• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Clássicos #5 Pollyana - Eleanor H. Poter



    Pollyanna é uma menina de onze anos, que após ficar orfã vai viver na casa de uma tia rica, em Beldingsville.  Totalmente amarga e muito rígida, Miss Polly não gostou nada de ter uma nova hóspede em sua casa, ainda mais sendo essa hóspede uma menina alegre que cria em seu próprio mundo uma maneira de encontrar felicidade onde essa não existe. 

    Miss Polly a tratava muito mal, sempre lhe aplicando castigos e deixando a pobre menina largada de lado. Não fosse por Nancy e Tom, o jardineiro, que lhe acolheram de braços abertos a menina não teria ganho nem um mísero sorriso naquela casa escura e triste. 

    Inspirada nos ensinamentos de seu amado pai, Pollyana inventa o JOGO DO CONTENTE. O jogo nasceu em um Natal, no qual a menina ficara frustrada em não ganhar a boneca que tanto gostaria e sim um par de muletas. Sem entender o que aquilo significava, o pai sentou-se ao seu lado e disse que ela deveria ficar feliz em não precisar fazer uso das muletas. 

    A partir desse momento tem início a brincadeira que tem por objetivo tentar enxergar o lado bom de tudo o que acontece, encontrar uma compensação nas coisas ruins. E a jovem menina passa o Jogo do Contente adiante sempre que se depara com alguma pessoa aborrecida e que precise de um novo caminho.

    * Quem acompanha o blog sabe que tenho uma enorme queda por clássicos. Li Pollyana ainda criança e esses dias, arrumando um armário de papéis, encontrei junto com alguns outros livros que fizeram diferença na minha vida. Não resisti e mergulhei fundo no mundo criado por Eleanor H. Poter

    Sim, Pollyana faz diferença! Quem acredita ser mais uma história infantil, com uma menininha órfã e ingênua, está enganado. Pollyana é uma menina forte, que enfrenta com sabedoria situações que muitos de nós não saberia como superar.

    Um livro de grandes lições, de positividade. Decidi adotar o Jogo do Contente no meu cotidiano e aconselho que façam o mesmo. Por que enxergar a tristeza se podemos enxergar uma luz por trás dela? Por que perder tempo lamentando um fato e não agradecer o que temos de bom?

    Última resenha de um mês em que estive meio ausente (por motivos de trabalho) deixo minha dica para os que ainda não leram. Ah, aconselho uma caixa de lenços para acompanhar a leitura!!!

    Outros Clássicos resenhados aqui no blog:





    Música das Sombras - Julie Garwood


    O reino de Moinchanceux vira rota para 'os cruzados' que agora instituíam ali um novo caminho para a realização de sua missão, alimentada pelo papa, de conquistar os infiéis e forçá-los a abraçar a sua religião e seu Deus. Sabiamente o Rei Grenier, com medo da destruição deixada por aqueles homens, muda o nome do país para St. Biel e declara o pagamento de um ‘tributo santo’ a todos que passarem por aquelas terras, tributo o qual seria enviado às mãos do papa.

    O tesouro acumulado pelo Rei Grenier, no entanto, acaba virando lenda entre os moradores do país e se difunde pelos reinos vizinhos, que acreditam que o Rei não enviou todo o ouro ao papa.

    Anos depois o reino é incorporado à Inglaterra e a sobrinha do Rei casa-se com um barão inglês, com quem tem uma filha: lady Gabrielle. A moça sempre foi uma criança travessa e com o passar do tempo, tornou-se uma mulher linda e dona de um dote muito cobiçado: Finney’s Flat, terras disputadas por muitos homens poderosos.

    O Rei da Inglaterra então por interesses políticos e para manter a paz na região da fronteira com a Escócia, promete a mão de Gabrielle em casamento a um nobre escocês, laird Monroe, e ela viaja para selar o seu futuro. Mas Gabrielle não fazia idéia do que o destino lhe reservava e a menina travessa que sempre se envolvia em grandes aventuras está prestes a enfrentar a maior aventura de sua vida!

    'Música das Sombras' é o terceiro livro de uma série que não teve os anteriores publicados aqui no Brasil (o que eu considero uma falta de respeito com os leitores)!

    A história começa devagar, um pouco arrastada, mas logo engrena e a narrativa prende de uma maneira que só Julie Garwood consegue. O livro é levinho e uma ótima leitura para quem procura algo descontraído, bem no estilo dos romances de banca que nós tanto amamos, só que um pouquinho mais elaborado!

    A único porém, na minha opinião, é que Gabrielle mostrou-se uma mulher de personalidade forte e decidida no início do livro, e no final esse traço acaba se perdendo um pouco. Mas mesmo assim, super recomendo a leitura!

    Obs. Destaque para a capa belíssima! O vestido não lembra o da Bela (A Bela e a Fera?) 

