#Clássicos: As Brumas de Avalon - A Senhora da Magia



Livro encantador e viceral, cheio de história e lendas que fazem o leitor refletir bastante sobre tudo que ouviu na escola sobre o Rei Arthur. Resolvi ler esta série quando vi a escritora Flávia Cortês falando que sempre ouvimos histórias na visão masculina sobre a época de Arthur, mas este livro traz uma versão feminina dos acontecimentos e que me pareceu bem mais real e emocionante, claro!


 Sinopse:
Neste enorme e emocionante romance, a lenda do rei Artur é contada pela primeira vez através das vidas, das visões e da percepção das mulheres que nela tiveram um papel central. Igraine, Viviane, Guinevere, Morgana. Elas revelam, com as suas vidas e sentimentos,a lenda de Artur, como se fosse nova de, ao mesmo tempo, levam o leitor a integrar-se na história, de maneira natural e profunda. Assim, esta obra proporciona uma narrativa soberba de uma lenda, e a recriação dessa lenda, bem como a brilhante contribuição para a literatura do ciclo arturiano.

As Brumas de Avalon- Senhora da Magia faz parte de uma série de 4 livros lançados pela editora Imago. Tive a oportunidade de ler uma versão mais antiga que recebi do Livro Viajante que participo no skoob. Acho que o livro bem velhinho deu mais base para a história, então ao passo que lia, me sentia em Avalon compartilhando as dores de Morgana e o amor de Ingraine, minha personagem favorita.

A primeira parte do livro é contato por Ingraine, esposa do duque de Cornualha ( detalhe para o nome do local que é bem curioso, até porque o duque contará com alguns galhos na cabeça rs) , filha de Merlim e irmã da  representante da Deusa de Avalon, Viviane. De uma hora para outra sua vida muda e ela passa de esposa abandonada para amante com o poder da Bretanha em suas mãos. Para mim foi a melhor personagem do livro, porque ela é bem transparente e não aceita ser tratada como uma marionete por sua irmã. Mesmo contrariada ela vai em frente com seu destino e acaba descobrindo a felicidade. Gostaria de ler mais sobre ela, mas como é mãe de Arthur, seus dias estão contados até o final da série.

Morgana me surpreendeu muito. Sempre achei que ela fosse uma bruxa do mal que atrapalhou a vida do reino, mas quando descobri que ela era uma mulher comum e só porque havia sido criada em Avalon ganhou o estigma de bruxa, fiquei muito feliz e a história ficou até mais interessante. Eu não li ainda os outros livros, mas gostei de ver o sofrimento dela por sentir ciúmes da mãe com o pai de Arthur e por seu amor não correspondido por Lancelot.

Este primeiro livro conta a história desde antes de Arthur se tornar Rei, então pode parecer confuso a entrada de alguns personagens, mas ao longo da história fui encaixando  e pude compreender melhor a narrativa, que é lenta, porém muito interessante, o que te faz ficar preso por muito tempo. Terminei a leitura na quinta-feira e até hoje fico tentando adivinhar o que vai acontecer ou quem teve culpa no passado. Acho, que esse é o ponto forte do livro, nos fazer refletir sobre a história com uma ótica totalmente feminina.

Recomendo a leitura e espero comentários de quem leu! Só não contem o final, por
favor!

Beijinhos,






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...