• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Abandono - Meg Cabot - Galera Record



    E a Diva voltou! Se pudesse transformar a minha felicidade ao ler este livro em grito de guerra seria esse. Meg Cabot se reinventou e escreveu uma história muito boa, sem personagens chatas, sem mimimi do grande amor e com várias pontas suculentas para desvendarmos ao longo da série. Também com um enredo desses só poderia sair um livro maravilhoso!


    Sinopse:Pierce tem dezessete anos de idade e sabe o que acontece quando morremos. É assim que ela conheceu John Hayden, o misterioso estranho que fez ela voltar a vida normal — ao menos a vida que Pierce conhecia antes do acidente — quase inacreditável. Embora ela pense que escapou dele — começando em uma nova escola em um novo lugar — confirma-se que ela estava errada. Ele a encontra. O que John quer dela? Pierce acha que sabe… também acha que ele não é um anjo da guarda, e seu mundo sombrio não é exatamente o céu. Mas ela não consegue ficar longe dele, especialmente porque ele está sempre lá quando ela menos espera, exatamente quando ela mais precisa. Mas se ela deixa cair qualquer coisa, ela pode se ver no lugar que ela mais teme. E quando Pierce descobre uma verdade chocante, sabe de onde John a salvou: o submundo.

    Meg nos presenteou com uma história baseada no mito grego de Hades e Perséfone. Para quem não sabe, Hades é o deus dos mortos e cuida do inferno e Perséfone é sua esposa. Falar sobre esse mito, que é pouco explorado em livros para adolescentes, já estava ótimo, mas a autora foi além e montou a história em cima de trechos de "A Divina Comédia" de Dante Alighieri. Pode parecer bobagem, mas a leitura ficou muito mais rica com os quotes que foram bem selecionados em cada capítulo.

    “Cabe a ti tomar outra estrada”Respondeu ele quando viu meu pranto“Se quiseres escapar deste lugar selvagem”Dante Alighieri, Inferno, Canto I. (PP. 55 do livro Abandono)

    Pierce Olivieira é uma garota muito rica e certinha, mas perde um pouco o rumo da vida quando sofre um grave acidente e fica morta por alguns minutos. É neste ponto que a história fica interessante, pois ela vai para o mundo dos mortos e reencontra um garoto muito poderoso que governa todo o local. Apesar de estar morta, algo acontece  e ela consegue fugir e voltar a vida. Só que não esperava que essa experiência fosse marcá-la para sempre.

    John Hayden é o vilão mocinho da história que vai arrancar muitos suspiros das leitoras, porque ele é sexy e tem todo um ar de malvado e mistério por trás de suas roupas pretas. Achei o temperamento explosivo dele bem estimulante para a história. Já estava cansada daqueles mocinhos fofinhos e grudentos. Até porque um deus da morte fofinho não ia combinar, não é? rs

    Pierce conta a história no presente, mas coloca uns flashbacks para costurar um pouco a leitura e esconder fatos que aconteceram depois de sua “quase” morte e fatos que estão acontecendo. Eu gostei muito desse recurso e achei que deu uma renovada no estilo da Meg de escrever, fora que se encaixou muito bem neste livro. Parece que o leitor tinha que desvendar um mistério a cada página.

    A capa do livro ficou muito bonita e a diagramação acompanhou o clima da história. Parece que foi feito para o leitor olhar e se apaixonar. Eu só achei o título esquisito, eu sei o que a autora quis dizer, até porque ela fez uma nota explicando no final, mas achei que ficou fraco para o poder da obra. O livro é muito bom e deveria ter um título mais impactante.

    A leitura, como todos os livros da Meg, é acelerada e com tom de mistério. Você passa um tempo pensando nos quotes de Dante e tentando relacionar com o livro, até que eu me cansei de fazer isso e resolvi ler A Divina Comédia. Estou sofrendo para entender tudo, mas está sendo uma leitura maravilhosa. É tão bom buscar um livro por conta de outro. Acho isso muito rico e aconselho a todos a fazer.

    Recomendo a leitura um milhão de vezes e estou mais do que ansiosa esperando pela continuação. Submundo deve ser lançado ainda este ano. Assim espero!

    Beijinhos,