• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Resultado - Sorteio Duplo: Silêncio

    Caros leitores,
    Finalmente, saiu o resultado do sorteio duplo de Silêncio em parceria com o blog Sonho de Reflexão e a editora Intrínseca, que foi um grande sucesso.



    Foram 1038 participações válidas para o sorteio a ser realizado via random.org.


    Agradecemos a todos que participaram e divulgaram, como também ao blog participante e a editora Intrínseca por ter cedido os exemplares para o sorteio!

    _________________________________________________________________

    E as vencedoras que levarão um exemplar de Silêncio para casa foram (Como uma das vencedoras não entrou em contato dentro do prazo, decidimos sortear novamente!):


    (Clique na imagem abaixo para ampliá-la e ter uma melhor visualização!)


    Carla Bilche (Romances & Leituras)
    Aymée Meira (Sonho de Reflexão)



    _________________________________________________________________

    - As despesas de envio são por conta e responsabilidade da editora Intrínseca.
    - O contato será feito via e-mail. Caso o vencedor não responda em até 48h com os seus dados completos para entrega, o sorteio será feito novamente.

    Novidades do mercado literário

    Olá,

    Montei um resumo das novidades da semana no mercado literário. Selecionei livros nacionais e internacionais. Espero que gostem!



    Em breve um querida leitora, amiga minha, vai lançar seu primeiro livro chamado Equinócio pela editora Dracaena.

    Lu Piras fez um post muito bacana para anunciar sua publicação. Vale a pena ler, até eu me emocionei!


    Depoimento da Lu:

    Queridos leitores, é com muita felicidade e com o coração acelerado que eu anuncio que o nosso livro Equinócio será publicado. Para revelar a editora eleita e explicar como esse processo aconteceu, quero convidá-los a conhecer esse percurso e, ao final, partilhar uma pequena surpresa... Mas só no final! Não tenha pressa. Se você é escritor, sabe do que estou falando.  *-*

    Conheça a trajetória de Lu Piras e saiba mais sobre o seu trabalho.


    A editora Dracaena, nova parceira do blog, vai lançar em breve o livro O ALMA - A face de um outro mundo” e disponibilizou o booktrailer para matarmos a curiosidade. parece ser interessante, apesar da capa do livro paracer com livros de medicina rs 
     Vejam o booktrailer  AQUI


    A editora Suma de letras está fazendo uma campanha enorme pelo livro Oksa Pollock e o Mundo Invisível. Eu confesso que não tinha prestado muita atenção, mas quando vi o booktrailer me encantei. Estou com muita vontade de ler. E tem mais, quem comentar, assistir o vídeo no youtube e recomendar o blog Romances e leituras ajudará estas lindas blogueiras a ganhar um lindo kit! 





    A editora Intrínseca está lançando hoje o livro O segredo de Jasper Jones  que também parece ser muito interessante!






    Embora esteja de olho em outro livro da editora que lançou semana passada. Alguém já leu Delirío?


    Beijinhos,





    Carolina se Apaixona - Federico Moccia



    Carolina tem quase catorze anos e está totalmente apaixonada. Ela acaba de conhecer um carinha 'lindo de morrer' e eles passam uma tarde maravilhosa juntos. Tudo parece perfeito, até seu celular ser roubado e ela perder o número de telefone dele. Dá para acreditar? Em um momento ela conhece o garoto mais fantástico do mundo e no outro ela perde o contato dele? 

    Como ela faria para conseguir encontrar aquele menino outra vez? O tempo passa, mas Carol não consegue esquecer Massi. Mesmo beijando vários outros meninos e aprontando todas com suas fiéis companheiras: a linda e rica Alis e a comilona Clod. 

    Não bastasse todos os acontecimentos na vida da nossa protagonista, ela ainda tem que conviver com uma família cheia de problemas: um pai totalmente estressado, que vive gritando e uma irmã 'pé no saco'. Os únicos com quem ela pode conversar são sua doce mãe e o irmão Giovanni, apelidado carinhosamente por ela de Rusty James, ou R.J. 

    É nesse clima de primeiro amor, descobertas e muitas aventuras que Federico Moccia nos conta a história dessa menina encantadora, cheia de altos e baixos, que está se crescendo e descobrindo novos sentimentos. 

    Vamos aos pontos fortes e fracos do livro. 

    Uma das coisas que mais gostei no livro é o fato de a história ocorrer em Roma. Que delícia! Fiquei imaginando como seria acordar de manhã e passear por todas aquelas ruas maravilhosas e cheias de história... Seria um sonho para qualquer um, não é mesmo?! As listas com questões respondidas por Carolina, no início dos capítulos também chamaram minha atenção (até entrei na brincadeira da Nanie e respondi o Meme proposto por ela). 

    Quem não está acostumado com o estilo de narrativa do Moccia, no entanto, pode achar a leitura um pouco confusa no início. Eu, como sou fã do autor, estou mais que acostumada com a escrita dele, então, não posso dizer que isso foi algo que interferisse na minha opinião. Outro ponto é que em determinados momentos, a realidade passa distante, afinal, quem dá um celular caríssimo de presente a uma amiga, só porque ela foi roubada? Eu até daria algum que não estivesse mais em uso (risos). 

