5. Tb n li nenhum ainda =/

      Na verdade não sou fãaaaaaa fãaaaaa da Meg *corre*

      beijocas

      ResponderExcluir
    6. Não li essa série, mas já tenho esse livro, to só esperando chegar Cabeça de Vento pra começar a leitura, e como gosto muito dos livros da Meg, com certeza esse não vai ser diferente! Parabéns pela resenha, bjo!

      ResponderExcluir
    7. gostei da sinceridade na resenha
      eu amo os livros da meg por isso vou dá uma olhada nesse livro

      ResponderExcluir
    8. Oi,
      Eu li Cabeça de Vento, e simplesmente odiei, não fluía de modo algum a leitura, mas de alguma forma, eu fui persistente e continuei a ler, apesar de ter odiado o final. Quando tomei coragem comecei a ler Sendo Nikki, E SIMPLESMENTE devorei o livro em 2 dias, porque é perfeito, o melhor da série. Acho que Meg foi muito inteligente dando essa guinada na história. Já li Runaway e simplesmente foi a mesma coisa com o primeiro livro, me decepcionei, não me agradou nada. De fato, o que salvou a série foi o volume 2.

      ResponderExcluir