• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Um Amor de Detetive - Sarah Mason

    Como resenhar um livro que encanta desde os agradecimentos? O que falar de um livro que tem início com diálogo hilário entre amigas que se encontram em uma situação bizarra? 

    Um Amor de Detetive vai entrar para a lista dos meus livros preferidos de todos os tempos. Sarah Mason conseguir reunir todos os elementos que julgo necessários para que um chick lit seja memorável e, de quebra, criou uma história diferente, cheia de charme e muito, mas muito, engraçada. 

    Ao contrário do que costumamos encontrar em livros do gênero, não temos uma protagonista deprimida, que levou um chute do seu grande amor e vive na pele a crise dos 30 anos. Holly tem um namorado gato e jogador de rugby, é jornalista, tem uma melhor amiga muito legal e é extremamente desastrada. Nunca vi uma pessoa se machucar tanto e parar tantas vezes nas emergências de hospitais quanto essa personagem. E o pior, não é chato isso acontecer. Me peguei diversas vezes torcendo pelo próximo incidente com Holly. 

    E é em uma dessas visitas ao hospital que ela conhece o sargento-detetive Sabine. James estava apurando um caso e Holly aproveitou a ida ao hospital para saber um pouco mais sobre o ocorrido, já que era a nova repórter investigativa do jornal. O detetive, no entanto, não estava nada disposto a cooperar e quando Holly passa a ser sua observadora, instalada em uma mesa em frente a sua e acompanhando todos os seus passos, James vê o inferno diante de si. Eles eram "parceiros". 

    Holly agora era responsável por escrever aos leitores do Bristol Gazzete uma espécie de Diário, onde relata os acontecimentos da polícia. Ela cria um nome fictício para o detetive e para os envolvidos nos casos de investigação e, depois de muita insistência, consegue autorização para que um fotógrafo os acompanhe, registrando os momentos importantes. 

    "Dia a dia. Passo a passo. Você irá participar da linha de ação da sua colunista Hooly Colshannon. O verdadeiro diário de Dick Tracy. Começa na segunda feira..." Página 68.

    Desastrada, ela consegue as coisas mais extraordinárias, como prender o dedão em uma garrafa vazia de vinho, durante uma festa e, muitas vezes, acaba atrapalhando o trabalho da polícia, matando o detetive de raiva. Os dois vivem às turras, como cão e gato. Sempre com provocações e ironias. O clima de hostilidade inicial entre Holly e James, entretanto, vai se dissipando com o passar do tempo e à medida que os incidentes ocorrem com Holly, um enorme carinho nasce entre os dois. 

    Mesmo que os leitores do Diário - e o restante do mundo - torçam para um final feliz entre Holly e seu detetive, isso parece impossível. James vai se casar dentro de algumas semanas e ela... Ela ama Ben. 

    Um Amor de Detetive é exatamente o meu número: leve, descontraído, fluido e,  como disse anteriormente, entrou para a minha lista de queridinhos. Para quem é fã do gênero, essa é uma leitura OBRIGATÓRIA e, acreditem em mim, é impossível não se apaixonar pela história e pela narrativa de Sarah Mason.