    Carolina se apaixona (400 páginas, editora Planeta), por muitas vezes, me fez recordar minha época de adolescente. As festas, os namoradinhos, as paixões fulminantes e os meninos bobões aprontando nas aulas. Uma verdadeira nostalgia. 

    Obs. Fiquei revoltada com um spoiler enorme do livros Três metros acima do Céu, do mesmo autor. Vê se pode? Soltar spoiler do próprio livro... #Tenso. 



    Por Favor, Cuide da Mamãe - Kyung Sook Shin




    Um livro diferente que vai emocionar muita gente. Por favor, cuide da mamãe não é comum aos brasileiros, porque usa e abusa de uma sensibilidade oriental. O tema é o mesmo, mas o modo como o livro foi narrado e como a história foi se desenvolvendo me pareceu bem particular e exótico.

    Sinopse: Park So-nyo, 69 anos, mãe de cinco filhos, desapareceu. Ao chegar a Seul para visitá-los, saindo de sua aldeia com o marido, com quem é casada há mais de 50 anos, ela é deixada para trás em meio à multidão em uma plataforma da estação de metrô. Como fez a vida toda, ele simplesmente supôs que a esposa o seguia. Essa é a última vez em que Park é vista. Começa então a procura, liderada pelos filhos e o marido, que se transforma em uma exploração emocional repleta de remorso e marcada pela triste descoberta de uma mulher que ninguém nunca conheceu. Narrado pelas vozes de uma filha, de um filho, do marido e da própria mulher desaparecida, Por favor, cuide da Mamãe é, ao mesmo tempo, um retrato da Coreia do Sul contemporânea e uma história universal sobre família e amor.

    O enredo da história é bem real, mas o modo como ela foi contada é único. Eu pelo menos, nunca tinha visto a história ser narrada por um narrador “consciência”. Chamei-o assim, porque em vários trechos parece que estamos “ouvindo” as reflexões dos filhos sobre a mãe desaparecida. Só que ao escrever esta resenha tive outra visão do livro. Talvez este narrador possa ser algo além.

    O livro é muito bem construído e os capítulos são enormes! Para quem está acostumado com capítulos de no máximo 10 páginas, quando se depara com 50 páginas quase morre. Mas, aos poucos fui entendendo a proposta e morrendo de curiosidade para chegar ao fim e acabar com essa angústia.

    Kyung- Sook Shin expõem todos os detalhes, problemas, dores e segredos desta família que foi governada pela mãe. O pai era uma figura a parte que vivia viajando, mas a mãe marcou muito a vida dos filhos, só que filho é filho, quando cresce cria asas e se esquece da família. Só quando perdemos alguém é que nos damos conta que o amamos e que queríamos ter agido  de outro jeito. Acho que a grande lição deste livro é: valorize sua mãe enquanto ainda tem tempo, porque quando ela for embora não terá mais volta.

    A diagramação mais uma vez impecável. Destaque para a capa que é super singela e delicada, mas tem uma ilustração forte, cheia de sentindo. Para mim está sendo difícil escrever sobre o livro, porque me envolvi tanto que não consigo escrever tudo que gostaria sem dar spoilers.

    Só posso dizer que o livro é marcante, profundo, não é cansativo, é diferente dos livros ocidentais e vai marcar você para sempre. O leitor praticamente entra na vida dos personagens e se desespera quando percebe que não tem mais volta. A mãe sumiu e pronto. Eu senti até vontade de ler a última página para ver se encontraria o que queria, mas resisti e foi bom porque a autora amarrou tão bem a história e os capítulos que digeri melhor a informação.

    Enfim, o livro é a vida crua e nua de uma família. Só que em vez de chocar de uma forma aterrorizante, a autora preferiu contar a verdade de uma forma delicada.
    Trechinho para deixar vocês com água na boca:

    As pessoas dizem que quando um bebê está chorando, a avó paterna diz: “O bebê está chorando,você deve alimentá-lo”, e que a avó materna diz “ Por que esse bebê chora tanto, deixando sua mãe tão cansada?” PP. 178

    Paquerei este livro deste que foi lançado. Foi amor à primeira vista e valeu a pena esperar. Por favor, cuide da mamãe é maravilhoso!  Está ai um livro merecedor do título de Best Seller e uma autora merecedora de um Prêmio Nobel de Literatura.




    A Garota Americana - Meg Cabot



    Samantha Madison é uma adolescente normal, que vive os dramas de qualquer garota de sua idade. Talvez ela não viva literalmente como uma garota qualquer, e sim como aquelas politicamente corretas, que usam roupas pretas como forma de protesto e adoram desenhar. 

    Sam tem o desenho como seu maior hobby e passa horas reproduzindo personalidades famosas em seu bloco de papel, principalmente durante as aulas de alemão. Motivo pelo qual suas notas estão terrivelmente baixas e Lucy, a irmã que usa condicionador de cavalo, resolve dedurá-la para os pais. Como castigo e uma forma de 'canalizar positivamente esse dom', a mãe de Samantha resolve matriculá-la em um curso de desenhos. Na verdade, ela é OBRIGADA e frequentar as aulas. 

