• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Fala sério, filha! - A vingança dos pais - Thalita Rebouças





    Fala sério, leitores! Thalita Rebouças amadureceu muitoooo a escrita! Ela merece o posto de rainha dos pré-adolescentes no Brasil. Fala sério,filha é muitoooooooo bom!

    Sinopse. Enfim, a vingança dos pais, o esperado momento em que Angela Cristina e Armando vão dar o troco e despejar em sua primogênita, Maria de Lourdes, sem dó nem piedade, todos os “fala sério” que ela merece. Menina abusada! Fala sério, filha! segue a mesma linha de Fala sério, mãe! e Fala sério, pai! e acompanha, em crônicas, a vida de Maria de Lourdes e sua relação com seus progenitores ao longo de 21 anos. Dessa vez, porém, o bastão da narrativa está com eles, embora ela também conte algumas histórias em que se viu obrigada a ouvir dos pais o seu famoso bordão. Aqui, os pais dizem “fala sério” para as inúmeras festinhas infantis, os fins de semana nos parquinhos barulhentos de shopping centers, os shows de bandas pop de talento questionável, os namorados de perna cabeluda, as desculpas esfarrapadas, a obrigação de esperar os filhos a duas quadras da escola, e muito mais! 

    Para quem não conhece Thalita tem uma série de livros com o título Fala sério, no qual ela escreve sobre fatos e acontecimentos da vida da personagem Maria de Lourdes. Cada Fala sério é relacionado a alguém. Eu já li o Fala sério, amor! e o Fala sério, amiga!. Gostei, mas o Fala sério, filha! É muito divertido e real.

    O livro é narrado por Ana Cristinha, mãe da Maria de Lourdes, Armando, pai e Malu a filha desde o nascimento da garota até os seus 21 anos. Então, aja história engraçada e verdadeira para contar. Digo, verdadeira, porque sei que muitos pais pensam os mesmos dos seus filhos quando são crianças ou quando viram pré- adolescentes.

    Ana Cristina é uma mãe superprotetora e apesar de ter tido mais dois filhos, sempre fica atrás da Malu, seguindo seus passos e cuidando de sua saúde. Cada ano que passa Ana Cristina se vangloria da filha para as amigas, para o marido e para a família. Além de protetora ela é apaixonada por Malu e tem muito orgulho da filha, então já viu é beijinho no rosto que não acaba mais para desespero da menina que quando entrar na fase do “Mico” acaba com a paz da mãe.

    Armando é um bom pai, calmo, protetor, babão e até bobo de vez em quando. Faz tudo pela esposa e pelos filhos, até levar Malu em um show de uma banda horrorosa com mais 4 adolescentes desesperadas por um lágrima do vocalista! Eitâ, pai bonzinho!
    A melhor parte do livro para mim foi a confusão que a Malu, com 7 anos, fez com Tênis e Pênis! Sensacional!

    “[..] Para ter filhos ,o homem precisa in...intro...in-tro-du-zir, acho que é isso, o homem precisa introduzir um tênis na vagina da mulher. Botar um tênis na vagina da mulher. Um Tênis, mamãe! Um tênis![..]” pp.74

    Ao longo de todo o livro, Thalita cita situações de saia justa que as crianças põem as mães e também situações complicadas que as mães põem nos filhos. O livro é uma troca de conhecimento e carinho entre mãe, filha, pai e irmãos. É muito bom ver de perto o crescimento de uma garota e observar as transformações dos personagens ao longo dos anos. Se bem que Ana Cristina continua mãe coruja até hoje, mas Malu passou por várias fases e aprendeu bastante.

    A capa é linda, até mais bonita do que o estilo antigo, apesar desse livro ser o primeiro a ser lançado nesse estilo novo. Recomendo a leitura!

    Beijinhos,