• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Glimmerglass - Jenna Black



    Desde pequena Dana Hathaway teve que aprender a tomar conta não apenas de si mesma, como de sua mãe. Irresponsável e alcoólatra, Cathy sempre deixava a filha em situações constrangedoras. Mudar-se de cidade constantemente eram um alívio para Dana. Uma forma de recomeçar, em um lugar novo onde ninguém soubesse dos problemas que enfrentava em casa. 

    Todas essas mudanças de endereço, no entanto, eram uma tentativa de esconder Dana e impedir que seu pai a encontrasse. Dana não conhecia o pai e sabia muito pouco a seu respeito. Sabia apenas que a mãe fugira ainda grávida e que tinha receio que seu pai, um mandachuva do mundo das fadas, a levasse para Avalon, um lugar entre o mundo das fadas e o mundo dos humanos. 

    A paciência de Dana esgotou-se no momento em que Cathy invadiu seu recital na escola, totalmente embriagada, e a expôs diante de seus colegas. A menina entendeu que precisava tomar as rédeas de sua vida e decidiu entrar em contato com o pai e fugir de casa a fim de começar uma nova vida. 

    Entretanto, ela não contava com as dificuldades que se entreporiam em seu caminho, nem com todos os perigos que estaria correndo em Avalon. 

    "Aquilo não podia estar acontecendo. Minha vida era desagradável mas ao menos não era perigosa". 

    Parece que mergulhei de cabeça nos sobrenaturais. Foram  tantos livros lidos nas últimas semanas que ando me perguntando se (e quando) algum ser de outro mundo vai pular de cima de uma árvore qualquer e me cumprimentar, raptar...

    Mesmo com toda a diversidade de histórias e títulos disponíveis, acho que o gênero acabou caindo em uma modinha e se repetindo. Glimmerglass chamou minha atenção justamente por trazer uma nova proposta, além de uma belíssima capa. Ainda não tivera a chance de ler nada sobre fadas, mesmo simpatizando muito com o tema. Lá fui eu me aventurar  junto com Dana, nesse encontro de dois mundos. 

    A narrativa não teve aquele início morno, pelo contrário, já começou interessante, o que prendeu minha atenção desde o primeiro capítulo até a última página. O enredo é super criativo e a forma como a autora conduziu o desenrolar da história e tratou o assunto alcoolismo da mãe de Dana me impressionou. 

    Talvez por ter sido obrigada a assumir responsabilidades precocemente, Dana é destemida e muito madura para a sua idade. Era pagar as contas ou ficar no escuro, fazer as compras ou não ter o que comer. Depender da mãe era o mesmo que estar entregue à própria sorte. 

    Quanto aos outros personagens, não quero estragar a surpresa que vocês encontrarão, mas tenho uma consideração a fazer: o Ethan é um espetáculo. 

    "... Quero dizer, claro que ele era um feérico maravilhoso, e velho demais para mim, mas, por mais que eu tivesse a sensação de que vinha flertando comigo a ideia de que ele tivesse interesse por uma mestiça adolescente não tão atraente assim era simplesmente bobagem. Mesmo assim ele era um homem, e eu já não era mais uma menininha."

    Glimmerglass (296 páginas, Universo dos Livros) foi uma excelente surpresa e uma leitura muito agradável. Quem é fã do gênero vai adorar e quem ainda não se rendeu, não sabe o que está perdendo. 
    Recomendo! 


    Série Faeriewalker 
    Glimmerglass, O encontro de dois mundos

    Shadowspell, O misterioso Reino de Avalon

    Sirensong, O perigoso chamado da rainha