    Não é novidade que adolescentes não gostam desse tipo de pressão que os obrigue a fazer  coisas que não querem e Sam não foge a essa regra. A menina resolve então, ‘matar a aula’ de artes, dar um passeio e voltar a tempo de Theresa (a babá meio-faz-tudo-meio-governanta-guarda-costas) buscá-la. Claro que dá tudo errado. 

    Em um minuto ela está parada na calçada da confeitaria Capitol Cookies observando a comitiva do presidente e no minuto seguinte, é a heroína teen que impede que um homem armado atire no líder dos EUA.  

    Depois dessa atitude heroica, a vida de Sam muda radicalmente e o anonimato passa a ser algo distante de sua realidade. Será que ela está pronta para lidar com a nova fase que se inicia e todas as dúvidas que vêm com ela?

    Apesar de um início complicado, no qual considerei a narrativa de Meg um tanto cansativa e arrastada, "A Garota Americana" conseguiu me conquistar a tempo e assumir um lugar no meu 'top five Meg', perdendo apenas para a coleção Rainha da Fofoca que vamos combinar, é imbatível. 

    A autora nos mostra a realidade adolescente de uma maneira leve, divertida e cheia de criatividade. Samantha é uma menina 'apagada' que possui uma irmã descolada, que vive em meio aos seus pompons de torcida e é um verdadeiro 'pé no saco', mas não mede esforços para sair em sua ajuda quando é necessário. Tudo isso em conjunto com agentes do serviço secreto norte americano, jantares na Casa Branca e dois gatinhos maravilhosos (um mais lindo que o outro). 

    Sam, assim como eu, é apaixonada por listas. Em vários momentos nos deparamos com '10 motivos para...' e outras mais. Se eu me identifiquei? Imaginaaa?! Super recomendo! 

    Obs. Estou em uma dúvida cruel: começar ou não 'A Garota Americana, quase pronta', continuação desse livro. Li tantos comentários negativos sobre ele que fiquei com o pé atrás. Será que Meg vai me decepcionar?




    11# Caixinha Postal

    Oláaa, Leitores!
    Voltamos com mais uma caixinha super animada para vocês!! Escolhemos nossa blogueira do mês com muito carinho. Esperamos que ela goste e se empolgue!!

    Vamos lá? A Caixinha ficou grandinha, mas vale a pena assistir até o final!!








    Livros Citados:


    Por Favor, Cuide da mamãe - Editora íntriseca
    Carolina se apaixonada - Frederico Moccha- Editora Planeta
    Lembra de mim? - Sophie Kinsella - Editora Record
    Terra Ardente - Janice Diniz
    GlimmerGlass- Encontro de dois mundos - Universo dos Livros
    Tudo aquilo que nunca foi dito - Marc Levy- Suma das Letras
    O livro das coisas perdidas - John Conolly- Editora Bertrand
    Para Sempre - Kim  and Krictti Carpenter - Novo Conceito
    Presentes da Vida - Emily Giffin - Novo Conceito
    Love Story - Jennifer Echols - Editora Pandorga


    Beijinhos, 







    Promoção Um Homem de Sorte, via facebook


    Oi galera!
    O Romances & Leituras traz mais uma super promoção, via facebook. O prêmio será o livro 'Um Homem de Sorte', do famoso Nicholas Sparks



    Para participar você deve:

    Curtir nossa fanpage;
    Clicar em 'Quero Participar';
    Twittar a frase abaixo:

    Vou ganhar "Um Homem de Sorte" no #SorteioSparks do @eromances, via facebook! Participe: http://bit.ly/GCH0RO

    Boa Sorte!!!

    Não deixe de participar das outras promoções que estão rolando no blog, você pode encontrar o banner ali na barra lateral ==> 




    O Livro Selvagem - Juan Villoro




    Os livros da Companhia das Letras são bem profundos, mesmo tendo o tema infanto-juvenil, o leitor encontra algumas passagens intensas e interessantes que às vezes atrapalham um pouco a fluidez do texto, mas eu leio livros dessa editora já sabendo a proposta.

    SINOPSE: Juan tem treze anos e já planejou as próximas férias: quer ficar em casa e passar os dias brincando e aproveitando o sol do verão. Mas sua família está passando por uma situação difícil. Os pais acabaram de se divorciar, e, tentando se adaptar à nova vida, sua mãe decide que precisa passar alguns dias sozinha. Juan, então, tem de ir para a casa do tio Tito, um sujeito um tanto excêntrico, que ama os livros mais que tudo e tem estantes espalhadas por todos os cantos da casa. Tito detesta telefone e tudo que possa atrapalhar suas leituras, e como companhia aceita apenas os três gatos e a cozinheira. No entanto, ele adora Juan, que considera um leitor especial. Tito acha que o menino descobre muito mais coisas naquilo que lê do que os outros. E tem um plano: vai pedir a ajuda do sobrinho para encontrar uma obra singular entre as milhares que tem em sua casa, chamada “O livro selvagem”, que nunca foi lida por ninguém e que guarda um segredo destinado àquele que a encontrar.

