• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Comentaristas - Julho/2012

    Oi galera, 
    vamos tentar voltar com o comentaristas do mês, porém, com algumas mudanças. A partir de agora, você terá que preencher o formulário Rafflecopter correspondente, com o link da resenha comentada. 

    O livro escolhido para julho é um romance de banca medieval - Sedução nas Terras Altas - Michelle Willingham 

    Regras para validar sua participação:
    1. Residir no Brasil;
    2. Seguir publicamente o blog; 


    a Rafflecopter giveaway

    BOA SORTE

    Resenha Musicada - Soul Love, À noite o céu é perfeito

    Mudança de cidade, superação, amizade, amor e música são os temas que Soul Love aborda. A história que tinha tudo para ser clichê, se torna um romance realista e delicioso de ler. 




    Por favor, essa resenha deve ser lida ao som de Patti Smith - Becasuse the night. Somente assim você entenderá os reais sentimentos de Jenna. 

    A vida de Jenna Hudson muda completamente depois de cometer um erro influenciada pelos seus ditos "amigos", acreditando nessas amizades decide levar a culpa toda sozinha. Sabendo que isso traria graves consequências ela é expulsa da escola. Sua mãe, já desesperada por não entender as atitudes agressivas da filha, decide obrigá-la a passar o verão com sua tia Sarah na pequena cidade de Little Netherby. A adaptação não é nada fácil, mas se torna tolerável quando Jenna conhece Gabe, um garoto charmoso, autêntico, reservado e apaixonado por música, completamente diferente de todos os outros que Jenna já conheceu. É inevitável: o amor surge.
    Eu sou apenas uma estranha que entrou no seu mundo, uma garota de outra cidade que ninguém conhece. Sou apenas uma garota nova na sua escola, que não conhece ninguém mais te conhece. (Not The Right Day - Lu Alone
    Além de lidar com seus próprios sentimentos, Jenna terá que ajudar a sua tia Sarah, pois ela acabou de tomar um fora de seu namorado. Tia Sarah é que deveria cuidar de Jenna, mas os papéis acabam se invertendo. Todas as vezes que a tia Sarah falava sobre o seu namorado eu só pensava nessa música do Bon Jovi, se encaixa perfeitamente no contexto. 
    Tem chovido desde que você me deixou, agora eu estou me afogando na enchente. Sabe, eu sempre fui um sonhador mas sem você, eu desisto. (Always - Bon Jovi
    Um verão que se tornaria inesquecível também tem seus mistérios. Jenna terá que ser forte o suficiente para lidar com Cléo, uma garota ligada à Gabe. Eles compartilham de uma amizade muito forte e um segredo, que atormentará até os sonhos de Jenna. 

    A narrativa da Lynda é suave e sutil. A história narrada pela Jenna tinha tudo para cair no clichê, mas a criativa, a delicadeza para tratar de alguns assuntos torna o livro excelente e encantador. Ficamos envolvidos no mistério de Gabe, qual segredo ele esconde junto com a Cléo? E ficamos envolvidos no mistério da Jenna, por que ela foi expulsa da escola? É incrível como a Jenna amadurece, e é isso que me encanta nos livros, saber que existe chance pro amadurecimento, para consertar os erros. 

    Li esse livro há uns 2 anos, e quando olhei na estante pensei: "Droga, tenho que fazer uma resenha musicada desse livro agora!" É um tão encantador, tão sutil. O final é tão surpreendente que estou louca para soltar spoiler, mas vou me conter. Soul Love (206 páginas), publicado pela editora Melhoramento em 2006, é um livro que todo adolescente, todo pai ou mãe deve ler, porque você passa a entender o turbilhão de sentimentos que os jovens tem. 

    "Jovens que acham que são mal entendidos ou que sofrem à procura de sua alma gêma se sentirão felizes ao mergulhar em Soul Love." (Revista Books For Keeps) 

    Observação: Para você que leu o livro selecionei uma música especial: The Calling - Wherever you will go. Fala sério, combina muito com o final, não é?

    Gregor, o Guerreiro da Superfície - Suzanne Collins


    Após o desaparecimento de seu pai, Gregor passou a ser o homem da casa. No auge de seus onze anos, o menino teve que assumir responsabilidades de gente grande para ajudar a mãe. Enquanto as outras crianças de sua idade brincavam e iam ao acampamento, gregor cuidava de Boots, da avó e ainda lavava as roupas da família. 

    Ele já estava acostumado com essas obrigações e sabia que sua mãe não conseguiria cuidar de tudo sozinha. 

    Um dia, Gregor e Boots estavam na lavanderia do prédio quando a menina foi atraída para o duto de ventilação enquanto brincava com uma bolinha. Mais que depressa, ele mergulhou atrás da irmãzinha para tentar impedir que ela caísse, mas já era tarde. Os dois escorregaram túnel abaixo em direção ao desconhecido. 

    Gregor não fazia ideia que sob a cidade de Nova York existia um mundo subterrâneo, com seres inusitados e muitos perigos e aventuras. Agora, ele e Boots precisam fazer cumprir uma antiga profecia daquele povo antes de voltar ao seu mundo.
    "Acho que depois dessa noite Boots não pensará mais que todo mundo é amigo dela", Gregor pensou. Ela tinha que descobrir isso um dia, mas, ainda assim, o fato o deixou triste. 
    Página 98
    Sempre fui fã de aventuras infantis mas fazia tempo que não me deliciava com uma história tão bem escrita.  Suzanne Collins (autora de Hunger Games - Jogos Vorazes) mostrou que tem criatividade de sobra para encantar não apenas o público jovem, mas também as crianças ( e aqueles que como eu, adoram um livro do gênero). 