    Se você gostou dessa resenha pode ser que se interesse por outros livros da autora já resenhados aqui no blog:

    Esplendor da Honra - Julie Garwood
    Meu Querido Guerreiro - Julie Garwood






    Resultado da Promoção Royal Four

    Saiu finalmente o resulatdo da promoção do Box Royal Four

    Foram 404 formulários válidos (vocês precisam prestar mais atenção às regras hein, muitos formulários foram invalidados) e a sortuda foi:


    A querida BRUNA BRITTI, do blog Supreme Romance! Parabéens!!!

    A vencedora terá 03 dias para me enviar os dados, caso contrário farei novo sorteio!

    Entrevista Exclusiva com Paula Pimenta


    Linda, charmosa, simpática e muito talentosa. Quer mais? Só lendo para saber as aventuras e sonhos da grande escritora juvenil Paula Pimenta.

     Quando você era criança, qual foi o seu maior sonho?

    Acredita que eu consegui realizar todos os meus sonhos infantis? Eu queria conhecer o RPM e a Xuxa. Consegui. Eu também tinha o sonho de ser repórter e cantora. Por um tempo fui repórter, logo que me formei, e também cantei durante muitos anos em barzinhos. Eu queria publicar um livro... e não é que eu consegui publicar quatro até agora? Eu acho que a gente tem o poder de realizar todos os nossos sonhos, basta ter fé e correr atrás.

    Como você se sente ao escrever a última linha de seu livro?

    As emoções são meio contraditórias... Ao mesmo tempo em que fico muito feliz pela sensação de “dever cumprido” e por saber que em pouco tempo muita gente lerá a minha história, também fico muito triste, pois durante o período em que escrevo, os personagens se tornam minha companhia constante, e então quando termino o livro é como se eu tivesse que deixá-los ir embora... Eu chorei quando terminei de escrever “Fazendo meu filme 1” e tenho certeza de que isso vai acontecer também em “Fazendo meu filme 4”. Aliás, acho que vou demorar uma semana pra me recuperar, eu ainda não estou preparada pra me despedir da Fani...

    O romantismo é uma característica marcante em seus livros. Você se considera romântica?

    Eu sou muito romântica. Eu chego a idealizar o amor e isso não é muito bom, pois geralmente eu já imagino mil vezes tudo o que pode acontecer em alguma situação e aí quando a coisa realmente acontece, eu fico achando que não foi do jeito que devia ser, que aquilo não passou de uma espécie de “rascunho mal escrito”... Hahaha! Coitado do meu namorado que tem que ficar inventando maneiras de me surpreender!

    Por que escrever para o público juvenil?

    Não foi uma decisão que tomei, aconteceu por acaso. Eu comecei a escrever “Fazendo meu filme 1” com base em situações que eu vivi na minha adolescência, mas não pensei especificamente em um público alvo. Só que descobri que a fase da adolescência, independente da época, é meio parecida pra todo mundo, pois eu recebo recados de adolescentes de várias idades e também de seus pais e professores, que me escrevem para dizer que sentiram a maior nostalgia ao ler meus livros. Eu fico muito feliz com isso!
    Porém, agora eu sei que é muito bom escrever para os jovens, pois eles são muito sinceros e vibrantes. Cada e-mail que recebo tem uns 500 pontos de exclamação, eu sinto a intensidade dos leitores através das palavras! Espero escrever muitos livros para esse público ainda!

    Muitos jovens recusam uma boa leitura em troca de diversão na internet e na televisão. O fato de você ter conquistado um bom público com o seu livro é relativamente novo em relação a falta de leitura da população brasileira. Qual a sua opinião a respeito da falta de motivação pelos livros?

    Em primeiro lugar, acho que hoje em dia o “entretenimento” é uma oferta constante. Com a internet, as pessoas não precisam mais sair de casa para se divertir, as redes sociais se tornaram verdadeiros “pontos de encontro”, então isso faz com que cada vez mais as pessoas tenham menos tempo para a individualidade, para curtir a companhia de si próprio. O ato da leitura é solitário, é um momento íntimo em que a pessoa se desliga do próprio mundo e entra em outro universo. Como eu disse acima, esses momentos de interiorização estão cada vez mais raros na vida, porque o tempo todo estamos conectados de alguma forma com outras pessoas.
    Mas por outro lado, eu acho que com a febre de livros para adolescentes, o gosto deles pela leitura vem sendo incentivado e eles estão redescobrindo o prazer que a leitura pode proporcionar. Geralmente, as pessoas gostam de se identificar com o tema do livro, e a partir de uma oferta maior para essa faixa etária, essa identificação se torna cada vez mais possível.

    Ao mesmo tempo em que uns desprezam os livros outros se tornam fãs de carteirinha como se os autores fossem cantores e artistas famosos. Como você se sente com o carinho dos fãs?