    Por isso, indico este livro para todas as idades, apesar de ser narrada por um pré- adolescente com uma cultura diferente da nossa, porque o autor é mexicando. A história é bem autoral e interessante, Juan, o personagem principal é um pouco infantil para sua idade, mas entra em uma aventura maravilhosa em busca do livro selvagem na casa de seu tio TITO.

    Questões importantes como a Separação de pais , traição e a ausência são tratadas no livro de uma forma leve, porém bem destacada pelo menino que utiliza metáforas para entender um pouco o que está se passando em casa. Juan é inteligente, corajoso, carinhoso e um ótimo filho. Sempre preocupado com a mãe faz questão de protegê-la no momento mais difícil de sua vida.

    Para todos os leitores do blog que amam livros assim como eu separei uns trechos imperdíveis! Vale à pena ler só para degustar metáforas e verdades tão lindas sobre os livros e as histórias. O sonho da leitura é muito destacado e dá vontade de viver em uma biblioteca assim como Tio Tito que tem uma mansão de livros as sua volta.
    Detalhe eu marquei o livro todo, mas vou tentar selecionar os melhores.

    “  - O que são cronópios? – perguntou Catalina- Um novo tipo de biscoito com formato de animal fantástico. Cronópiro vem de Cronos, deus do tempo. Os salgados trazem lembranças de outras épocas e têm gosto de lágrima. Já os doces provocam ilusões e têm gosto do açúcar dos tempos futuros.” PP.126

    Tio Tito vira cozinheiro em um determinado capítulo e começa a fazer comidas relacionadas com livros que ele sempre lê. Ele fez peixa à Moby Dick, Sopa de polvo ao estilo Capitão Nemo e claras em Neve de Almirante, mas os melhores foram os biscoitinhos que misturados ficam com sabor de presente!

    “Os livros são muito escorregadios. Você procura em uma estante e o encontra em outra, ou não encontra por anos e de repente ele aparece na frente do seu nariz” PP. 32

    Fala sério! Quem nunca têve um livro fujão? Eu nunca encontro os livros que quero no meu  quarto . Eles se escondem de mim.

    Para terminar o melhooooooooooooooor ensinamento de todos! Assino embaixo Tio Tito!

    “ Eu já disse que os livros são como espelhos: cada pessoa encontra neles aquilo que está em sua própria mente. O problema é que você só descobre que existe isso dentro de você quando lê o livro certo.” PP.75

    Super indico a leitura, principalmente para quem ama os livros. Ganhamos uma lição de leitura, de vida e de força de vontade de continuar lendo e vivendo em sonhos.





    Sereia - Tricia Rayburn



    O livro foi muito bem trabalhado tanto na parte estética quanto na parte do texto. Adorei a capa, que logo de cara  me deixou com muita vontade ler, ainda mais, porque os olhos da personagem brilham e ao contrário das expectativas, o título e o olho brilhante não descascaram. Então, para começar, já classifico a capa como nota 10.

    Sinopse:

    Vanessa Sands, de 17 anos, tem medo de tudo – do escuro, de altura, do mar – mas sua destemida irmã mais velha, Justine, está sempre por perto para guiá-la a cada desafio. Até que Justine vai mergulhar num precipício uma noite, perto da casa de veraneio da família em Winter Harbor, e seu corpo sem vida aparece na praia no dia seguinte. Os pais de Vanessa tentam superar a tragédia retornando à vida cotidiana em Boston, mas ela sente que a morte da irmã não foi acidental. Depois de descobrir que Justine estava escondendo diversos segredos, Vanessa volta para Winter Harbor, esperando que Caleb, o namorado de sua irmã, possa esclarecer algumas coisas, mas o garoto está desaparecido. Logo, não é apenas Vanessa que está com medo. Winter Harbor inteira fica em alvoroço quando outro corpo aparece na praia, e o pânico se instala à medida que a pequena cidade se torna palco de uma série de acidentes fatais relacionados com a água, em que as vítimas são encontradas sorrindo horrivelmente de orelha a orelha.

    Confesso que quando li a sinopse fiquei encantada, mas com medo. Comprei o livro porque nunca tinha lido nada sobre sereias e achei super original o tema. Diante de tantos vampiros, um pouquinho de Sereias é de deixar qualquer leitor super curioso e envolvido. Foi o que aconteceu comigo, mas demorei quase um ano para ler por medo da sereia ser assassina e cuspir sangue pelo livro. Tipo, inventei um coisa nada a ver com a história, que é muito evolvente e diferente.

    O livro é narrado por Vanessa Sands, de 17 anos, que volta a cidade onde a irmã apareceu morta para descobrir o verdadeiro motivo de seu “suposto suicídio”. Vanessa narra a história de uma forma leve e interessante, porque ao longo da narrativa detalhes e pistas de que existem Sereias em Winter Harbor vão aparecendo e o leitor acompanha o mesmo raciocínio da personagem sem viajar muito.