    Gregor, o Guerreiro da Superfície conta a história de um menininho que, junto com sua irmãzinha de dois anos, cai em um mundo novo, diferente de tudo o que ele conhece. 

    Uma das coisas que mais me encantou foi a maneira como a autora mudou minha opinião acerca de alguns dos habitantes (eca) do mundo subterrâneo. Engana-se quem acredita que apenas humanos vivem por lá. Seres muito conhecidos por nós e, digamos, renegados, fazem parte daquele mundo e podem conquistar o seu coração, assim como fizeram com o meu. 

    Adorei os personagens criados por Suzanne, mas fiquei apaixonada por três personagens em especial: Boots (linda e fofa com aquelas falas de neném), Temp e Tink. Definitivamente preciso rever meus conceitos. 

    Apesar das 300 páginas, a narrativa é dinâmica e a leitura flui leve e rapidamente. Devorei as aventuras de Gregor em pouco mais de um dia e fiquei extasiada, louca para ler a continuação. Para minha sorte, os volumes 2 e 3 já foram lançados aqui no Brasil e estão aqui na minha estante aguardando a leitura, que prometo, não tardará. 

    "Ao contrário de Gregor, os leitores não vão querer sair do Subterrâneo."
    Publishers Weekly
    Recomendo DEMAIS esse livro! Se você tem filhos, principalmente meninos, é uma ótima dica de leitura.


    1. Gregor, o Guerreiro da Superfície;
    2. Gregor e a Segunda Profecia;
    3. Gregor e a profecia de Sangue;
    4. Gregor And the Marks of Secret;
    5. Gregor And the Code of Claw.




    Lançamentos Harlequin


    Todo mês a Harlequin arrasa nas novidades e títulos lançados e no mês dos namorados não poderia ser diferente. 

    Confira alguns dos lançamentos da editora para junho:

    HH 102 - SEDUZIDA PELO RISCOS
    Ser resgatada pelo capitão Luc d Aunay não a acalma nem um pouco! Averil, embora virgem, sabe que apaixonar Se por Luc é perigoso,mas não pode negar a atração que os rodeia depois de provar pela primeira vez o sabor do desejo selvagem nos braços de Luc, Averil é obrigada a voltar para a sociedade e seguir os costumes. Porém, talvez ela seja surpreendida pela audácia de Luc ao fazer uma proposta escandalosa,mas que lhe dará o direito de viver intensamente a sensualidade recém- despertada...


    HH 103 - NOIVA DA TRAIÇÃO
    Ela foi prometida a um homem,mas terá de traí-lo. Os olhos de Solay encontraram os de um homem destituído de sentimentos. Ainda assim, ele teve o poder de fazê-la esquecer do mundo por breves instantes. Um erro, pois não havia tempo a perder com emoções quando tanta coisa dependia de seu prestígio na corte. No entanto, lorde Justin Lamont não podia ignorar a presença escandalosa da filha ilegítima do falecido rei. De cabeça erguida, ela caminhava como se a corte a adorasse. Ignorando a dor na alma dela, Justin cada vez mais se tornava arredio.Até que ponto ele seria capaz de se resguardar contra o charme fascinante de Solay?


    PS 25 - AGONIA E ÊXTASE - DIANA PALMER
    Forçados a confiar um no outro em nome da sobrevivência, Cord e Maggie embarcam em um jogo mortal de gato e rato do qual só pode sair um vencedor. 
    “Com diálogos encantadores, personagens 
    cativantes e cenas quentes, os picos de 
    emoção entre o herói e a heroína 
    agradam as fãs de Diana Palmer.”—
    Publishers Weekly


    PAIXÃO SAGAS 003 – FAMA E PODER 3/4 
    PRÊMIO DE RISCO – LYNN RAYE HARRIS
    Jack já não se surpreende com sua sorte no carteado, até receber Cara Taylor como prêmio. Presa a ele, Cara não consegue saber o que realmente sente por Jack: amor ou ódio.
    NOIVA TROFÉU – JANETTE KENNY
    Rafael, o herdeiro ilegítimo da família Wolfe, galgara todos os degraus até o sucesso. Casar com a supermodelo Leila era a cereja do bolo, ainda que ela não passasse de um troféu para exibição.

    Se quiser conhecer todos os maravilhosos títulos clique aqui  

    Lançamentos e Booktrailers

    Olá,
    Hoje vou postar booktrailers do livros em lançamento.Como não posso postar todos, selecionei os livros que mais me interessaram e aqueles que eu acompanho a série como, Travessia e O filho de Netuno.
    Espero que gostem e comentem!








    Travessia de Ally Codie ( continuação de Destino) - Suma de Letras






    O prisioneiro do céu - Carlos Ruíz Záfon - Suma de Letras






    Por isso a gente acabou - Daniel Handler - Companhia das letras






    O filho de Netuno ( continuação de O Herói Perdido) - Rick Riordan - Intrínseca





    Beijinhos,



    O Poder Dos Seis - Pittacus Lore



    "Para Quatro (ou John), Seis e Sam a guerra só está começando. Depois da batalha travada contra os Mogadorianos, no colégio em Paradise, os três amigos agora terão que fugir para salvar a própria pele."




    AVISO: Contém spoiler do primeiro livro "Eu sou o Número Quatro". 

    Uma batalha foi vencida, mas a guerra entre Lorianos e Mogadorianos está apenas começando. Depois do episódio em Paradise, John Smith - o Número Quatro - foge da cidade acompanhada de Sam, seu melhor amigo, e da Número Seis para salvarem as próprias vidas. Agora, além de John estar sendo procurado pelos Mogadorianos, também está sendo procurado pelo FBI sob acusação de terrorismo e de ter sequestrado Sam. 