    Eu acho que até hoje me surpreendo. Eu fiquei desesperada com a primeira leitora que chorou quando me viu, fiquei sem saber o que fazer ou dizer! Mas depois dela, vieram várias outras e hoje em dia eu já até faço graça, digo que as lágrimas vão fazer com que elas não fiquem tão bonitas na foto, abraço, faço cosquinha... A emoção de encontrar quem a gente gosta e se identifica sempre é muito grande.
    Eu me sensibilizo também com os leitores que escrevem cartinhas, que levam presentes nas sessões de autógrafos, que mandam e-mails, scraps ou tweets elogiando... Eu fico sempre muito emocionada. Na verdade, cada demonstração de carinho é comovente, seja como for. 

    Qual foi a situação mais constrangedora que você já passou com os fãs?

    Nenhuma situação foi “muito” constrangedora... Mas como eu sou muito tímida, eu sempre tenho vontade de cavar um buraco no chão quando chego às sessões de autógrafos e vejo tanta gente me esperando! E quando visito escolas, às vezes me pedem para tocar e cantar a música que o Leo fez pra Fani, que tem em “Fazendo meu filme 3”. Os alunos já deixam um violão pronto pra isso! Eu morro de vergonha, mas acabo tocando! Mas no fim das contas sempre é muito legal!

    Como é o dia a dia de Paula Pimenta?

    Eu ando com a vida bem corrida. Sou formada em Publicidade, mas já há algum tempo larguei a profissão para me dedicar à música e à escrita. Dei aula de violão e canto por muitos anos, mas depois que “Fazendo meu filme” foi lançado, meu tempo diminuiu ainda mais, pois tenho que viajar bastante para divulgar os livros, passo muito tempo respondendo e-mails, scraps, tweets, entrevistas... Eu gosto muito do contato com os leitores e faço questão de dar o máximo de atenção possível para eles. E também tem a época em que, além de tudo isso, eu tenho que me dedicar a escrever os novos livros, como agora. Eu costumo dizer que parece que eu convivo constantemente com a sensação de “ter dever de casa pra fazer”. Eu nunca fico completamente à toa. Mesmo quando viajo, minha mente não descansa, fico sempre vendo coisas e conhecendo lugares que possam me trazer ideias para novos livros e personagens.

    Pra finalizar gostaria de saber: quais são os planos para o futuro de Paula Pimenta?

    Eu estou escrevendo o primeiro livro da minha nova série, que vai ser lançado na Bienal do RJ. Para o ano que vem, vou lançar o 2º da nova série e talvez um livro de crônicas. Eu também já tenho ideias para dois novos romances e, quem sabe, quando eu tiver um tempinho, quero gravar um CD só com as minhas composições. Não sei quando isso tudo vai ser possível, pois realmente o tempo está cada vez mais curto... Mas estou dando um passo de cada vez, cada coisa tem seu momento. Agora estou começando a me preparar para dizer adeus para a Fani... “Fazendo meu filme 4”, que é o último da série, vai ser lançado no final do ano. Eu só espero que vocês gostem tanto quanto eu do final que eu vou dar para a história dela...


     Espero que vocês tenham gostada da entrevista e de saber um pouco mais sobre a vida de Paula Pimenta :)


    Não Conte a Ninguém- Harlan Coben


    Sério! Quando alguém te conta um segredo e logo depois avisa: Não conte a ninguém. Qual é a primeira coisa que você tem vontade de fazer? Contar a alguém. A língua coça, a cabeça dói, a mão não para de bater na perna e o pé fica nervoso até você contar o segredo nem que seja para o seu cachorro. Pois bem a personagem principal deste livro, Elizabeth Beck sabia desses sintomas incontroláveis o ser humano em espalhar um segredo, por isso preferiu a morte a ter que revelar seus problemas pessoais.
    Um suspensizinho de vez em quando faz tão bem! Que falta eu estava sentindo de ver minha cabeça rastrear palavras, perseguir pistas para descobrir o mistério do livro.Por mais que tentasse não conseguir desvendar o final. O que me deixou ainda mais maravilhada com a genialidade deste autor, no qual era totalmente desconhecido para mim e passou a ser um dos preferidos deste gênero.
    Elizabeth e David Beck vão ao lago Charmaine, lugar onde cresceram juntos, para comemorar 13 anos de namoro e alguns meses de casamento. Ele está radiante e mais feliz do que nunca por estar ao lado do grande amor de sua vi, mas ela está com o pensamento longe. Como adolescentes pulam no lago sem roupa e fazem amor, entretanto quando David dorme algo de estranho acontece e Lizza é raptada por um homem estranho. Sem poder fazer nada, o marido é espancado pelo bandido e cai desacordado no lago. Oito anos depois, David se torna uma pediatra excelente para sua cidade, mas seu coração permanece vazio deste a morte de sua amada esposa até que alguém o envia emails misteriosos e pede para que Não conte a ninguém. Ao mesmo tempo dois corpos foram encontrados enterrados há mais de cinco anos no mesmo local onde Lizza foi morta. Coincidência? Bom, isso você só descobrirá se ler o livro.
    A trama é muito boa e vale à pena comprar, até porque é tão envolvente que eu consegui ler em 2 dias. Para quem está na onda eterna de chick lits como eu, pode migrar para os suspenses de Harlan Coben, pois tenho certeza que não irão se arrepender. Leitura boa garantida, ou eu devolvo seu comentário hauhauha
    Quem quiser dar uma olhadinha no trailer do filme fique a vontade...





