• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Beijada por um Anjo, Almas Gêmeas - Elizabeth Chandler

    AVISO. Terceiro livro da série, então, essa resenha pode conter algum spoiler para quem não leu os livros anteriores. 

    "Rezei para ter mais uma chance com você, para dizer o quanto  te amo e para dizer que vou continuar te amando"

    Ivy era o centro das atenções nos corredores da escola. Todos acreditavam que, após o acidente que culminou com a morte de Tristan, ela havia ficado deprimida o suficiente para tomar algumas pílulas e atentar contra a própria vida nos trilhos da estação ferroviária. Ela, no entanto, não lembrava de nada que aconteceu naquela noite. Tinha certeza apenas que não havia tentado o suicídio. 

    A única pessoa que poderia ajudá-la com alguma informação era seu irmãozinho caçula que testemunhou grande parte da noite. Phillip seguira os passos da irmã e não só acreditava em anjos como também conseguia enxergar a luz brilhante e a forma que eles tinham. E foi exatamente um anjo que o guiou até a estação para impedir que o pior acontecesse, o anjo Tristan.

    Procurando proteger Ivy desde o acidente, Tristan tentava a todo custo comunicar-se com ela e alertá-la do grande perigo que a rondava: Gregory. As únicas pessoas com as quais ele conseguia comunicar-se eram Beth, Will e Phillip, mas todos os seus esforços eram totalmente frustrados. Ivy não escutava nada do que eles diziam, e nem estava aberta a isso, porque perdeu a fé. 

    Mas em um lampejo de lembranças, alguma coisa na história de Phillip começa a fazer sentido... E ela lembra de ter visto uma luz. A partir daí, Ivy tenta lembrar-se de tudo que o aconteceu na noite de sua suposta tentativa de suicídio, entender fatos do passado e principalmente dar algum sentido aos pesadelos que insistem em assombrar suas noites de sono.

    Em Beijada por um Anjo 3 - Almas Gêmeas, temos o desenrolar de alguns fatos que ficaram mal explicados nos livros anteriores. Finalmente, somos esclarecidos sobre a identidade do verdadeiro vilão da história e os motivos escusos que o fizeram assumir essa postura psicótica. A história sofre uma reviravolta e a autora usa a dose certa de suspense para ilustrar e justificar as mortes que ocorrem no decorrer do livro. Chocante! 

    Outro ponto positivo foi a forma como a autora explorou personagens coadjuvantes o os integrou ao enredo, tornando-os essenciais para o desenrolar da história, apresentando traços da personalidade dos mesmos e brincando com os sentimentos de aceitação do leitor. 

    Não posso deixar de ressaltar também o excelente trabalho de design gráfico feito pela editora. A capa é linda e o detalhe no canto inferior de cada página conferiu um charme especial. Minha única crítica é quanto à diagramação. A editora pecou um pouco na organização dos parágrafos e espaçamento, mas nada que comprometa o deleite do leitor. 

    Suspense e uma boa dose de romance! Acho que finalmente encontrei os elementos que faltava para me render à série. Com esse livro, Elizabeth Chandler quase me fez acreditar em anjos!