    Enquanto nos EUA os três amigos estão fugindo, na Espanha encontra-se a Número Sete, ou mais conhecida como Marina, que mora em um convento com sua cêpan. Ela acompanha toda a jornada do Número Quatro via internet, pois os eventos ocorridos no colégio em Paradise ganharam uma grande repercussão. A grande preocupação de Marina, além do desenvolvimento do seu legado,  é com sua cêpan que não se mostra mais interessada na sua missão aqui na Terra. 
    Meu nome é Marina, a que vem do mar, mas levou muito tempo até que eu fosse chamada assim. No início eu era conhecida apenas como Sete, uma dentre os nove Gardes sobreviventes do planeta Lorien, cujo destino foi depositado, e ainda é, em nossas mãos. Nas mãos daqueles de nós que foram perdidos. Daqueles que ainda sobrevivem. (Página 7)
    "O Poder Dos Seis" (319 páginas) publicado pela Editora Intrínseca em 2011 se mostrou muito mais amadurecido do que o anterior. A própria narrativa ganhou uma inovação nesse volume: é narrado ora por Marina, nos informando tudo o que está acontecendo na Espanha, ora por John nos mostrando como estavam seus planos de fuga. 

    A narrativa de Marina ao longo do livro é calma e cheia de inquietudes. Enquanto que a narrativa de John é cheia de ação e de lutas. Essa alternância de narração não se tornou um ponto negativo no livro, pelo contrário tornou o livro muito mais fascinante. 

    Um ponto negativo nesse livro, motivo pelo qual não dei 5 estrelinhas para ele, é que no inicio a narrativa da Marina se tornou um pouco cansativa, sendo somente no meio da história que o autor consegue dar uma ajustada nisso. Outro fator que me incomodou muito foi a paixão repentina de John por Seis, achei muito infantil e sem sentido. Lembrando que ao deixar Paradise ele declarou seu amor eterno à Sarah - que se mostrou uma traíra nesse livro -  e de repente é só passar alguns dias com a Seis e se apaixona por ela? COMO ASSIM?  Devo falar que o personagem que me conquistou por completo foi o Sam. Ele se mostrou maduro e inteligente em todo o livro, com um coração do tamanho do universo. 


    O próximo volume da série "The Rises Of Nines" será lançado no dia 21 de agosto no exterior, chegando ao Brasil, provavelmente em meados de outubro. Nem preciso dizer o tamanho da minha ansiedade, não é? Espero que a Intrínseca faça o mesmo trabalho de qualidade. Claro, encontrei alguns errinhos bobos, mas nada que atrapalhe a leitura. Tenho que dizer que se tratando de revisão/tradução a Intrínseca é a melhor editora. 

    Recomendo muito esse livro para todos apaixonados por ficção cientifica e para aqueles que se encantaram com a história criada pelo Pittacus Lore. E se você ainda não se rendeu, está esperando o quê? 

    Série "Os Legados de Lorien" é composta:
    1. Eu sou o Número Quatro - publicado em 2011
    2. O Poder dos Seis - publicado em 2011
    3. The Rises Of Nine - não publicado ainda

    Sociedade Secreta da Bola de Cristal cor-de-rosa - Risa Green


    Oi gente, tudo bem?

    Eu sou a Mariana Barbosa, tenho 11 anos e sou a nova colunista do Romances & Leituras. Primeiramente, gostaria de agradecer, do fundo do meu coração, às meninas, por terem me dado a oportunidade de estar aqui resenhando livros!

    Sou leitora compulsiva e tenho um blog, o Planeta Mariana, no qual eu posto resenhas e novidades do mundo literário.Estou muito honrada em poder estar aqui com vocês... E se eu tivesse quepedir uma coisa para vocês nesse momento, a coisa seria: POR FAVOR, me
    chamem de Mari ;) Hahaha! 

    Hoje vim fazer uma resenha de um livro que eu li faz bastante tempo e, por isso, se eu falar umas coisinhas a menos, não me culpem, ok? (Olha eu aqui falando como se conhecesse vocês há um século... Hahaha)!

    O livro conta a história da Erin, uma menina normal (e bota normal nisso) que é meio neurótica, e faz tudo certinho. Tira as melhores notas, não desrespeita as regras e é uma boa maravilhosa filha. Confesso que me identifiquei com ela, com o jeito de pensar ''dentro da caixa'', hahaha. A vida dela muda totalmente quando sua tia Kate (mais conhecida como tia Kiki) morre, e deixa de herança para ela, uma bola de cristal cor-de-rosa. E a história gira em torno disso.. Suas duas melhores amigas, Samantha e Lindsay tentam convencê-la de que a bola é mágica, pois tudo o que elas pediam para a bola, se realizava. Erin começa a realmente acreditar em magia, o que as leva a usar a bola constantemente. O problema é que a bola é cheia de enigmas difíceis e a magia muito poderosa. 
    Entre brigas com amigos e namorado, um show de Punk Rock e um garoto apaixonado, Erin vai amadurecendo e descobrindo o verdadeiro sentido de sua vida.

    Amei! Eu simplesmente amei esse livro! Ele já entrou para a lista dos meus favoritos, com certeza! E olha que eu não esperava muito dele não... Mas acabei gostando bastante!

    Quando me deparei com a capa, achei meio feminina demais, meio infantil. Achei que o livro seria bobinho e tal, mas ele me surpreendeu muito. Claro, ele não foi o melhor livro que eu já li na minha vida, longe disso, mas é uma história divertida e envolvente. Eu DEVOREI as páginas tão rápido querendo saber o final, que é muito divertido! O livro
    é leve, não tem uma leitura difícil e os personagens tem várias características marcantes. Não é um livro que nos faz refletir, porém é perfeito para uma leitura divertida em um fim de tarde!