    Dia Internacional do Livro com muito Romance

    A mulher merece! É pensando na mulher que o blog Romances e Leituras resolveu homenageá-las no dia internacional do livro (23/04) com os Romances de Banca da nossa parceira, editora Harlequin. Nada melhor do que tornar este dia um momento romântico e feminino. Afinal, quem não gosta de ler sobre as aventuras amorosas de Jessica e devorar toda a série Paixão. Bom, isso sem falar no desespero para os lançamentos de Desejo, os livros com as capas mais atraentes que existem, romanticamente falando.

    Ao pesquisarmos sobre a história da editora descobrimos que 1300 mulheres escrevem romances de bancas que são publicados em mais de 109 países, ou seja, praticamente no mundo todo. Se imaginarmos que no passado as mulheres não tinham o direito de trabalhar, muito menos de escrever. Isso já é uma conquista e tanto! Lembram como Jane Austen começou? Com pseudônimo para esconder sua verdadeira identidade. Agora a Harlequin publica livros para mulheres, escrito por mulheres!

    Viva a liberdade de expressão feminina!

    Para comemorar os 6 anos das séries Paixão, Jéssica e Desejo e o dia internacional do livro a editora está dando de brinde um e-book na compra das edições de abril. O que você está fazendo que não foi agora para a banca mais próxima comprar?!

    Dê só uma espiadinha nesses Romances que selecionamos para vocês :
     
    PUREZA DA ALMA – KIM LAWRENCE
    A vida de Neve Macleod fora arruinada por escândalos. A imprensa se comprazia em rotulá-la como uma viúva negra, mas na realidade seu casamento havia sido por conveniência. Neve ainda era virgem e agora cuidava da filha de seu falecido marido. Mesmo assim, ninguém se dispunha a crer em sua história. Até que um dia ela ficou presa em uma nevasca, e Severo Constanza, um magnata italiano, se tornou seu salvador. Severo nada sabia sobre o passado dela, mas acreditava em seu presente…

    MOMENTO DE SEDUÇÃO – MAGIC COX

    Maya Hayward se sentia como um peixe fora d’água na presença de seu novo chefe, Blaise Walker — um playboy charmoso e confiante. Ela tentava disfarçar seu coração acelerado quando estava perto dele através de uma postura estritamente profissional. Intrigado com o jeito misterioso de Maya, Blaise decidiu oferecer a ela uma chance de promoção: de secretária à amante.



    Paixão 226 – ARTIMANHAS DO DESTINO – SARAH MORGAN
    Marcas do passado, no corpo e na alma, denunciavam a vida difícil que Silvio Brianza tivera. Ao reencontrar Jessie, lembranças de sua infância pobre vieram à tona. E ele decidiu tirá-la da pobreza. Ainda que limpasse o chão durante o dia e cantasse à noite, Jessie não estava disposta a ceder tão facilmente à sedução de Silvio. Nem todo o glamour e luxo do mundo seriam capazes de corrompê-la… ainda que sentisse uma atração irresistível por ele! Afinal, vestidos caros e diamantes não a fariam esquecer o quanto já sofrera por causa de Silvio, pois ele era seu inimigo!


    Ed. 147 – SEIVA DA PAIXÃO – CHARLENE SANDS

    Joe Carlino viajara para Napa Valley a fim de administrar a adega de sua família. Era uma viagem de negócios e não de prazer. Mas ele não esperava encontrar no mesmo lugar Ali Pendrake, sua ex-secretária, com quem tivera um tórrido romance do qual se arrependera. Mas agora Ali estava transformada, ela se tornara outra ao abandonar seu charme sedutor e se comportar como uma mulher simples e comum. Para sua surpresa, a mudança chamou a atenção de Joe mais do que ela poderia imaginar. Porém, Ali ainda tinha dúvidas quanto às reais intenções dele. Será que algum dia Joe enxergaria — e amaria — a verdadeira Ali?




    Corra para a banca e aproveite! Você não vai ficar de fora dessa, vai?

    Irresistivelmente Fatal - Marcio Scheibler


    O título já mostra um pouco o que você encontrará nessa história. A palavra Irresistível já é marcante e tem muito poder sobre uma frase, agora imagina transforma-la em um advérbio de modo e ainda acrescentar a palavra mais certeira que existe: Fatal. Sempre quando ouço que algo foi fatal não tenho dúvidas que coisa foi séria. O jogo de palavras mostra a aventura em que o leitor vai entrar e a sexualidade que invadirá a sua mente ao longo da leitura.

    O livro é excitante, trágico, brutal e irresistivelmente maravilhoso.

