• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    A Garota Americana - Meg Cabot



    Samantha Madison é uma adolescente normal, que vive os dramas de qualquer garota de sua idade. Talvez ela não viva literalmente como uma garota qualquer, e sim como aquelas politicamente corretas, que usam roupas pretas como forma de protesto e adoram desenhar. 

    Sam tem o desenho como seu maior hobby e passa horas reproduzindo personalidades famosas em seu bloco de papel, principalmente durante as aulas de alemão. Motivo pelo qual suas notas estão terrivelmente baixas e Lucy, a irmã que usa condicionador de cavalo, resolve dedurá-la para os pais. Como castigo e uma forma de 'canalizar positivamente esse dom', a mãe de Samantha resolve matriculá-la em um curso de desenhos. Na verdade, ela é OBRIGADA e frequentar as aulas. 

    Não é novidade que adolescentes não gostam desse tipo de pressão que os obrigue a fazer  coisas que não querem e Sam não foge a essa regra. A menina resolve então, ‘matar a aula’ de artes, dar um passeio e voltar a tempo de Theresa (a babá meio-faz-tudo-meio-governanta-guarda-costas) buscá-la. Claro que dá tudo errado. 

    Em um minuto ela está parada na calçada da confeitaria Capitol Cookies observando a comitiva do presidente e no minuto seguinte, é a heroína teen que impede que um homem armado atire no líder dos EUA.  

    Depois dessa atitude heroica, a vida de Sam muda radicalmente e o anonimato passa a ser algo distante de sua realidade. Será que ela está pronta para lidar com a nova fase que se inicia e todas as dúvidas que vêm com ela?

    Apesar de um início complicado, no qual considerei a narrativa de Meg um tanto cansativa e arrastada, "A Garota Americana" conseguiu me conquistar a tempo e assumir um lugar no meu 'top five Meg', perdendo apenas para a coleção Rainha da Fofoca que vamos combinar, é imbatível. 

    A autora nos mostra a realidade adolescente de uma maneira leve, divertida e cheia de criatividade. Samantha é uma menina 'apagada' que possui uma irmã descolada, que vive em meio aos seus pompons de torcida e é um verdadeiro 'pé no saco', mas não mede esforços para sair em sua ajuda quando é necessário. Tudo isso em conjunto com agentes do serviço secreto norte americano, jantares na Casa Branca e dois gatinhos maravilhosos (um mais lindo que o outro). 

    Sam, assim como eu, é apaixonada por listas. Em vários momentos nos deparamos com '10 motivos para...' e outras mais. Se eu me identifiquei? Imaginaaa?! Super recomendo! 

    Obs. Estou em uma dúvida cruel: começar ou não 'A Garota Americana, quase pronta', continuação desse livro. Li tantos comentários negativos sobre ele que fiquei com o pé atrás. Será que Meg vai me decepcionar?