    Samantha, uma das melhores amigas da Erin, faz o meu tipo: Ela gosta de se arrumar e tem MUITA personalidade (Olha só vocês me conhecendo um pouco melhor, hauhauahua)!

    Esse livro é muito bom e eu recomendo! Dei 4 ♥ (Ahhhh, essa é a forma que eu classifico os livros que leio). *--*


    Beeeeeijinhos com sabor de chocolate,

    Mari Barbosa - Planeta Mariana.
    www.planetamariana.blogspot.com
    mari@marianabarbosa.com.br
    Facebook: Mariana Barbosa.

    ___________________________________________________________________

    Pessoal, a Mari vai escrever algumas resenhas para o blog! Espero que vocês tenham gostado da blogueira mais fofaaa e desinibida que existe. Acreditem, a Mari coloca qualquer um no chinelo quando o assunto é falar em frente às câmeras. 
    Não deixem de visitar o Planeta Mariana!

    Filme - Footloose

    Não tenho o costume de escrever sobre filmes, até porque não sou uma completa viciada que perde horas em frente a TV. Mas adoro filmes de mulherzinha, comédia romântica bem água com açucar e principalmente filmes com dança (frustrada, frustrada, frustrada). 

    Como essa foi uma semana atípica, em que eu estava com vários pontos na boca depois de extrair meu "dente do juízo", e estava realmente insuportável, resolvi privar as pessoas do meu humor de cão e me enclausurei no quarto, diante da TV, assistindo todos os filmes do planeta terra,  *Drama dominando*  inclusive Footloose, que é um remake do filme homônimo de 1984 (wikipédia). 



    A nova vida de Ren McCormick (Kenny Wormal) numa cidade pequena está cheia de surpresas porque as pessoas com quem ele convive agora são muito conservadoras. Para completar o quadro, o Reverendo Moore (Dennis Quaid) proibiu o rock e a dança. A revolta de Ren com a situação acaba atingindo também a filha de Morre, Ariel (Julianne Hough), mas isso não permanecerá por muito tempo já que Ren e Ariel apaixonam-se.






    O filme é uma graça e conta com um elenco de qualidade. Claro que tenho meu personagem favorito e pasmem!, dessa vez o escolhido não foi o gatão principal e sim o caipira mais charmoso que eu já vi: Willard. *aperta* 

    Foi uma ótima diversão e recomendo para quem curte o gênero e quer uma tarde/noite descontraída.

    Presentes da Vida - Emily Giffin



    Darcy Rhone sempre teve todos os homens aos seus pés. Tinha um emprego glamouroso, um seleto círculo de amizades e um noivo perfeito, Dexter Thaler. No entanto, tudo mudou quando Darcy se envolveu com o melhor amigo de seu noivo... Seu noivado acabou e perdeu sua melhor amiga, Rachel. Incapaz de assumir responsabilidades e de enfrentar todo esse mal-estar, Darcy foge para Londres, para a casa de um amigo de infância, imaginando que poderia passar uma borracha em tudo isso. Mas, para seu desânimo, Londres se torna um mundo estranho, onde seus truques de sedução não mais funcionam e onde sua sorte parece ter se evaporado. Sem amigos nem família, Darcy precisa dar novo rumo à sua vida e, assim, começa uma linda trajetória rumo ao crescimento e ao amor.


    Este livro foi um presente para minha vida!

    Emilly Giffin me deixou muito emocionada e feliz com sua históra envolvente e bem escrita. O livro é narrado por Darcy Rhone, a noiva que foi traída pela melhor amiga poucos meses antes de seu casamento dos sonhos. Existe o livro na versão de Rachel O noivo da minha melhor amiga, mas eu gostei muito mais de Presentes da vida.

    O livro é grande e vem com papel pólen (o amarelinho) que de tão leve não pesa na bolsa, como outros livros do mesmo tamanho. Por isso, levei o livro para o meu curso e comecei minha leitura sentada no ônibus lotado. Logo nas primeiras páginas gargalhei alto e passei vergonha, mas Darcy é realmente sensacional.

    Ela é inconveniente, egoísta, grudenta, persistente e chata, mas é tão engraçada e batalhadora que as qualidades superam os defeitos. Sua beleza e sua personalidade forte a levam para qualquer lugar e faz com que todos a admirem. Apesar do consumismo exagerado, ela trabalha para se manter e ser independente, então acho totalmente justificável suas compras e nada fútil. Fútil seria se ela esnobasse todos e comprasse tudo com o dinheiro dos pais ou marido, mas apesar de ser egoísta ela se importa com seus amigos e familiares. A sua maneira, é claro!

    A leitura é acelerada,com altos e baixos e opiniões controversas o tempo todo. Tem horas que você quer matar a Darcy, tem horas que você quer jogá-la pela janela, mas você entende que ela está amadurecendo e torce por sua felicidade ao lado do seu grande amor. A jornada de Darcy para encontrar o cara certo foi difícil e árdua, mas tenho certeza que valeu a pena.

    Só para ser cri cri, encontrei alguns errinhos bobos de digitação, mas nada que atrapalhasse a minha Darcy de me contar sua história. Gostei tanto dela, que a classifiquei como minha personagem favorita . Claro, não posso me esquecer do Ethan que apesar de ser um grosso, é um personagem forte, marcante e fundamental.

    Destaque para Geoffrey que chegou atrasado na história,mas deixou saudades!