     A capa foi bem composta e o livro é pequeno tem só 168 páginas por isso é ainda mais interessante. Por ser estilo pocket podemos ler no ônibus e em qualquer lugar sem machucar o braço de tanto peso. Além disso, tem bastante diálogo o que é uma característica de teatro e caiu super bem para as investigações dos assassinatos.

    Uma mulher misteriosa seduz Leandro Biavatti em uma festa no sábado à noite. Sem dizer seu nome, mas com muito charme e sedução a tal mulher conquista o rapaz e o leva para uma das suas melhores noites. No dia seguinte, Rodrigo, melhor amigo de Leandro, encontra o corpo do rapaz sem vida e mutilado. Na mesma hora exige a presença de seu tio, Otávio Medeiros, um detetive aposentado da polícia há dois anos, porém muito competente e o único capaz de resolver este caso. Juntos vão investigar as últimas mulheres que saíram com Leandro e desvendar esse misterioso assassinato que parece não ter acontecido somente no Brasil.

    Gostei bastante da leitura e li em 1 dia. Quero ler muito mais desse autor, não só porque é um colega meu do selo brasileiro, mas por ter cativado a minha atenção. O estilo literário é parecido com aquela série americana CSI. Então você poder saber de tudo através dos diálogos e acompanhar a investigação que foi muito bem feita pelo Medeiros. Ele pensa em tudo e tem paciência, o que é fundamental para esse tipo de trabalho. Outra parte do livro que me chamou atenção foi a pesquisa feita sobre uma história paralela a assassinatos de homens no passado. Não investiguei para ver se o fato realmente aconteceu, mas adorei saber um pouco mais sobre mulheres assassinas. Chega! Se eu continuar escrevendo vou acabar dando dicas demais.

    Só um último comentário: Homem é um bicho muito burro quando é seduzido por uma mulher bonita. :X

    Ah, quem quiser ler mais sobre o autor entra no site do Selo Brasileiro.






    Lançamento Harlequin Books: Fora da Lei - Nora Roberts

    O Romances & Leituras tem o prazer de apresentar a nossos leitores mais um super lançamento da Harlequin Books: 'Fora da Lei', da autora Nora Roberts!

    SINOPSE

    "Jake Redman possuía mais do que o sangue selvagem do Arizona correndo em suas veias, enquanto Sarah Conway era uma verdadeira dama do leste, determinada a tornar Lone Bluff seu lar... 

    Ainda que bancar o anjo da guarda de Sarah não agradasse Jake, tinha que admitir que até estava gostando da tarefa... Pois apesar de sua aparência inocente, batia em Sarah o coração de uma pioneira, pronta para conquistar novos territorios no velho oeste."



    FORA DA LEI - NORA ROBERTS
    ISBN: 978-85-398-0067-4
    PÁGINAS: 320


    Quer ler o primeiro capítulo do livro disponibilizado pela editora? Então clique aqui e saboreie um pouquinho desse maravilhoso e intrigante romance histórico!

    CURIOSIDADE: 'Fora da Lei' apareceu pela primeira vez na história Uma Promessa Quebrada, lançada na antologia Beijos Roubados, na qual uma das personagens, a escritora Jackie Macmara, trabalhava na elaboração de um romance histórico. 
    Reza a lenda que os leitores ficaram tão intrigados com os fragmentos dessa história que Nora Roberts foi convidada a escrever todo o livro. 


    Depois Daquela Viagem - Váleria Piassa Polizzi

    Ganhei esse livro da minha mãe quando tinha uns 15 anos e estava namorando pela primeira vez! Muitos (acreditem são muitos) anos depois estava arrumando o armário de papéis da época da faculdade e o encontrei lá, dentro de uma caixinha roxa, embrulhado em um saquinho de papel! No mesmo dia peguei para dar uma olhadinha por cima e me peguei terminando a leitura duas da manhã!


    Valéria Polizzi é uma jovem de 16 anos que conhece um rapaz lindo em uma viagem! Logo eles começam a namorar e a ter relações sexuais. O namoro era perfeito, o namorado um amor. Mas esse clima de felicidade logo é substituído por uma outra face do rapaz que torna-se violento, ciumento demais e faz da vida de Valéria um inferno. 

    No princípio ela tenta esconder os acontecimentos de sua família, mas isso não dura muito. A bomba explode    e Valéria acaba sabendo pelos pais do rapaz que ele sempre teve esse tipo de atitude. Uma pessoa descompensada e violenta.

    Valéria é uma moça de boa família, cheia de sonhos e planos, cheia de amigos! Mas dois anos depois, uma dor no estômago muda totalmente a vida da jovem. Ela descobre que aquela relação, sua primeria relação (e sem camisinha) lhe transmitiu o vírus HIV.

    Como é de se esperar o mundo dela desmorona! Valéria e sua família precisam enfrentar uma maratona de médicos e novas descobertas. Ela precisa aprender a voltar a sonhar e a enfrentar os preconceitos, principalmente o dela mesma. 

