• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Clássicos: E Não Sobrou Nenhum - Aghata Christie


    Finalmente consegui ler um livro da tão famosa Agatha Cristie. Todos falam bem de suas obras, mas nunca tive interesse em ler. Se não fosse pelo Livro Viajante (grupo do skoob) ainda ficaria um bom tempo sem conhecer suas histórias.

    Sinopse 
    Este livro conta a história de 10 pessoas são convidadas pelo misterioso U.N. Owen para passar alguns dias numa ilha perto de uma aldeia pouco movimentada. Os convidados aceitam o convite e de igual maneira embarcam num barco local para a ilha. Na primeira noite, quando todos já se conheciam razoavelmente bem e conviviam animadamente na sala, ouve-se uma voz vinda das paredes da sala, acusando cada um dos dez presentes de ter cometido um crime, crime esse que apesar de ser despropositado ou inevitável, levou à morte de outras pessoas. O pânico instala-se e mortes inexplicáveis se sucedem, tendo por única pista uma trova infantil.

    Realmente, a autora escreve de uma forma que cativa o leitor até o fim, através de traços e tramas da narrativa. O suspense entre os personagens e a dúvida nos deixa viciados na leitura. Só tem um detalhe que não posso deixar de comentar neste livro.

    Que título é esse? Sei que em uma versão anterior o título deste livro era O caso dos 10 negrinhos”, que já não é lá essas coisas se pensarmos em desvendar mistérios. Agora: E não sobrou nenhum? Fala sério! Esses tradutores estão de brincadeira conosco! Como podemos ler um livro, no qual, já sabemos só de ver o título que todos vão morrer?

    Sinceramente, eu não sei se eles acham que os brasileiros são burros, ou sei lá o que, mas poxa, colocar um título tão óbvio é subestimar demais a nossa inteligência, não é?!  Adorei o livro mais pela parte psicológica e jurídica do que o mistério em sim, pois já sabia o que ia acontecer e que não iria sobrar nenhum, nem mesmo o assassino.

    Por isso, hoje ninguém pode brigar comigo dizendo que dei spoilers. A culpa foi dos americanos que julgaram o livro como sendo racista só por causa dos  “negrinhos” do título! Se bem que o título “O caso dos 10 negrinhos” também deixa muito a desejar. ( preciso reforçar isso, para mostrar como as vezes escrevemos poesias e contos belíssimos, mas destruimos os nossos textos com títulos mal escolhidos)

    Para que pensa em escrever é bom pensar nisso. Lembrar que  contar tudo no título faz com que o leitor perca o interesse e muitas vezes nem se arrisque a comprar uma coisa que ele já sabe o que vai acontecer.

    Tirando isso a história me lembrou muito aquele filem Jogos Mortais, em que uma “voz superior” decidi julgar pessoas por crimes cometidos e condená-las com sua própria justiça.

    Não concordo com julgamentos aleatórios, mas achei interessante a ideia de poder ver os crimes cometidos por essas 10 pessoas de diferentes culturas e poder julgar quem deveria morrer ou não. Brincar de deus não é certo, mas dentro de nossa imaginação em um mundo fictício tudo é possível!

    Recomendo a leitura e vou continuar procurando livros da rainha do crime porque o modo como ela desenvolve os fatos e enrola a trama é sensacional não é a toa que é tão querida e escreveu livros muito bons. Este, foi escrito em 1939, mas parece que foi ontem rs




    9 Comentários :

    1. é uma das maiores obras de agatha!
      beijos

      ResponderExcluir
    2. Realmente esse título é ridículo. E embora seja considerado um dos melhores livros dela, eu acho que Morte na Mesopotâmia e Natal de Poirot por exemplo são bem melhores, eu em geral prefiro os casos do Poirot.

      ResponderExcluir
    3. Já ouvi falar do livro. Minha amiga narrou a história pra mim faz um tempão e mesmoa assim quero ler o livro.

      ResponderExcluir
    4. Ai ai ai, nunca li nada dessa autora mesmo todo mundo dizendo o quanto é bom!

      Acho que vou passar, mesmo sendo considerado um Clássico por você!

      beijos

      ResponderExcluir
    5. Ei Carol...

      Amiguinha antes de mais nada fico na maior tristeza por não ter podido participar da 'viagem' do seu livro #mimimi. Se for abrir novamente me coloca na lista? :)

      Ainda não li nada da Agatha mas pretendo mudar isso em breve. Comprei a um tempo atras um box com 4 livros dela por 16 reais \o/

      Adorei sua resenha e concordo com sua opiniao sobre titulos...tem dó de nós com esses fracassos que nos assombram! o.O

      Dica anotada pra uma futura leitura, beijos querida

      ResponderExcluir
    6. ADOREI A POLÊMICA SOBRE O TÍTULO DO LIVRO.

      sou suspeita para falar, já que não li quase nada da Agatha para ter uma ideia da sua maestria na escrita, mas se vc diz que a leitura é boa, eu acredito e anoto a dica.

      Amei sua resenha!

      Beijos e até mais com novos suspenses, e apesar do título, espero que vc ainda encontre livros da Agatha para ler, entendeu a brincadeira?! kkkk

      ResponderExcluir
    7. hauauuauuaau Leninha!! Só vc :)

      Saudades viu. Quero ir a BSB de novo p gente passear juntas ^^

      Comprei 1 livro da Jane Austen muitoooo bom. Persuasão!! Aliás, qdo vcs virem promoções da Jane me avisem? Eu quero comprar os outros livros dela.

      ResponderExcluir
    8. Eu li esse livro há anos e quase morri de medo. Nem li o final, na verdade, olhei quem era o assassino e deixei as últimas páginas.

      Esse título é mesmo péssimo, mas logo que aparece o poema dos negrinhos dá pra perceber que todo mundo morre. Ah, e eu acho o poema muito bem traduzido, pelo menos nas edições que já vi.

      Apesar de eu ser "A" medrosa, reconheço que as tramas de AC são muito bem construídas. Já li Assassinato no Expresso do Oriente, é menos assustador, mas também muito bom. Só fiquei frustrada no final, porque não consegui adivinhar quem era o culpado - na verdade, é praticamente impossível descobrir.

      Bjs

      ResponderExcluir
    9. Eu adoro todos os livros que leio da Agatha Christie, pois são envolventes e nos colocam sempre dentro do livro! Gosto de como ela coloca as coisas e nos deixam imaginando 1001 culpados,e no fim, não foi nenhum daqueles que eu pensei! Esse é mais um livro maravilhoso dessa Diva! Amei a resenha, bjo!

      ResponderExcluir