    Sobre a capa, bom, a capa é aquilo lá. Uma bonita paisagem, marcante para o livro, mas nada espetacular. Pelo menos está melhor do que a a americana rs

    Spoiler do livro O Noivo da Minha Melhor Amiga > se quiser saber selecione o espaço em branco abaixo ^^

    Antes, que me perguntem, não gostei da atitude da Rachel. Vocês vão me desculpar, mas NOIVO de melhor amiga é objeto sagrado.Ela teve 7 anos para contar a Darcy sua paixão e teve sua oportunidade de se declara no inicio, mas por conta da timidez, deixou Dexter para Darcy. O que ela fez é traição do mais alto grau entre amigas. O fato de Darcy ter dormido com Marcus, também é relevante, mas Marcus não era melhor amigo de Dexter e isso só aconteceu porque Darcy e Dexter não estavam bem. Rachel tinha que ter pedido desculpas e ter tido coragem de falar com Darcy pessoalmente, mas enfim...


    Recomendo o livro. Emily Giffin virou minha escritora favorita, pois o jeito que ela escreve é tão verdadeiro que me sinto conversando com a personagem.Gostaria de ver este livro nos cinemas. Seria bem interessante...

    Autor do Mês: Emily Giffin


    Tenho orgulho de apresentar a nova coluna "Autor do Mês" com uma das minhas escritoras preferidas: Emily Giffin (1972 - EUA). Penso na Emily como a versão feminina do Nicholas Sparks, ela é mestra em criar personagens complexos e histórias que nos pedem para pensar no que realmente queremos para nossas vidas. 

    Desde sempre Emily se mostrou interessada na escrita. Ainda no colegial entrou para um clube de escrita criativa e trabalhou como editora-chefe do jornal da escola. Logo depois ingressou em Direito na Universidade de Virginia, se formou e mudou para Nova York a fim de exercer a profissão de advogada. Após 4 anos trabalhando na area de direito, resolveu que era hora de seguir seu sonho: escrever. Decidiu embarcar para Londres e dedicar-se em tempo integral à escrita. 

    Muitos pensam que seu primeiro romance foi "O Noivo da Minha Melhor Amiga" (Something Borrowed), mas antes dele ser publicado, Emily escreveu outro romance intitulado "Lily Holding True" (sem título em português) que foi rejeitado por oito editoras, acredita? Porém, como uma boa pisciana que é, não desistiu de seus sonhos e se pôs a escrever o segundo romance "O Noivo da Minha Melhor Amiga" (publicado em 2005, Agir), que logo se tornou um best-seller, sucesso mundial. 

    [...] mas aprendi que é você quem constrói sua felicidade, que para ganhar algo que se deseja muito é necessário perder algo também. E quando os riscos são grandes, as perdas também podem ser. (O Noivo da Minha Melhor Amiga)
    O sucesso do livro foi tanto que em 2011 ele ganhou uma adaptação cinematográfica. Eu amei a escalação do elenco, só tinha atores incríveis. Porém, como toda adaptação algumas cenas ficaram de fora, afinal não dá para colocar tudo do livro em 103 minutos, não é? E apesar das modificações feita no filme, ele me conquistou pela trilha sonora que contém uma  das minhas músicas preferidas: Radiohead - Fake Plastic Trees

    Rachel (Ginnifer Goodwwin) e Dex (Colin Egglesfield)

    Emily, depois do sucesso de "O noivo" escreveu outros romances que também se tornaram best-sellers, entre eles estão: "Ame o que é seu" (2008), "Questões do Coração" (2011), e Presentes da Vida" (2012) todos publicados pela editora Novo Conceito. É evidente seu talento para escrever sobre relacionamentos amorosos conturbados, questionada sobre isso Emily disse: "Procuro escrever sobre temas universais. Você pode até não ter vivido uma história de infidelidade, mas, com certeza, conhece alguém que já traiu ou foi traído." 


    Para quem curte histórias inteligentes, verdadeiras e sinceras deve correr e comprar as obras da Emily Giffin, eu garanto que não vai se arrepender. Ah, não esqueça de começar a leitura com uma caixa de lencinhos, muitas lágrimas irão cair. 



    @mor - Daniel Glattauer



    "Você quer vir aqui? A gente simplesmente apaga a luz. Não precisa se ver, Emmi. Eu fecho os olhos. 
    [...]
    Estou bebendo a nós. Já estou um pouco bêbado. Mas não muito. E agora é a sua vez de novo, escreva para mim, Emmi. Escrever é como beijar, só que sem os lábios. Escrever é beijar com a cabeça."
    Página 76






    @mor (188 páginas, editora Suma de Letras) causou um verdadeiro rebuliço na blogosfera literária e como boa bookaholic claro que fiquei roendo as unhas de curiosidade e, ao mesmo tempo, receosa sobre o que iria encontrar.

    Diferente dos romances aos quais estamos acostumados, Daniel Glattauer traz uma proposta totalmente inovadora em @mor. Epistolar e moderno, o livro retrata o romance entre Leo e Emmi, dois desconhecidos que, após um email por engano, passam a trocar mensagens virtuais, aproximando-se cada vez mais.

    Nasce então uma amizade que logo cede lugar para um relacionamento esquisito (sim, esquisito). Os dois não se conhecem pessoalmente mas se correspondem todos os dias. São amáveis e ao mesmo tempo grossos. Vivem brigando (e muito) e agindo como um casal normal, com cobranças em determinados momentos, ciúmes e expectativas.

    Emmi me pareceu um pouco chata e volúvel durante a maior parte do livro e confesso que torci um pouco o nariz para as atitudes dela. Não posso me aprofundar no assunto mas fiquei bem dividida. Leo, no entanto, ganhou meu coração logo no início. Talvez por entregar-se mais e expor seus sentimentos... Ele é sensível, encantador, galanteador. Sabe usar as palavras como ninguém, é culto, interessante. Impossível resistir, concordam?