    Como disse no início desse post, li 'Depois Daquela Viagem' pela primeira vez quando tinha uns 15 anos e confesso que não gostei muito! Mas agora, relendo o livro anos mais tarde, percebi a mensagem de superação passada pela autora! 

    O livro narra a viagem de uma menina que se descobre com AIDS, em uma época (estando falando do final dos anos 80) em que não se sabia muito sobre essa doença e sobre os seus desdobramentos. Valéria nos mostra como é possível conviver com essa realidade e encontrar uma forma de superar os problemas. 

    A autora divide sua história com os leitores de maneira bem direta e nos faz repensar certas atitudes e pensamentos! 'Depois Daquela Viagem', é uma verdeira lição de vida: recomendo!



    Promoção Água para Elefantes

    O blog Romances & Leituras Traz em parceria com a Editora Sextante mais uma super promoção!
    Concorra a um exemplar do livro Água para Elefantes!

    agua para

    Para participar é bem simples, basta seguir as regrinhas abaixo:

    1. Seguir publicamente o blog - para isso clique no botão seguir na barra lateral do blog!
    2. Deixar um comentário nesse post dizendo 'Quero me apaixonar pelo livro Água para Elefantes'
    3. Residir no Brasil
    4. Preencher o formulário de inscrição abaixo:







    Quer ter chances extras de ganhar esse livro maravilhoso???

    1. Segue o @eromances no Twitter? Preencha 1 vez o formulário II
    2. Segue a @sextante no Twitter? Preencha 1 vez o formulário II
    3. Comentou na resenha ANTES do início da promoção? Preencha 3 vezes o formulário II
    4. Comentou na resenha APÓS o início da promoçao? Preencha 1 vez o formulário II
    5. Comentou em qualquer resenha do blog após o início da promoçao? Preencha 1 vez o formulário II
    6. Divulgou em redes sociais? Preencha 1 vez o formulário II


    Eu quero ganhar o livro "Água para Elefantes" que o blog @eromances + @sextante vão sortear! http://bit.ly/e7J1x5
    A divulgação no Twitter e Facebook é a cada 12 horas!


    7. Divulgou em seu blog/site? Preencha 5 vezes o formulário II






    Serão aceitos formulários enviados até o dia 16/05 às 23:59h!
    O sorteio será realizado pelo random.org!

    São muitas chances de ganhar! Participe!


    Clássicos # 04 Otelo, O Mouro de Veneza- William Shakespeare



      
    O ciúme doentio destrói casais, romances, famílias e muitas vezes se transforma em crime passional. Você sente algum tipo de ciúme desesperador por alguém? Bom, o personagem deste clássico era um homem comum até ser contaminado pela cólera do ciúme e adquirir uma doença que nos consome por dentro e acaba com a nossa sanidade mental.

    O assunto é delicado e o livro é maravilhoso pois, além de ser narrado em formato de teatro, podemos tirar várias conclusões acerca do verdadeiro amor e das amizades inimigas. Otelo sofreu muito por acreditar em seu alferes, Iago, mas pagou o preço da falta de confiança em sua esposa apaixonada Desdêmona.  Li esse livro ano passado e até hoje não consegui resenhá-lo de tanto que me envolvi com a história e recordei alguns momentos em que sofri com o ciúme alheio. Alguém já te fez sofrer por causa do ciúme? 
    E não é só namorado não, têm amigos que são ciumentos demais,  pai, mãe, avós, chefe, cachorros. Acho que todo mundo quando se apega torna-se um pouco ciumento, mas tem que saber se controlar, senão o seu final certamente será trágico.

     A história se passa em Veneza, na original cidade de mármore, de água e silêncio, no século XVI e segundo o tradutor  Onestaldo de Pennafort essa é a tragédia das tragédias shakespeariana  porque no começo não dá para perceber que terá algo de muito ruim na história, enquanto que nos outros livros do autor logo no primeiro ato já está explícito ou mascarado.

    Otelo é um Mouro - a serviço da república de Veneza- apaixonado pela filha do senador Brabâncio que não permiti o casamento devido as condições sociais do rapaz. Porém, Desdêmona  se apaixonada perdidamente pelas histórias e aventuras do Mouro sendo assim resolve se casar as escondidas. Acontece que o pai acaba descobrindo e ordena a morte de Otelo. A sorte muda e cavalheiro consegue provar o seu amor e sua capacidade de ajudar na defesa da república, o que deixa Brabâncio furioso e desperta a inveja de Iago, o seu fiel e escudeiro alferes.

    A vida do casal é ótima e o amor continua a brilhar nos olhos dos amantes, porém Iago é ambicioso e arma de todas as formas para acabar com a vida de Otelo afim de conseguir dinheiro . Com ajuda de Rodrigo- um soldado apaixonado por Desdêmona- Iago consegue implantar provas de que a esposa de Otelo está tendo um caso com Cássio Miguel-tenente do exército comandado pelo Mouro. Aos poucos Iago vai mostrando para Otelo quem é a sua verdadeira esposa, mas será que ele está correto?!

