• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Por Favor, Cuide da Mamãe - Kyung Sook Shin




    Um livro diferente que vai emocionar muita gente. Por favor, cuide da mamãe não é comum aos brasileiros, porque usa e abusa de uma sensibilidade oriental. O tema é o mesmo, mas o modo como o livro foi narrado e como a história foi se desenvolvendo me pareceu bem particular e exótico.

    Sinopse: Park So-nyo, 69 anos, mãe de cinco filhos, desapareceu. Ao chegar a Seul para visitá-los, saindo de sua aldeia com o marido, com quem é casada há mais de 50 anos, ela é deixada para trás em meio à multidão em uma plataforma da estação de metrô. Como fez a vida toda, ele simplesmente supôs que a esposa o seguia. Essa é a última vez em que Park é vista. Começa então a procura, liderada pelos filhos e o marido, que se transforma em uma exploração emocional repleta de remorso e marcada pela triste descoberta de uma mulher que ninguém nunca conheceu. Narrado pelas vozes de uma filha, de um filho, do marido e da própria mulher desaparecida, Por favor, cuide da Mamãe é, ao mesmo tempo, um retrato da Coreia do Sul contemporânea e uma história universal sobre família e amor.

    O enredo da história é bem real, mas o modo como ela foi contada é único. Eu pelo menos, nunca tinha visto a história ser narrada por um narrador “consciência”. Chamei-o assim, porque em vários trechos parece que estamos “ouvindo” as reflexões dos filhos sobre a mãe desaparecida. Só que ao escrever esta resenha tive outra visão do livro. Talvez este narrador possa ser algo além.

    O livro é muito bem construído e os capítulos são enormes! Para quem está acostumado com capítulos de no máximo 10 páginas, quando se depara com 50 páginas quase morre. Mas, aos poucos fui entendendo a proposta e morrendo de curiosidade para chegar ao fim e acabar com essa angústia.

    Kyung- Sook Shin expõem todos os detalhes, problemas, dores e segredos desta família que foi governada pela mãe. O pai era uma figura a parte que vivia viajando, mas a mãe marcou muito a vida dos filhos, só que filho é filho, quando cresce cria asas e se esquece da família. Só quando perdemos alguém é que nos damos conta que o amamos e que queríamos ter agido  de outro jeito. Acho que a grande lição deste livro é: valorize sua mãe enquanto ainda tem tempo, porque quando ela for embora não terá mais volta.

    A diagramação mais uma vez impecável. Destaque para a capa que é super singela e delicada, mas tem uma ilustração forte, cheia de sentindo. Para mim está sendo difícil escrever sobre o livro, porque me envolvi tanto que não consigo escrever tudo que gostaria sem dar spoilers.

    Só posso dizer que o livro é marcante, profundo, não é cansativo, é diferente dos livros ocidentais e vai marcar você para sempre. O leitor praticamente entra na vida dos personagens e se desespera quando percebe que não tem mais volta. A mãe sumiu e pronto. Eu senti até vontade de ler a última página para ver se encontraria o que queria, mas resisti e foi bom porque a autora amarrou tão bem a história e os capítulos que digeri melhor a informação.

    Enfim, o livro é a vida crua e nua de uma família. Só que em vez de chocar de uma forma aterrorizante, a autora preferiu contar a verdade de uma forma delicada.
    Trechinho para deixar vocês com água na boca:

    As pessoas dizem que quando um bebê está chorando, a avó paterna diz: “O bebê está chorando,você deve alimentá-lo”, e que a avó materna diz “ Por que esse bebê chora tanto, deixando sua mãe tão cansada?” PP. 178

    Paquerei este livro deste que foi lançado. Foi amor à primeira vista e valeu a pena esperar. Por favor, cuide da mamãe é maravilhoso!  Está ai um livro merecedor do título de Best Seller e uma autora merecedora de um Prêmio Nobel de Literatura.