• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Movie Day - Querido John


    Querido John : poster

    "Nossa história tem três partes:
    um começo, um meio e um fim. Embora seja assim 
    que todas as histórias se desenrolam, ainda não consigo acreditar
    que a nossa não durará para sempre." 

    Já imaginou se, em um verão lindo, você encontra o amor da sua vida, vive uma intensa história de amor, mas o destino é tão cruel ao ponto de, além de separá-los, mandar seu companheiro (a) para a guerra? John e Savannah estão nessa situação. O filme “Querido John” (2010), baseado no romance de Nicholas Sparks, conta a história de John, que vê sua vida mudar quando conhece Savannah.

    John Tyree (Channing Tatum) é um soldado que está de licença passando o verão em casa quando conhece a jovem e delicada Savannah Curtis (Amanda Seyfried), por quem se apaixona perdidamente. Logo eles iniciam uma intensa história de amor que é interrompida quando John precisa voltar para o exército. Prometendo juras eternas um ao outro, durante longos sete anos, entre as missões perigosas de John, ficam trocando cartas de amor. Porém, o destino é cruel e talvez não deixará que esse amor resista aos seus empecilhos.

    “Querido John” é um filme emocionante ao ponto de tocar a sua alma. O tema é comum: amor impossível, mas a forma como foi abordada torna a história especial. O filme, além de falar sobre amor, fala sobre amizade, autismo e questões familiares. A boa química entre os protagonistas também merece destaque, e acredito que fizeram uma boa escolha.

    A trilha sonora merece um destaque especial. São tantas músicas especiais que é difícil citar uma única. Passei um tempo escutando apenas “Little House- Amanda Seyfried”, outro tempo escutando “SnowPatrol - Set The Fire to the Third Bar” e agora me rendi a “Paperweight – Joshua Radin e Schuyler Fisk” por dizer muito sobre meu atual relacionamento.


    Talvez o ponto fraco do filme tenha sido o final, que não posso contar, mas me decepcionou muito devido ao fato da mudança entre a adaptação e o livro. Eu amei tanto o livro e entendi tanta coisa sobre o amor que se isso fosse transmitido (igualzinho) para o filme as pessoas que não tiveram a oportunidade de ler o livro entenderiam as mesmas coisas que eu.

    Enfim, “Querido John” é um filme incrível, recomendassímo para todas as idades. Lembrem-se: antes de assisti-lo levem uma caixinha de lencinhos, fica impossível impedir as lágrimas de caírem.