    Como faz tempo que li esse livro posso ter errado alguns patentes e profissões, por isso peço desculpas se tiver algum erro nisso. No mais, o livro é um clássico sensacional e vale muito a pena ler, refletir, pensar...

    Apátrida - Ana Paula Bergamasco


    Que livro difícil de resenhar, talvez a mais complicada de todas que fiz. Como vou passar para você leitores a angústia e alívio que estou sentindo ao ler sobre os sentimentos e aventuras de Irena? Mesmo sendo escritora e já ter lido de tudo um pouco não consigo começar esta resenha sem me emocionar. 

    Longos foram os dias que li sobre as histórias de Irena, personagem principal do livro, e seus filhos. Torci pelo amor impossível até a última gota de esperança, chorei ao ver o sofrimento do ser humano e me encantei com a qualidade da pesquisa feita por Ana Paula Bergamasco.

    Você leitor encontrará neste livro tudo em detalhes sobre a Segunda Guerra Mundial, isso sem falar em outras tragédias que passaram pela vida da personagem. A riqueza da narrativa está no modo como foi narrado – 1ª pessoa- e nos sentimentos transmitidos para os leitores. É forte, é pesado, é torturante, mas TO-TAL-MEN-TE necessário!

    Irena é uma polonesa nascida em Wioska  e filha caçula de um casal apaixonado. Seus irmãos Antony, Michal,Marko, Andrzej, Maria e Anna  cresceram em um lar harmônico apelidado pela família de DOM. Juntos desenvolveram o afeto e o amor ao próximo nas situações mais difíceis, até mesmo com pessoas de tradições religiosas diferentes.

    Quando Annika- a Mama- passa mal o médico judeu  amigo de anos da família é chamado para ajudar, mas Jan- o Pappa- não aprova a interferência de seu antigo colega da escola e fica furioso. Apesar das desavenças, Dr, Yossef, consegue se aproximar mais da família e com isso leva seu filho para uma visita. Maravilhada com o dialeto iídiche, Irena chantageia o pequeno judeu, Jacob, a ensiná-la a falar a língua em troca da caixinha com tiras de couro que pertenceu ao avô do menino. Mesmo depois de relutar, Jacob passou a se encontrar com Irena e seus irmãos para passeios semanais no Dom. A amizade foi crescendo e aos poucos um amor eterno foi surgindo sem nem mesmo pedir licença as crenças e religiosas de cada família. Até que Jacob decidiu se casar com uma bela judia, Ewa, e se separar de Irena. A garota ficou arrasada a ponto de entrar em depressão profunda e quase morrer, a sua sorte foi encontrar um cavalheiro Russo muito apaixonado e batalhador. Apesar de não querer, resolveu se casar com Rurik e tentar ser feliz visto que Jacob estava vivendo sua vida em completa harmonia. Só que a nossa querida Irena, não imaginava mudar-se para a BieloRussia e passar tudo que enfrentou por lá. O nascimento de um filho e um amor tranqüilo de dedicado pode mudar muita coisa, mas em tempos de guerra será que isso é suficiente?

    Campos de concentração, fábricas de armas, morte de uma nação é um pouco do que você vai encontrar em Apátrida.

    A capa é muito bem feita, a história é escrita com delicadeza e inteligência, o enredo é super recorrente e os fatos são reais, que dizer a guerra foi real. Infelizmente, não sei se a personagem existiu, porém vou conseguir uma entrevista com a autora e post assim que conseguir para tirar algumas milhares de dúvidas. Quem já leu e quiser perguntar algo, comente que coloco a pergunta na entrevista e o nome do leitor. Só tem uma coisinha que me desagradou, eu acho que o livro ficou muito grande com muita informação. Poderia ter sido dividido em três!

    Para encerrar com categoria fiz uns Haicais em homenagem a personagem Irena.

    Primeira fase

    Ondas de calor

    escondem a dor

     a falta do amor


    Segunda fase

    Ondas brilhantes

    Mãe Terra sobrevivente

    enchem o ventre


     Terceira fase

    Menina guerreira

    Mãe grandiosa

    Mulher bondosa


    Água para Elefantes - Sara Gruen


    Jacob Jankowski tem 93 anos (ou 90, nessa idade não se sabe ao certo) e mora em uma casa de repouso para idosos. Sentindo–se solitário e insatisfeito, Jacob torna-se cada dia mais ranzinza, totalmente impaciente com as enfermeiras e constantemente reclamando da comida servida no asilo.

    A vida de Jacob muda porém, quando um circo chega à cidade e arma a lona exatamente em frente à casa de repouso. Ele é invadido por lembranças de um passado até então mantido em segredo pelo seu coração. 
    "Não falo muito sobre esses dias, nunca falei. Eu tinha medo de deixar escapar alguma coisa. Eu sabia como era importante guardar o segredo dela e de fato o guardei. – pelo resto da sua vida e depois. Em 70 anos nunca o revelei a ninguém."


