Cordeluna - Élia Barceló



Leitura obrigatória para todo mundo! Não é a toa que Cordeluna ganhou o premio de melhor livro juvenil de Edebé. A autora, Élia Barceló, escreve muito bem e montou uma trama no livro de emocionar os leitores de todas as idades. Aliás, o livro é juvenil, mas a história de amor que marca Cordeluna parece novela de cavalaria daquelas bem românticas e dramáticas.

A história é narrada em terceira pessoa e dividida em duas épocas, a medieval e a atual. De  um  lado acompanhamos o  decorrer da história no século XI, no qual, Sancho Ramires, um valente cavalheiro do grupo de El Cid, se apaixonada perdidamente por Guiomar, uma condessa virgem e muito bonita, mas filha emprestada da poderosa Dona Brianda que fará de tudo para infernizar a vida dos dois.  Do outro temos a história de um grupo de adolescentes que vão passar as férias de verão em um grande projeto de teatro medieval em Burgos. Eles vão morar no Mosteiro da cidade e agir como se estivessem no século XI, ou seja, sem tecnologia e conforto.
Sinopse - Mil anos atrás, uma história de amor foi interrompida pela desgraça e uma maldição. Um poder tão maligno que tinha conseguido dominar seus espíritos geração após geração. E enquanto isso, os apaixonados esperam... condenados a se reencontrar e voltar a se perder por culpa do ciúme e do ódio. O cavaleiro e a dama. O guerreiro e a donzela. Até que talvez um dia, talvez em nossa época, séculos depois, um poder superior e benigno consiga pôr um fim ao malefício.. A história se passa na Idade Média e é muito bem retratada no livro, que destaca costumes e valores da época. As sangrentas guerras entre muçulmanos e cristãos pela expansão e posse de seus domínios

Até metade do livro as duas histórias são paralelas com poucas conexões, mas do meio para o final,várias situações emocionantes acontecem, o leitor ficar tenso querendo saber todos os detalhes, a leitura flui com uma velocidade alucinante e no fim, ficamos com gostinho de quero mais!

A história de amor entre Sacho e Guiomar é tão trágica e bonita ao mesmo tempo, que dá muita vontade de viver o romance, de gritar com os personagens. Não tem como descrever a emoção que este livro me passou. Certamente é uma obra prima, poética e  muito bem escrita. É literatura de primeira qualidade, que eu faço questão de indicar a vocês. Principalmente as meninas que gostam de romances exagerados e antigos.

Eu adoro ler sobre cavalheiros românticos, porque eles são extremamente educados, charmosos e conquistam a mulher com respeito. Sancho ficou tão deslumbrado por Guiomar que foi muito empolgante ver o seu amor.

Os personagens da época atual, também são bem legais, mas pela escritora ser espanhola, a diferença cultural me causou certo incomodo, principalmente nas falas. Senti falta da ginga do brasileiro, das gírias e do calor humano. Enfim, gostei mesmo foi da época dos cavalheiros, porque nunca tinha lido histórias desse tipo.

Já ia me esquecendo de Cordeluna, a espada de Sancho, que tem um poder especial muito forte e foi criada para vingança. Não posso falar mais nada se não vou entregar o enredo todo.

A capa do livro é toda azul com algumas falhas como se fosse uma pintura na pedra. Antes de ler achei a capa feia, mas depois entendi o motivo e me apaixonei ainda mais pelo livro. Todas as ilustrações estão interligadas com a história. A única coisa que me incomodou foi a margem do livro que é pequena, mas nada que atrapalhasse.

Recomendo mil vezes o livro. Obrigada a editora Bitura pela parceria, gosto muito dos livros infantis de vocês e adorei poder conhecer a parte juvenil.

Beijinhos,






Durante todo o mês de junho os comentaristas do blog podem concorrer ao livro PARA SEMPRE. Saiba como clicando aqui, ou em Comentaristas do Mês, que você encontra na área Colunas, no menu principal. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...