• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Gregor e a Profecia de Sangue - Suzanne Collins



    Depois de um Natal com uma mesa farta e alguns presentes, a vida voltou ao normal na casa de Gregor. Seu pai estava um pouco melhor, mas não o suficiente para voltar a dar aulas na escolar secundária. Sua mãe tinha vetado totalmente a utilização da lavanderia do prédio e agora eles usavam uma há alguns quarteirões dali, o que dificultava o contato com o Subterrâneo.

    O pai do menino, no entanto, dava um jeito de checar todo dia se havia algum bilhete de Vikus que trouxesse alguma informação do mundo lá embaixo e de Luxa, que continuava desaparecida. Muito tempo se passou sem qualquer notícia até que um dia, Gregor foi acompanhar a Sra Comarci até a lavanderia e lá estava um pergaminho enrolado, preso à grade. 

    A presença de Gregor e Boots era solicitada no Subterrâneo. Um grande mal assolava os habitantes de sangue quente e a cura era desconhecida. Humanos e animais estavam morrendo vítimas da peste. A princípio, a mãe de Gregor não permitiu que eles viajassem ao subterrâneo, mas com um método nada convencional, Ripred persuadiu Grace a permitir essa viagem, no entanto, ela os acompanharia.

    Claro que Gregor partiria em mais uma aventura para cumprir A Profecia de Sangue. Mas  havia um pequeno detalhe: ele foi enganado e não sabia disso. 

    Gregor e a Profecia de Sangue é o terceiro volume dessa série infanto-juvenil que me deixou totalmente apaixonada e encantada pela narrativa de Suzanne Collins. Quanta criatividade! Criar uma história única - porque ouso dizer que ainda não me deparei com nada semelhante à essa história - tão cheia de ação, aventura, sarcasmo, lições de vida... 

    Os habitantes do Subterrâneo são incríveis e a cada livro descubro uma peculiaridade de um grupo específico, ou alguma característica de algum personagem que me fascina a ponto de torcer e chorar. Suzanne malvada, não tem dó dos seus leitores e muito menos dos personagens que cria. 

    Temp continua sendo um de meus favoritos - ao lado de Boots, claro - mas nesse terceiro volume Ripred foi a surpresa. O rato mal humorado e sarcástico tem coração! Corrigindo, acho que todos os roedores me surpreenderam de forma positiva. Não quero mais guerra contra os ratos, NÃO QUERO. 

    Suzanne me conquistou de vez e não vejo a hora de ler a continuação dessa série. Por sorte o lançamento do quarto livro será na Bienal de São Paulo e eu não terei que esperar séculos. 

    Recomendo muito essa série. É uma das melhores aventuras que já li. 




    Não deixe de participar do comentaristas do mês de julho e concorrer ao livro Sedução nas Terras Altas - Michele WillinghamClique em COLUNAS no menu principal e comentaristas do mês para mais informações.