    A diagramação do livro é muito bonita, porque tem as minhas páginas amarelas preferidas e uma fonte que combina com o assunto. Juro! Pode parecer viagem, mas até a fonte nos remete as mistérios do fundo do mar de Winter Harbor! hauhaha

    A leitura é bem rápida para quem gosta de coisas novas e personagens  com características diferentes. Não tem aquele mimimi de sou-garota-17anos-virgem e existem dois heróis cativantes e inteligentes. O que mais gostei foi que o livro parecia tão real que me imaginei na história e pensei: “e se as sereias existissem?” 

    Aliás, as Sereias do livro têm poderes parecidos com as nossas famosas mulheres assanhadas ou periguetes como preferirem. Achei isso um máximo! Elas fazem o que querem com os homens e depois os matam por simples prazer. Claro, a parte da morte é triste, mas ver os homens caindo no feitiço sem nem imaginar o porquê é muito curioso.

    Personagens preferidos: Vanessa Sands e Simon – Casal principal!

    Sereia faz parte de uma série e parece que no final de Abril teremos a continuação, mas ainda não foi divulgada a capa, nem nada. Uma pena, porque gostei mesmo do livro e estava super afim de continuar neste clima de praia, aventuras, amores correspondidos e consumados.

    Sem mais brincadeiras! O livro é instigante, divertido, interessante, diferente e com muitos detalhes, mas não detalhes maçantes que você tem que ler páginas e mais páginas sobre a mitologia grega e etc. Aproveitem porque o livro está custando R$:10,00 na Submarino! Corram! Vale muito a pena!

    Beijinhos,





    Amor Fora de Hora - Katarina Mazetti


    Desirée passava, pelo menos uma hora por dia, sentada no cemitério observando a lápide de seu marido Örjan. Aquela pequena pedra escolhida por ele, fria e sóbria lhe causava arrepios, assim como a solidão que tomara conta de sua vida após o acidente que culminou na morte do companheiro. Agora, não havia ninguém à sua espera em casa, tampouco alguém para se importar com sua volta ou não. Desirée era uma jovem e melancólica mulher, viúva e sem filhos. 

    Curiosamente, suas visitas ao cemitério não eram tão solitárias como deveriam ser. Todos os dias, um homem com uma jaqueta colorida e um gorro horroroso escrito Nós, lenhadores!, visitava o túmulo ao lado, limpava as plantas que cresciam sobre ele, plantava algumas flores... Como se aquele pedaço de terra fosse seu jardim particular. 

    Benny era um fazendeiro praticamente falido que lutava para levantar a propriedade e livrar-se das dívidas que se acumularam após a morte de sua mãe. Assim como Desirée, ele era uma pessoa extremamente solitária, que gostava de ir ao cemitério para pensar nos problemas e encontrar possíveis caminhos. 

    Um incomodava o outro. Benny não se conformava que aquela mulher bege e sem graça estivesse ali, sentada no banco verde desbotado todos os dias, atrapalhando seu momento de intimidade. Desirée não aceitava a presença daquele homem sujo de terra, usando um gorro detestável e com apenas três dedos em uma das mãos. O que poderia ter acontecido com ele?!? 

    Apesar da birra inicial, eles passam tempo demais pensando um no outro quando não estão próximos e, um dia, sorriso compartilhado mudaria a vida dos dois. A aproximação era inevitável. O casal, no entanto, era totalmente o oposto. Ela, extremamente organizada e culta, com sua casa impecável e lençóis branquíssimos. Ele, caótico. Cheirando a estábulo e vivendo em meio à bagunça que se tornara sua cozinha, repleta de fungos e quadrinhos em ponto de cruz. 

    Será que o sentimento entre os dois seria capaz de superar todas essas diferenças? 
    A primeira vez que me deparei com Amor fora de hora (Lua de Papel, 174 páginas), fiquei louca. Primeiro pela capa lindíssima, segundo pela sinopse e terceiro pelo título. Enfim, o livro tinha tudo para ser uma leitura agradável e doce, daquelas que caem como uma luva em uma tarde descontraída. Uma leitura leve, que não exige do leitor nada além de boas risadas e suspiros. E ele cumpriu esse papel, até a metade. 

    Os capítulos alternando a narrativa de Desirée e Benny funcionaram com maestria no início, porém, com o avançar da leitura, confesso que achei um pouco maçante vivenciar a mesma cena duas vezes. Outro ponto que me incomodou foram as brigas. Ninguém, absolutamente ninguém, consegue levar um relacionamento, por mais estranho que ele seja, em meio a tantas discussões. 

    Todo o encanto do livro se quebrou. Os personagens principais são duas pessoas extremamente egoístas, que não enxergam nada além de seus próprios desejos e limitações. Benny consegue, na maior parte do tempo, ser uma verdadeira 'porta' e Desirée é tão preconceituosa e cheia de si que tive vontade de esganar. 

    Algumas questões não foram esclarecidas e terminei com pontos de interrogação pairando sobre minha cabeça. Confesso que até voltei algumas partes para ver se porventura tinha deixado escapar algum detalhe. Não deixei. Acredito que fizeram falta umas 50 páginas a mais. O final ficaria mais elaborado e melhor explicado, porque vamos combinar... tsc tsc tsc!

    Infelizmente, não recomendo o livro! 





