• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Tudo em família: Cullens (contém spoiler de Crepúsculo)



    Muito bem pessoas, como eu ainda estou naquele clima de Dia dos Namorados (e como choveu muito na minha cidade) eu me inspirei para falar de uma família que é composta basicamente por casais (e que vive na cidade mais chuvosa de todas): os Cullens.



    Carlisle Cullen foi o primeiro integrante da família. Nascido em 1640, aproximadamente, ele viveu em uma época de perseguição religiosa e seu pai liderava a caça às bruxas, lobisomens e vampiros. Apesar de Carlisle não partilhar do mesmo entusiasmo que o pai ele conseguiu achar um esconderijo de vampiros que viviam no esgoto de Londres, mas ao persegui-los acabou sendo mordido e deixado ensanguentado na rua. Sabendo como seu pai reagiria, ele se escondeu em um deposito de batatas podres pelo resto da transformação. Quando enfim acordou para a nova vida (ele tinha 23 anos ao ser transformado), tentou se matar inúmeras vezes até perceber que não precisava matar humanos para viver e que poderia se alimentar de animais, e assim ele desenvolveu uma ‘imunidade’ ao sangue humano e se tornou um médico, lindo perfeito e maravilhoso de 1,84 (suspiros). Segundo o livro cada vampiro tem uma ‘habilidade especial’, uma característica que se intensificou na transformação, no caso do Carlisle foi a compaixão.

    Esme Anne Platt Evenson Cullen (imagine o desespero pra aprender a escrever esse nome) foi a segunda integrante da família e nasceu em 1895, em Columbus, Ohio. Quando tinha 16 anos caiu de uma árvore, quebrou uma perna e ao ir ao hospital acabou sendo atendida por Carlisle (aquele era o último mês do bom doutor na cidade). Esme nunca quis se casar, mas por pressão do pais aceitou o pedido de Charles Evenson, e logo descobriu que tinha sido uma péssima ideia. Charles a agredia sempre que podia, mas ela ficou quieta como uma boa esposa, mas quando descobriu que estava grávida ela fugiu para Ashland para proteger a criança. Em 1921, quando seu filho morreu de infecção pulmonar, ela decidiu que não tinha mais nada para que viver e se atirou de um penhasco, foi então que Carlisle, que estava trabalhando em um pequeno hospital na cidade a encontrou, reconheceu, e não querendo que ela morresse a salvou. Apesar da década que se passou (ela foi transformada com 26 anos) ela não havia se esquecido de Carlisle e não se importou em virar vampirar se fosse ficar com ele. Sua ‘habilidade’ é a de amar apaixonadamente (eu preferiria poder voar, just saying).

    Edward Anthony Masen Cullen foi o primeiro filho adotivo do casal e nasceu em 1901 em Chicago, Ilionois. Com 17 anos (e 1,84 de altura) ele pegou a gripe espanhola, que já havia matado seus pais, mas foi salvo por Carlisle ao ser transformado em vampiro. A mãe de Edward parecia saber o que Carlisle era e o que ele podia fazer e pediu que salvasse seu filho. Depois da transformação Edward se passou por filho de Carlisle ou irmão mais novo de Esme até a família chegar ao tamanho atual. Ele foi para a faculdade de medicina duas vezes mas nunca foi médico. Em 1927 ele se rebelou e começou a beber sangue humano, acreditando que matar um assassino era fazer um favor à sociedade, e quatro anos depois voltou arrependido para a família. Sua habilidade é ler mentes.

    Rosalie Lillian Hale nasceu em 1915 em Rochester, Nova York, e por pertencer a uma família de classe média sempre foi muito mimada. Com 18 anos, ela ficou noiva de Royce King II, o rico herdeiro do banco onde seu pai trabalhava, mas tinha inveja de sua amiga Vera, que era mais pobre que ela, por ser mais feliz que ela. Uma noite ao voltar de uma visita à amiga ela encontrou com Royce e seus amigos bêbados e acabou sendo estuprada pelo grupo e deixada na rua para morrer. Carlisle sentiu o cheiro de sangue e quando a encontrou decidiu salvá-la a fim de que ela formasse um par com Edward, o que não aconteceu. Depois da transformação ela caçou os homens que a estupraram e os matou, deixando Royce por último para que ele soubesse o que o aguardava (ela o matou usando um vestido de noiva, bem teatral), mas tomou providencias para não beber o sangue de nenhum. Ela nunca provou o sangue humano e, depois de Carlisle, tem o histórico mais ‘limpo’ dos Cullen. Ela nunca se conformou com o fato de ter virado vampira e não poder ter filhos, mas ao encontrar Emmet ensanguentado em uma floresta e salvá-lo ela passou a apreciar mais a vida de vampira e se casou com ele. Várias vezes. Seu ‘habilidade’ é tenacidade, ou seja, teimosia.




    Emmett McCarty Cullen nasceu em 1915 no Tennessee. Em 1935, aos 20 anos (1,92 de altura,  quero pra mim) ao caçar nas montanhas ele foi atacado por um urso e quase morreu, mas foi resgatado por Rosalie que o levou para ser salvo por Carlisle. Ele não teve problema algum em ter virado vampiro e bebeu sangue humano diversas vezes por não conseguir se controlar. Ele se casou com Rosalie diversas vezes para deixa-la feliz (ela gosta de atenção, se você ainda não percebeu) e as vezes eles moravam longe dos outros como um casal recém casado. Sua habilidade é a força.




    Mary Alice Brandon Cullen nasceu em 1901 em Biloxi, Mississippi e foi confinada em um asilo para loucos por causa de suas visões e virou a favorita de um vampiro que trabalhava lá. James, um vampiro rastreador, começou a caça-la apenas por diversão e para salvá-la o funcionário do asilo a transformou em vampira, mas ela acabou perdendo suas memórias no processo e ele foi morto em seu lugar. Quando ela foi transformada (19 anos) ela tinha o cabelo curto e irregular porque ele foi raspado quando ela chegou ao asilo. Ela passou a viver sem qualquer lembrança mas teve visões sobre Jasper e os Cullen. Os dois se encontraram em 1948, e depois disso seguiram a procura dos Cullens guiados por suas visões. Alice e Jasper se casaram (apenas uma vez) e sua habilidade ver o futuro.


    Jasper Whitlock Hale nasceu em 1843 no Texas e serviu como Major para o exército na guerra civil. Em 1863 (20 anos, 1,86 de altura) ele foi transformado por uma vampira chamada Maria e viveu em uma família brutal que se alimentava de humanos. Querendo uma vida melhor ele começou a viajar e encontrou Alice em 1848 e os Cullen em 1950. Ele não consegue se adequar ao estilo de vida dos Cullen nem gosta de ir à escola pois é mais tentado a perder o controle, mas tenta por Alice. Apesar de tratar os membros da família com respeito ele não é tão apegado a eles quanto é a Alice, e por sua semelhança com Rosalie os dois passaram a usar o mesmo sobrenome sob o pretexto de serem gêmeos. Sua habilidade é sentir e manipular emoções.




    Bom, é isso pessoal. Eu não coloquei a Bella ou a Reneesme porque eu queria me ater à família original. Espero que tenham gostado e visitem o Terapia do Livro


    Bia Albuquerque