• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Métrica - Collen Hoover - Galera Record






    Sinopse:

    Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso- o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.

     
    Assim que li a sinopse fiquei morta de curiosidade para ler a história que mistura poesia e narrativa. Encarei o livro durante dias na minha pilha e esperei o momento certo para ler, só que não me emocionei como achei que fosse me emocionar. A leitura é rápida, a história é triste e leve, mas a narrativa, no geral, me pareceu um pouco forçada demais. Os personagens principais são fofos, mas não arrancaram meu coração. Gostei mais da melhor amiga e do irmãozinho, do que do casal.


    Eu estava esperando uma história poética, bem desenvolvida e cativante, mas encontrei algo diferente. O livro é muito bom, a mensagem da autora também, só que faltou organizar melhor as palavras e a “métrica” das poesias. Elas não me cativaram, apesar de ter adorado a ideia do grupo de Slam nas Boates. Para quem não sabe, Slam é um evento em que várias pessoas se reúnem para recitar poemas em voz alta para uma plateia e para jurados. Aqui no Rio de Janeiro existem vários grupos de Slam, só que chamamos de Corujão da Poesia. Já fui algumas vezes e achei bem interessante, vale a pena conferir.

    As poesias são emocionantes, mas faltou um pouco de metáfora e sentimento. Sei que muitos vão me matar, mas me pareceram mais textos de desabafos do que poemas. Tirando a poesia do Gavin que amei e a da Layken. Mesmo assim a história é muito bonita e tem vários pontos de cortar o coração. Quando você pensa que as tragédias acabaram, elas recomeçam e te fazem pular de ansiedade.

    Eu me surpreendi muito com a narrativa, quando achei que seria uma história simples de amor proibido, o livro tomou outro rumo e os sentimentos dos personagens mudaram. Eu não teria a coragem que a Lake teve para encarar as coisas e achei muito interessante as fases do luto: Negação, raiva, aceitação. Acho que está faltando uma, mas não me lembro. rs

    Layken cresceu muito ao longo da história e isso me tocou bastante. Gostei da forma como a autora tratou a morte de parentes queridos e como lidou com o sofrimento da separação de um grande amor. O irmão menor parece o mais maduro da história e me cativou muito. Kel é muito inteligente e soube lidar muito bem com as mortes do livro.

    A capa do livro me intrigou bastante. Estou até agora tentando desvendar o mistério dessa chave. No livro não fala nada, pensei que talvez fosse a chave do coração de Lake ou de Will, mas não sei. Se alguém souber, por favor, comente.

    O livro tem momentos muito bons e foi isso que me fez ler em apenas dois dias. Eu gostei da história, mas criei expectativas demais e fiquei comparando com o livro Entre o Agora e o Nunca que foi outro New Adult que li e me apaixonei.

    Métrica tem continuação e deve ser lançado no ano que vem, mas a autora fechou tão bem a história que não sei o que esperar do outro livro.  Vamos ver. Já li em alguns blogs que o 3º livro da série é a versão de Will sobre o primeiro livro. Já quero muito! Will é muito lindo e um dos personagens masculinos que mais gostei.
    Recomendo a leitura e faço um apelo para os leitores do blog me indicarem New Adults com menos tragédia rsrsrs
     
    Beijinhos,