    Mega Sorteio de Banca

    O Romances & Leituras preparou mais um super sorteio para seus leitores: MEGA SORTEIO DE BANCA!
    Que tal concorrer a 10 maravilhosos romances?

    Relação de livros:

    A Senhora de Glenbroch, Kristina Cook;
    O Escândalo da Princesa, Suzanne Enoch;
    Amor à Primeira Mordida, Kathy Love;
    Um Homem Certo para Amar, Kristina Cook;
    O Direito de Amar, Sandra Madden;
    Esperança do Amanhã, Shannon Drake;
    Marido por Encomenda, Suznne Enoch;
    Você, Minha Vida!, Judith Laik;
    Difícil Conquista, Hannah Howell;

    Virtuosa Lady, Juliane MacLean.
    ________________________________________________________________________


    Regras:

    1. Seguir o Romances & Leituras publicamente. Para isso, basta clicar no botão 'seguir' ali na barra lateral ==>
    2. Deixar um comentário nesse post para validar a sua participação;
    3. Ter um endereço de entrega no Brasil;
    4. Preencher corretamente o formulário de inscrição. 



    ________________________________________________________________________


    Quer mais chances de ganhar??? Então...


    5. Siga o @eromances no twitter;
    6. Adicione o blog no Google Plus, ou dê +1;
    7. Curta a fanpage do blog;
    8. Comentar nas resenhas do blog APÓS o início da promoção; 
    9. Divulgue a frase no twitter ou facebook! A divulgação é válida a cada 12 horas, ou seja, duas vezes ao dia. 


    Quero levar para casa 10 romances de autoras consagradas no #SorteiodeBanca do @eromances >> http://bit.ly/wZg1SN



    ________________________________________________________________________

    OBS.
    A promoção é válida até o dia 05/04/2012;
    O sorteio será realizado pelo random.org;


    Boa Sorte!!!

    Dois dedos de prosa e 1 Pastel, com Pauline Alphen!

    Olá, leitores!!

    Hoje, eu tenho a honra de postar o quadro mais divertido da blogosfera com a escritora Internacional, Pauline Alphen! Estão vendo, que chique?!




    Pauline Alphen é brasileira, mas mora na frança. Este ano publicou o primeiro Livro das Crônicasde Salicanda – Os Gêmeos, pela Companhia das Letras no Brasil e tudo indica que leremos a continuação ainda neste semestre. Será?
    Em Junho será lançado o 3º livro da série na França e tenho certeza que será um sucesso! Se eu lesse em Frânces....

    Escolham seu pastel preferido e fiquem a vontade para degustar todas as respostas da Pauline! Aproveitem para aprender um pouquinho, porque as dicas e histórias são ótimas para quem está começando a escrever e acha que o mercado literário é “the flash”.

    Cardápio da entrevistada
    Nome: Pauline Alphen
    Blog: pauline-alphen.over-blog.fr
    Profissão: escritora
    Hobbies: leitura, leitura, viagem, viagem
    Um livro: “Orlando” de Virginia Woolf, “O senhor dos anéis” de Tolkien, “L’Enchanteur” de Barjavel…
    Um filme: “It’s a wonderful life” (“A felicidade não se compra” no Brasil), Franz Capra
    Uma música: brasileira
    Pastel preferido: hmm… difícil. De catupiry, de camarão, de carne, de legumes… Ai, muitos !


    R&L. Como foi o processo de criação da história?
    PA. Eu comecei a pensar nessa história em 2000. Eu já contei como “vi” os personagens principais do livro enquanto corria para pegar o ônibus e não vou chatear vocês repetindo.
    Percebi imediatamente que se tratava de um projeto complexo, com muitos personagens, um universo rico, uma trama com camadas. Necessitava tempo, muito tempo. E mergulho fundo, bem profundo. Na época, eu não dispunha do tempo que o projeto exigia. Então, enquanto trabalhava em outros projetos, fui anotando idéias para as Crônicas de Salicanda, durante… 7 anos. Eu achava que seria um livro que eu escreveria quando estivesse aposentada ! 
    Mas a vida, como ela adora fazer, deu uma guinada de 180° e, fiquei grávida pela segunda vez, desempregada pela primeira vez, mudei de cidade pela nézima vez (só notícias boas! SIC) e resolvi adiantar um pouco esse projeto já que era “impossível”. Escrevi uma sinopse e três capítulos. Foi com esse material que a Hachette me propôs um contrato para o que seria “Les Eveilleurs” na França. A partir desse momento, março de 2007, mergulhei completamente, entre 7 e 9 horas por dia, na escritura desse projeto…


    R&L. Quanto tempo você demorou para escrever o livro?

    PA. Como disse, o processo de criação do universo começou lá atrás e continua. Mas só comecei a trabalhar diariamente o primeiro volume das Crônicas de Salicanda em setembro de 2007. O livro saiu em setembro de 2009. Dois anos.
    O segundo volume saiu em novembro de 2010. Um ano.
    O terceiro volume deve sair em junho de 2012. Um ano e meio.

