• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    A Seleção - Kiera Cass




    Esqueça tudo que você ouviu falar ou já leu sobre sociedade distópica. Se você é um leitor apaixonado por princesas não poder deixar de ler A seleção. O desenrolar da história deste livro é diferente de tudo que já li. A autora Kiera Cass, pegou o mesmo e o transformou em original. Gosto muito de ver a criatividade de autores em temas bem batidos, como o romance entre uma garota e dois garotos. Só existe uma palavra para definir este livro: Viciante!


    Sinopse. Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.

    O livro ainda não foi lançado no Brasil, mas a Editora Seguinte enviou um exemplar para os parceiros se tornarem leitores viciados e ficarem o dia inteiro pensando no livro. Sério, editora, pode falar a verdade, vocês fizeram isso do propósito! O livro é muito bom, li em UMA noite! Só faço isso quando leio os livros da Meg Cabot ou da Paula Pimenta.

    Eu definiria a sociedade distópica do livro como meiga, interessante e poética. Não tem nada de batalhas, guerras, mortes, oferendas e nem rebeldes lutando por uma causa inútil (Digo inútil, porque em Jogos Vorazes a sociedade rodou, rodou e continuou a mesma coisa). Até tem lutas de rebeldes, mas nada muito agressivo e chocante.


     O foco do livro é a seleção das garotas que conquistarão o príncipe, mas só uma se tornará princesa. Ao contrário dos príncipes comuns, Maxon é um cavalheiro fofo, tímido, BV, romântico... Ai! Se deixar vou suspirar por esse homem a resenha inteira.  

    Não se enganem, o livro NÃO é fútil só porque se trata de uma competição de princesas, pelo contrário, por trás de várias cenas, existem críticas ao governo atual, aos Estados Unidos, a classe social e etc... Isso é o que o deixa ainda mais interessante.

    A sociedade faz parte do País de Illeá e se divide em 8 castas, sendo a primeira casta pertencente a família real e a 8º casta aos mais pobres. America Singer faz parte da casta 5 designada a artistas, cantores, músicos, escritores. Todos dessa casta tem o dever de entreter os outros em festas em troca de dinheiro. Como muitos sabem, viver de arte é complicado, então America escolhe fazer parte da seleção para ajudar a família, mesmo sabendo que odiará o príncipe.

    Só que a história é um pouco mais complicada por conta do grande amor que America sente por Aspen, seu namorado secreto há dois anos. Enfim, muito romance, muita beleza, muitos vestidos lindos, muitas festas animadas, muita disputa e muita briga de mulheres.  Afinal, a coroa e um príncipe lindo estão em jogo!

    O nome dos personagens foi o que mais me chamou atenção. Nunca tinha lido sobre personagens com o nome de America, Tuesday, Maxon, Marlee. Foi difícil no início me acostumar e levar a sério esses nomes. São tão incomuns! Parece que a autora andou dando uma olhada em calendários e bulas de remédio antes de escrever o livro hahaha

    O lançamento do livro está previsto para o dia 21 de Setembro no Brasil e o segundo livro da série, A elite, só sairá em Abril do ano que vem! Sério, vou acabar com minhas unhas! Podem escrever esse livro será uma febre mundial, até mais do que Jogos Vorazes. A docilidade das princesas e a garra de America Singer vão conquistar você.


    Nem preciso comentar que a capa é maravilhosa,né! Perfeita!

    Li por aí que a CW comprou os direitos para fazer uma série do livro. Já que Gossip Girl vai acabar ano que vem, seria mais do que um presente para os fãs de séries glamourosas e encantadoras! Recomendo mil vezes a leitura! Inesquecível!

    Beijinhos,