    Acho que o grande acerto do livro foi a capacidade de dividir o leitor e deixá-lo desesperado por MAIS ao mesmo tempo. Em época onde tudo acontece muito rápido e onde a internet comanda o cotidiano das pessoas, @amor trouxe um ar de romantismo ao prático. Troca de emails entre dois desconhecidos e um sentimento que nasce e trona-se forte, quase incontrolável. Porém o autor elabora a narrativa de forma sutil.

    Em muitos momentos fui capaz de visualizar Emmi e Leo, sentados em frente a seus respectivos notebooks, esperando a caixa de entrada revelar "você tem mais uma mensagem". A angústia é quase palpável. 



    @amor foi um livro que me levou a levantar muitas questões e mexeu fundo com certos sentimentos. Foi uma leitura rápida e ininterrupta. Terminei em pouquíssimas horas e fiquei com gostinho de "quero mais". 
    Adorei o livro e fico aguardando a continuidade. Vamos combinar que depois daquele final, não poderia ser diferente!


    (Aposto que ficaram curiosos)



    |RESULTADO| Promoção - Nas Sombras

    Post atualizado com resultado em 24/06/2012. Essa promoção foi realizada em parceria com a Galera Record. Confira as regras no final desse post. 





    a Rafflecopter giveaway

    Parabéns Tammy!
    email: romanceseleituras_promo@yahoo.com.br
    ____________________________________________________________________


    Regras dessa promoção

    1. Seguir o blog publicamente;
    2. Residir no Brasil;
    3. Seguir a Galera Record no twitter e curtir a fanpage da editora no facebook;
    4. Preencher o formulário Rafflecopter.
       
    >> Para divulgações em redes sociais utilize a frase:

    Quero ganhar "NAS SOMBRAS" no sorteio do @eromances + @galerarecord > Até 18/06 http://bit.ly/K9n7jg


    Observações. 
    O sorteio será realizado no fim de semana seguinte ao término na promoção;
    Perfis exclusivos para divulgação no twitter serão desconsiderados;
    O ganhador terá um prazo de 02 dias (48 horas) para entrar em contato com a equipe do blog, enviando os dados para postagem; 
    Os mesmos serão repassados à editora que será responsável pelo envio do prêmio. 

    BOA SORTE!!!

    Qual seu número? - Karyn Bosnak


    “Homem é o principal elemento que rege a vida de Delilah Darling. No entanto, o que seria uma vadia, na verdade se mostra uma mulher de coração puro, que só está à procura de um verdadeiro amor.”




    Delilah Darling tem quase 30 anos, é Gerente de Projetos em uma empresa de Design, fã de Lionel Richie, ainda está solteira e é uma mulher fácil. Depois de ver uma matéria na New York Post, seu jornal preferido, começa a se preocupar com sua vida sexual. O artigo dizia que uma pessoa tem, em média, 10,5 parceiros sexuais durante sua vida inteira e Delilah já dormiu com 19 homens, ou seja, quase o dobro da média nacional. 

    Completamente desesperada com seu número altíssimo resolve que não vai dormir mais com nenhum homem até encontrar o cara certo – que será o vigésimo e último. Planeja tudo para viver essa vida de “quase celibato”, só não conta com algumas artimanhas do destino. 

    Delilah, de repente, é despedida do seu emprego. Para comemorar o fracasso que é sua vida vai tomar alguns drinques com amigos e acaba na cama com seu – nojento – ex-chefe Roger. Completamente desesperada, porque seu número já chegou a 20 (o dobro da média nacional) e não achou o cara certo, Delilah decide ir atrás de todos os seus ex-namorados na tentativa de encontrar o EX de sua vida e não aumentar seu número. É com a ajuda do seu vizinho Colin que a nossa protagonista vai à busca de todos os seus parceiros sexuais. 

    Qual seu número?” (416 páginas) é um chick-lit lançado ano passado pela editora Novo Conceito. Fiquei muito ansiosa para ler este livro, apesar de não ser do meu gênero preferido. Me chamou atenção pela sinopse e as criticas positivas que vi sobre ele. Mas, se tratando de livros, eu deveria aprender que não devemos criar muita expectativa, não é? 

    Karyn Bosnak desenvolveu uma personagem insegura, azarada e maluca. Sem dúvidas é uma personagem bem desenvolvida, mas burra. Ao longo da leitura, que achei cansativa com tantas viagens pelo país em busca de 20 homens, Delilah só se mete em encrencas. No início foi difícil avançar na leitura, o livro só começa a ficar mais interessante faltando 100 páginas para terminar, exatamente onde Delilah volta de sua viagem insana. 

    Eu não gostei muito da narrativa nem da personagem principal. Mas, dou um ponto positivo para Karyn porque a Delilah tem um ótimo coração e amadureceu muito depois de ir atrás de todos os seus ex. Além disso, os personagens secundários são ótimos, a melhor amiga da Delilah é uma madura, inteligente e simpática, eu a adorei. E o Colin? Um colírio, um fofo, tudo que eu queria em um homem. O sarcasmo dele me fez das muitas risadas. 
    Colin se vira para ir embora, mas rapidamente para e dá meia volta. - Oh, Delilah?
    - Sim?
    - O que achou?
    Fico confusa com a pergunta dele. - O que eu achei sobre o quê?
    - O que você achou das minhas pernas?
    As pernas dele? Oh, meu Deus... quando eu vejo um sorriso malandro aparecer no rosto dele, percebo que ele não estava realmente com os olhos fechados. Eu sinto meu rosto ficar vermelho. - Não sei do que você está falando - digo, tentando disfarçar. (página 66)
    Enfim, “Qual seu número?” é um livro para quem curte Chick-lit e está precisando de uma leitura leve e descontraída. 