    R&L. Como foi criar um novo mundo em cima de um mundo velho?
    PA. Esse tipo de ficção oferece muita liberdade. O mundo conhecido e real pode ser o trampolim para pular, fazer figuras e mergulhar. Contanto que o universo que propõe seja coerente, contundente, crível, incrível, que dê vontade de entrar, viajar, ficar mais um pouco. Essa coerência dá trabalho e uma certa dor de cabeça mas é fundamental. Eu gosto dessa minúcia, de pensar nos detalhes de um mundo que não existe, nas emoções de personagens que não vivem. Para que se acredite neles. A primeira que deve acreditar, sou eu. Também é bem divertido decidir, por exemplo, quais serão os clássicos no século XXIII, inventar animais, árvores, frutas. Eu também brinquei, na versão francesa, com referencias da língua brasileira e palavras em tupi (no volume 2)… Eu trabalho nessa história há seis anos e, todos os dias, reencontro os personagens com o mesmo arrepio.


    R&L. As metáforas que você criou no livro são fantásticas e super profundas. Como: “De modo que estou falando como se estivesse escrevendo, examinando os horizontes descortinados por cada palavra." Ou os nomes das estações : Tempo Amarelo para o verão! E o Nômade da escrita! De onde veio a base e a inspiração para criá-las? 
    PA. Posso contar duas anedotas referentes ao nome das estações e aos Nômades da Escrita. 

    No século passado, em 1989, fiz com um amigo uma viagem maravilhosa de moto pela Toscana, na Itália. Lá pelas tantas, compramos quatro cartões postais que me impressionaram muito. De tão lindos e tão simples: um casebre no campo fotografado nas quatro estações, exatamente do mesmo jeito, com o mesmo ângulo. A casinha, o campo. Só. O que mudava era a cor: verde, amarelo, marrom, branco. Esses postais estão no meu escritório como uma lembrança de que a beleza pode ser muito simples.
    “Nômade da escrita” surgiu da vontade de fazer do escritor um itinerante. Para mim, viajar alimenta o processo criativo. Depois, eu vi que “Nômade de l’Écriture” que eu tinha inventado era o titulo de uma obra de Jephan de Villiers, um artista fabuloso que eu adoro. Eu tinha a reprodução dessa obra em casa, devo ter visto esse titulo e esquecido. Ou reinventado. A reprodução desse trabalho também está no meu escritório como uma lembrança que nada se perde, nada se inventa, tudo se transforma…


    R&L. Durante a leitura, notei a influência de vários livros famosos, mas a história do Senhor dos anéis não me saiu da cabeça. Você se baseou em livros de ficção e não-ficção para montar o cenário, os personagens e dar sentido ao tempo do livro?
    PA. Na verdade, se li todos os livros que cito não me baseei neles livros que cito. Não pensei neles enquanto escrevia, senão para homenageá-los. Mas alguns desses livros foram determinantes para a leitora e a escritora que sou. O Senhor dos Anéis, eu descobri por acaso na biblioteca do Liceu Pasteur (São Paulo) aos 14 anos. Eu nunca tinha lido um livro assim, esse tipo de ficção. Eu o releio quase todos os anos :)


    R&L. O que os personagens têm de Pauline e o que Pauline têm dos personagens?
    PA. Tudo ! Nada… Quando não penso neles, não os vinculo a Pauline nem a ninguém. Confesso, penso neles como se fossem reais, sabendo que não são… A deliciosa esquizofrenia do escritor ...


    R&L. Agora vou acrescentar umas gotinhas de pimenta bem forte ao seu pastel e fazer a pergunta final. 
    Se você pudesse levar um personagem do livro para jantar nos “ Tempos de Antes” qual seria?
    PA. Hmm… Difícil… Levaria Deli ou Chandra se elas fossem cozinhar. Maya se quisesse conversar de literatura. Bahir para que me contasse dos Tempos de Antes. Os gêmeos e Ugh para saracotear. Merlim para fazer um carinho. Blaise para uma conversa divertida. Eben para cavalgar. O ideal seria tê-los todos por perto !

    Obrigada pela entrevista, Carol, e parabéns pelo blog !
    Aproveito a oportunidade para dar o endereço do meu, dedicado aos leitores que podem deixar comentários, perguntas… Escrevo artigos contando do processo de escritura ou da vida. Posso atrasar um pouco mas respondo a todos, um por um. Só há um artigo em português (Bem-Vindos) por enquanto mas escreverei outros se os leitores brasileiros aparecerem. Apareçam !

    pauline.alphen.over-blog.fr

    ------------------------------------------------------------------------------------- 

    Ficaadica!!
    Beijinhos,


    A Dama da Ilha - Patricia Cabot




    O doutor Reilly Stanton acaba de aceitar o cargo de médico, oferecido em um anúncio no  jornal The Times, e parte para a Escócia. Stanton é um Marquês e não precisaria aceitar esse, ou qualquer outro emprego, para garantir seu sustento. Esse rompante de largar a vida confortável em Londres e partir para ‘o fim do mundo’ deve-se à necessidade de provar, para sua ex-noiva Christine, seu valor e capacidade de exercer a medicina. Como uma boa moça londrina de 1840, ela não aceita a carreira escolhida pelo noivo, afinal não há nenhum status ou benefício em ser esposa de um simples doutor.