    Aos 23 anos e após perder os pais em um trágico acidente, e sem ter para onde ir e sem dinheiro algum, o jovem rapaz abandona a renomada faculdade de veterinária que cursava e vagando sem destino acaba entrando como clandestino em um trem em movimento. Mas não era um trem qualquer, era o Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. 

    Contratado incialmente para cuidar dos animais, Jacob logo é promovido a novo veterinário do circo, assim que August (responsável pelo setor de animais) e Tio Al tomam conhecimento de sua vida acadêmica.

    A vida no circo no entanto, é mais difícil do que Jacob imaginava. Preconceito entre trabalhadores e artistas, integrantes que sumiam misteriosamente e ainda um chefe totalmente inconstante eram cenas comuns. Mas o coração prega peças ainda maiores e mais difíceis de serem resolvidas, principalmente quando elas se apresentam  encantando cavalos em seu colan de  lantejolas. 

    Estava louca para ler esse livro e no dia que ele chegou, enviado pela nossa parceira Editora Sextante, não perdi tempo e comecei a leitura imediatamente. 

    O livro se desenvolve em capítulos que alternam ora a vida atual de Jacob ora as lembranças de sua juventude. A história é extremamente rica em detalhes e descreve de forma minuciosa o cotidiano da vida no circo. Tudo isso em conjunto com uma rede de mentiras, ciúmes, amores impossíveis, amizade e companheirismo.

    Os personagens são fascinantes, tão fortes e tão reais que podemos enxergar os sentimentos deles. Sofremos com eles, vibramos com as conquistas deles, damos risadas nas cenas engraçadas. Em determinados momentos estive à beira das lágrimas! Me arrisco a afirmar que quase pude me sentir como parte da realidade circense retratada com maestria por Sara Gruen

    Água para Elefantes nos faz refletir sobre o comportamento e a mente humana e como podemos nutrir os piores e melhores sentimentos. Excelente livro! Recomendo mil vezes!!!

    Senhoras e Senhores, bem vindos ao maior espetáculo do mundo!












    Tudo por um Namorado - Thalita Rebouças


    Ô Tali cadê você eu vim aqui só pra te ver!” 

    Quem é fã mesmo de Thalita Rebouças e já foi a eventos só para ganhar um autógrafo com a marca de batom dela, provavelmente escutou e gritou essa frase várias vezes. Eu particularmente gosto muito dessa série Tudo por “alguma coisa” por que é bem juvenil e as histórias se passam em cidades do interior ou acampamentos de escola, que fatalmente me fazem lembrar da minha pré- adolescência.

    Fala sério, quem nunca sofreu por amor e juntou suas amigas para ir atrás do carinha onde quer que ele vá. Em tudo por um namorado o enredo é o mesmo, mas as trapalhadas de Gabi,Ritinha e Manu são totalmente diferentes e muitas vezes imprevisíveis.

    Gabi, a namoradeira do grupinho, está caidinha por Diogo, o garoto mais marrento-metido a pegador do colégio a ponto de convocar as amigas Manu e Ritinha para uma viagem escolar na fazenda Vida  d´Ouro só para tentar conquistar o gatinho. 

    Ritinha- a mais nerd e anti-amor do grupo-  e Manu - a loiríssima beijoqueira- se recusam a ir para uma fazenda que mais parece um regime militar, porém ninguém resiste a chantagem emocional de uma amiga apaixonada,não é?! Então as 3 garotas viajam para essa aventura e logo no ônibus já são pegas de surpresa pelo destino. Ritinha sem querer derruba biscoito e refrigerante no colo de um aluno muito gatinho e morre de vergonha depois que o ônibus inteiro começa a rir da situação ao mesmo tempo Gabi percebe a presença de Suzaninha a ex- namorada de Diogo que insiste em se sentar ao lado de seu galã. 

    Está aberta a luta por Di e a temporada na Fazenda Vida d´ouro. Aos poucos as meninas vão percebendo que a viagem que tinha tudo para ser um fracasso está se tornando uma aventura muito divertida e um momento para se conhecer novas amizades. No mundo da literatura infanto-juvenil as histórias parecem ser escritas para você. Eu pelo menos me sinto assim, pois quando tinha 14 anos fiz uma viagem de formatura com meus amigos do colégio e revelei vários segredos meus no ônibus. Isso sem contar aquelas brincadeiras de beijos e verdades!

    “Pera, uva, maça, salada mista leia o livro da Thalita Rebouças para encontrar alguma pista”

    Estou inspirada hoje. :)

    Só para terminar esse livro é o 2º de uma série. O primeiro é Tudo por um popstar e o 3º Tudo por um feriado. Ambos têm histórias diferentes que não alteram a ordem de leitura, mas as protagonistas são as mesmas.