    "É engraçado perceber a velocidade com que as coisas podem mudar. Sentimentos, não importa o quanto sejam intensos, podem ser efêmeros. Em um estalar de dedos, a felicidade pode se transformar em tristeza; a esperança pode se transformar em desespero; e, um belo dia, o passado chega para causar assombro, e faz com que se perceba que é preciso pisar no freio." (Página 233)

    Senhora das Névoas - Flávia Cortês


    "Isa é uma adolescente como qualquer outra. Até que um encontro inusitado - realidade ou alucinação? - vira sua vida de cabeça para baixo. Confusa e insegura, por vezes muito assustada, a personagem vai buscando as respostas de que precisa para encontrar sua verdadeira essência. Seria mesmo ela uma fada? Poderia continuar vivendo sua vida 'normal' ou teria de abandonar tudo e rumar para Avalon?"

    Conheci a escritora Flávia Côrtes em um evento de Literatura fantástica no Rio de Janeiro e me apaixonei pelo livro. A Flávia fala com tanta sabedoria sobre o assunto das fadas que me conquistou e me fez ler As brumas de Avalon antes de ler Senhora das Névoas.

    Um livro não depende do outro, mas eu fiquei com desejo de pesquisar sobre a origem das fadas e sobre Avalon. Gostei muito de conhecer este outro mundo, que para mim é encantado e mágico. Assim, como Senhora das Névoas, que apesar de pertencer a coleção MEDO da editora edelbra, para mim parece um trabalho único. É difícil explicar, porque os livros da coleção são padronizados, mas a diagramação e as ilustrações são tão bonitas que chegam a ser diferentes dos outros livros para adolescentes no mercado.

    A capa é dura e não tem nada de destaque, só mesmo o nome, mas por dentro o livro é todo feito em verde. As fontes, as ilustrações e os detalhes de página. Esse cuidado com a beleza do livro foi o que me encantou e tornou a história até mais gostosa de ler. Quando o livro é bem feito, eu fico muito feliz, porque é como se a editora tivesse feito aquilo para mim e eu sinto que valeu a pena gastar R$:30,00 com um livro de 140 páginas.

    Senhora das névoas é um livro pequeno, feito para pré-adolescentes, com personagens interessantes e uma narrativa rápida. Isa é uma adolescente que tem tudo na vida, um namorado perfeito, amigos e notas altas para passar na universidade de Medicina, só que um belo dia recebe a visita de Morgana, a senhora de Avalon, e a partir daí sua vida muda e seus poderes começam a se manifestar.

    Até este ponto tudo bem, eu só não entendi, porque Morgana deixou Isa agir por conta própria se ela fez questão de explicar sobre Avalon e de desejar que a jovem fosse morar na ilha das maças. Outro ponto que me deixou perdida também, foi a confusão com os amigos.

    Gostei de Isa, mas a achei muito desapegada a vida na terra, queria ter visto mais conflitos familiares e mais dilemas, porém como o livro foi escrito para a coleção e teve páginas cortadas, acredito que se fosse maior explicaria bem melhor.

     Fora esses detalhes a história é bonita,bem escrita e linear, não tem muitos altos e baixos. No final tem um arquivo secreto das fadas que contextualiza o livro. Adorei essa parte! Recomendo a leitura para quem gosta de infanto juvenis e não se incomoda com uma leitura leve, divertida e sem muita reflexão.

    Beijinhos,




    Shadowspell: o misterioso reino de Avalon - Jenna Black

    Contém spoiler do primeiro livro: Glimmerglass. Se você ainda não o leu, aconselho mudar de post, ou continuar por sua conta e risco. 


    Depois de todos os perigos que correu após sua chegada a Avalon, Dana Hathaway passou a viver quase como uma prisioneira na casa segura, localizada no lugar que ela mais detestava: os túneis subterrâneos. Seu pai a mantinha sob vigilância constante, longe dos olhos de quem a pudesse ferir. E muitas pessoas desejavam isso, afinal, ela era uma fariewalker, o que lhe conferia poderes para levar magia ao mundo real e tecnologia para Faerie. 

    Seus poderes eram motivo de preocupação, não só para a louca Tia Grace, mas também para as Rainhas das duas cortes: Titânia e Mab. Dana representava uma ameça, que precisava ser expulsa ou exterminada. 

    Ethan ainda era motivo de confusão para ela. Mesmo não sendo sua namorada, Dana nutria sentimentos e morria de ciúmes dele. A quebra de confiança, no entanto, não permitia que ela se entregasse e desse uma nova oportunidade. Ele havia mentido para ela, por que não faria novamente? 
    "Ethan é só um amigo. Um amigo absolutamente sexy que faz com que meus hormônios saiam dançando de alegria, mas ainda assim, só um amigo. E se eu soubesse o que era bom pra mim, as coisas continuariam desse jeito." página 9

    Até a convivência com sua mãe, que também se mudara para Avalon estava fora de controle. Mesmo lúcida, Cathy era mantida trancada no quarto, totalmente afastada do álcool. 

    O que estava complicado conseguiu ficar ainda mais aterrorizante quando o Erkilin e seu bando resolveram se fixar em Avalon. Único de uma raça, ele era conhecido por caçar e matar e parecia ter grande interesse na fariewalker Dana. 

    Shadowspell é o segundo volume da Trilogia Faeriewalker e, assim como no primeiro, não tem um início morno. Confesso que li os dois na sequência, o que normalmente não costumo fazer. Prefiro intercalar séries e 'sair um pouco da história' porque geralmente fico cansada e acabo não apreciando a leitura como deveria. 

    Com essa trilogia, porém, terminei uma leitura e peguei logo a seguinte, porque não queria perder nenhum detalhe, não queria deixar escapar absolutamente nada. Jenna Black conduziu muito bem o continuar de Glimmerglass, sem se perder na narrativa, trazendo um livro encantador e com ganchos perfeitos para o próximo volume. Jenna MÁ. 