    Sua chegada a Skye, no entanto, não ocorre de maneira promissora. Reilly encontra seu cargo ocupado pela filha do antigo médico local, assim como a casa que ele habitaria, e uma população totalmente resistente à sua presença. A senhorita Brenna Donnegal mantinha tudo sob controle por ali. Toda a vila apelava para os conhecimentos dela cada vez que alguém, ou algum animal, ficava doente. 



    Quem não está nada satisfeito com isso é Lorde Glendenning. Fora ele quem enviara o anúncio para a contratação de um novo médico. Não que Glendenning fosse um nobre despreocupado com os moradores da vila, mas sua verdadeira intenção é conquistar o coração de Brenna e fazê-la sua esposa. Para isso, ele precisaria da ajuda do doutor Stanton a fim de atestar que a moça não está em suas faculdades mentais e não apresenta condições de viver só, afinal, ela faz longas caminhadas à noite pelo cemitério anotando coisas em seu caderno, coletando punhados de terra e guardando no bolso. Uma Louca?!?

    Rilley estava certo que Brenna escondia um grande segredo e faria de tudo para descobrir o que existe por trás de todo aquele mistério. 

    A Dama da Ilha (320 páginas) é mais um romance histórico da Patricia Cabot, pseudônimo usado pela consagrada autora Meg Cabot para assinar seus livros do gênero. 

    Lançado recentemente pela editora Essência, o livro traz a história de Breena, uma mocinha nada normal, para os padrões de sua época. Forte, determinada, trajando calças masculinas e montando com uma perna de cada lado, Brenna faz o que quer. Mesmo que para isso ela precise fugir e viajar quilômetros, sozinha. 

    Por sua vez, Reilly não sabe muito bem quem é, ou o que quer. Suas decisões são baseadas em Christine e na sociedade londrina e não em suas vontades. Por outro lado, possui aquele charme de gentileza de um nobre, o que não é comum entre os habitantes de Skye. 

    Lorde Glendenning também merece destaque. A princípio, a reação que tive foi odiar o insistente pretendente de Brenna, mas com o desenrolar da história, ele mostrou ser dono de um bom coração e ‘ganhou o meu respeito’. 

    Apesar de ser uma leitura leve e divertida, o livro deixou a desejar. A Dama da Ilha está longe de ser um romance histórico daqueles que tiram o ar e prendem o leitor. Acho que a autora poderia ter pesquisado um pouco mais e desenvolvido de maneira menos atropelada o ‘desenrolar do grande mistério de Brenna’. O livro segue o estilo de outros romances históricos da autora, como Pode Beijar a Noiva. Uma narrativa não muito elaborada e até um pouco ‘boba’. Estou começando a me convencer que prefiro Meg escrevendo O Diário da Princesa, rs.


    Resultado: Sorteio Especial Mulher

    Caros leitores, 
    Finalmente, saiu o resultado do Sorteio Especial MULHER, que foi um grande sucesso em parceria com cinco blogs amigos.

     

    Obrigada a todos que participaram e divulgaram, como também aos blogs participantes! E os dez vencedores que ganharam, através do sorteio realizado, via sorteie.me, no Twitter foram:

    OBSERVAÇÕES:
    • A relação dos livros foi separada em kits. (Vide imagem abaixo).
    • Os 10 ganhadores poderão escolher seus kits conforme disponibilidade e ordem de sorteio. Por ex: O primeiro ganhador escolherá um kit entre os 10 disponíveis, o segundo ganhador escolherá entre os kits restantes e assim sucessivamente.
    • O contato será feito via DM ou e-mail e deverão reclamar seu prêmio em até 3 dias. Caso não se manifeste, o referido prêmio voltará a ser sorteado.
    • Cada blog é responsável pelo envio dos livros previamente relacionados. Qualquer problema deve ser tratado diretamente com o administrador do blog.
    1. O Despertar da Meia-Noite (Lara Adrian), Uma Vez Mais com Ternura (Nora Roberts) e Em Nome do Amor (Emma Darcy)
    2. Qual Seu Número? (Karin Bosnak), Sedução e Vingança (Susan Stephens), Mais que o Acaso (Suzanne Enoch) e Desafios (Lucy Monroe)
    3. Julieta Imortal (Stacey Jay), Paixão Indomável (Terri Brisbin) e Os Segredos de Ravenswood (Sara Mackenzie)
    4. O Preço de uma Lição (Federico Devito e Gutti Mendonça), O Limite do Desejo (Stephanie Laurens) e Verdades e Paixões (Katherine Garbera)
    5. A Pousada do Fim do Rio (Nora Roberts) e Anjos das Sombras (Karleen Koen)
    6. Strange Angels (Lili St. Crow) e Um Homem de Sorte (Nicholas Sparks)
    7. Herança de Maria (Domingos Pellegrini) e A Jornada (Erin Moulton)
    8. Depois da Meia-Noite e Antes do sol nascer (Diana Palmer)
    9. Concerto Inacabado (Nora Roberts) e Com Amor e Carinho (Barbara Delinsky)
    10. Aposta no Amor e Conquista do Amor (Candace Camp)