• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Travessia - Ally Condie - Suma de Letras






    Travessia é a continuação do livro Destino, que tem como tema central a distopia. Atenção pode conter spoilers!

    Em Destino a autora criou uma nova forma de falar sobre distopia, o olho do poder e o controle da sociedade com a questão da perfeição e das pílulas, vermelho, verde e azul. Lembro-me que quando li Destino, achei a construção do enredo muito boa e fiquei muito interessada, apesar do livro ter me irritado um pouco no quesito romance e elaboração dos personagens.

    O foco central do gênero não é romance, mas se a autora quer montar um triânglo amoroso, acho que deveria prestar mais atenção na origem de sentimentos que faz uma mulher gostar de dois homens. No caso, a Cassia está marcada para casar com Xander o seu par perfeito de acordo com a Sociedade. Ela está muito feliz com isso, só que por conta de um erro, em vez de ver as informações de Xander no seu microcartão, ela vê as informações de Ky. Um garoto rejeitado pela sociedade e considerado uma aberração.

    Eu interpreto a Cassia como sendo uma garota certinha, que por conta de pensamentos guiados pelo avô, passa a querer saber mais sobre o controle da sociedade. Pronto! Agora é só juntar a rebeldia da adolescência e colocar um garoto todo errado. Que garota não gosta de um bad boy problemático? Só que, ela sempre amou o melhor amigo que de perfeito não tem nada, mas a autora resolveu que Cassia tem que ir atrás de Ky, então ela larga a sua vida e vai em busca do seu grande amor, que não é verdadeiro. Ally Condie, peço desculpas, mas você não me convenceu desse amor em Travessia. O romance que foi o grande enredo da história de Travessia é muito fraco e mal construído.

    Se a autora tivesse se concentrado em construir a belíssima ideia que teve sobre sociedade distópica, a série seria perfeita, porque eu achei muito inteligente a organização de sociedade que ela criou e em Travessia ela quase não falou muito sobre isso. Explorou a questão da Insurreição, que seria um tipo de revolta, mas até mesmo essa revolta me pareceu falsa. Porque Ky não acredita nela e Cassia só quer se revoltar porque o avô falou era legal e porque acha que só poderá ficar em paz com Ky em um lugar longe da sociedade. Falta um motivo forte para os personagens correrem atrás de mudanças. Ky que foi o personagem mais afetado pela sociedade não está interessado em deixar de ser passivo. Não faz sentido!

    O livro não tem ação, nem muita tem luta. Tem ideias revolucionárias, mas não convincentes. A autora tinha tudo para arrebentar e fazer com que Travessia fosse um livro bombástico, revelador e sensacional. Só que a história é uma grande Travessia, o título combina muito bem.

    Resumo do livro: Cassia faz de tudo para encontrar Ky.Quando encontra fica feliz e vai em busca da Insurreição, porém ao chegar lá descobre que tem mais utilidade na Sociedade e depois de tudo, resolve voltar passivamente. Sem comentários...

    O ponto forte da história foi o livro ser narrado por Ky e Cassia. Adoro livros em que posso ver duas visões da mesma história, apesar de não ter gostado da exclusão de Xander, que é o meu personagem preferido, e a salvação dessa séria no próximo livro. Vou depositar todas as minhas esperanças nele. Xander, ilumine o caminho de Ally Condie com sua inteligência, porque Ky é muito chato.

    A capa é muito linda, o conceito da capa é fantástico assim como o conceito geral do livro. Recomendo a leitura. A história é interessante, apesar dos detalhes desanimadores!


    Beijinhos,