    Fiquei com tanta vontade de saber o que acontece que passando pelo shopping hoje, resolvi entrar na livraria e ler a última página de Sirensong =D 

    (AVISO: não façam isso em casa, estraga toda a surpresa. risos)

    Trilogia Faeriewalker

    1. Glimmerglass: o encontro de dois mundos.
    2. Shadowspell: o misterioso reino de Avalon.
    3. Sirensong: o perigoso chamado da rainha. 




    Top 8 - Decepções Literárias



    Leitores assíduos sofrem mais com decepções literárias do que com amorosas, certo? CERTÍSSIMO. No nosso mundo decepções literárias são comuns demais e, segundo algumas blogueiras, não tem cura, infelizmente.

    Durante um longo tempo esperamos o lançamento de um livro. Quando finalmente o temos em mãos ficamos tão agitadas, tão loucas pra ler que mergulhamos na história sem ligar para o amanhã. Mas aí, BLAF... Nos decepcionamos, choramos de raiva e temos vontade de nunca mais ler nada desse autor, tudo porque ele não atingiu nossas expectativas. É ou não é frustrante?

    Diante disso, separamos uma lista de 8 livros que foram decepcionantes. Será que você concorda? Deixe sua opinião nos comentários.

    AVISO: Os comentários podem conter spoilers, então se você ainda não leu os livros e deseja ler, peço gentilmente que pule este post. 

    8 - Antes que eu vá - Lauren Oliver (Escolhido por: Bruna Britti)


    Sim, sim, a capa com certeza fala. E desde que anunciaram essa capa linda, eu fiquei doidinha pra ler esse livro. Esperei o lançamento, o correio, o tempo pra ler, e, quando finalmente consegui, eis que: ME DECEPCIONEI. Já falei o quanto odeio personagens fúteis? Argh! Junte isso com uma leitura repetitiva, sempre as mesmas coisas acontecendo, as mesmas lembranças... bom, não aguentei. Uma das piores leituras do ano. 



    7 - O grande Gatsby - F. Scott Fitzgerald (Escolhido por: Carol Estrella

    Esperava muito mais de "O Grande Gatsby". Poxa, ele é um clássico, deveria marcar o leitor, mas eu li com muito esforço e quando achei que teria um romance decente a história acabou. Como o livro é narrado pela visão de um amigo de fora, achei que faltaram detalhes importantes que certamente deixariam o livro muito melhor. Acredito que a visão de fora foi o que o tornou o clássico, mas para mim não funcionou e o livro parece mais um museu. 






    6 - Para Sempre - Alyson Noel (Escolhido por: Bruna Britti)

    Oh, vá, eu não posso dizer exatamente que odiei o livro. Foi um livro gostosinho até, mas me irritou os 200 milhões de clichês a La Bella Swan encontrado logo nas dez primeiras páginas. Odiei isso, e odiei perceber que a série até poderia ter se tornado boa, mas foi para o ralo...








    5 -  Beijada por um anjo - Elizabeth Chandler (Escolhido por: Laís Pâmela)



    Foi um dos piores livros que já li na vida. A edição, o livro, os personagens, tudo é péssimo. A Novo Conceito é uma ótima editora claro, mas nesse livro seu trabalho foi lamentável (no minimo). Em um momento estamos no presente e sem nenhuma preparação, separação de paragráfo, NADA, estamos no passado. Além disso há  uma confusão de pensamentos, de falas enfim que faz você se perder muito na leitura. Sem contar que a história é muito clichê: garoto popular que se apaixona pela "nerd", por favor né? Poderia listar infinitos pontos negativos, mas não dá. 




    4 - Ídolo Teen - Meg Cabot (Escolhido por: Carol Estrella)


    Ídolo TeenÍdolo Teen não é o pior livro que já li, mas como sou apaixonada pela autora me senti enganada. O livro não parece ter sido escrito pela Meg Cabot, pois o ritmo da história é diferente e os personagens são muito chatos. Não gostei do enredo e da personagem principal. 





    3 - Marcada - P.C. Cast e Kristin Cast. (Escolhido por: Babi Gabi)



    Decepcionante é a única palavra que consigo encontrar para definir esse livro. A narrativa é arrastada e em muitos momentos tive vontade de abandonar a leitura. Já chegando ao final do livro, a história dá uma melhorada significativa, mas não o suficiente para deixar para trás aquela impressão horrível. Uma mistura mal feita de Crepúsculo com Harry Potter e uma pitada de Jovens Bruxas (filme). 

    2 - Diário de um anjo - Mandy Porto (Escolhido por: Babi Gabi)



    O mote não é ruim mas a escrita imatura e os estrangerismos acabaram com a proposta da Mandy Porto. Os nomes dos personagens foram mal escolhidos e acho que faltou um bom editor para fazer cortes e considerações no texto da autora. Algumas frases são mal estruturadas e beiram o coloquialismo. Uma pena. 





    1 - Fallen - Lauren Kate (Escolhido por: Laís Pâmela)


    Não dá pra negar que esse livro possui uma das capas mais lindas, porém não podemos dizer o mesmo sobre a história. Eu comecei a ler com tanta paixão que pensei que ia favoritar ele, mas aí BLAF. a personagem principal Luce é burra, cega e idiota! Lauren escreve 400 páginas de pura enrolação, porque a história de verdade só começa a ser contada faltando 100 páginas e quando você acaba de ler se pergunta: "Como assim, cadê o resto?" Ficou muito solto o final, não entendi nada. E o casal principal: Luce e Daniel? Não há nem o que comentar. Esse livro merecia o primeiro lugar, sem sombra de dúvidas.









    Observação: Um mega obrigada pra Bruna Britti (Supreme Romance) que topou na hora participar da brincadeira.