Oba! Saiu o resultado :)


Parabéns a todos que participaram, a promoção foi muito boa!

A grande vencedora foi: Paula Carvalho! Parabéns!

Entre em contato com o blog pelo email romanceseleituras_promo@yahoo.com e nos mande seus dados em até 3 dias!

Beijos,

Carol*





........................................................................................................
Olá,

O blog Romances e leituras montou uma promoção maravilhosa para começarmos o ano com o pé direito! Em parceria com a editora Novo Conceito, nós vamos sortear 1 kit do livro Romeu Imortal. O kit vem com um cd de música e a caxinha super fofa, além do livro.





 Então, quem vai querer? Participe!

Vamos às regrinhas?
1. Seguir publicamente o blog;
2. Ter um endereço de entrega no Brasil;
3. Preencher o formulário Rafflecopter.

a Rafflecopter giveaway


Observações. 
O sorteio será realizado no fim de semana seguinte ao término na promoção;
Perfis exclusivos para divulgação no twitter serão desconsiderados;
O ganhador terá um prazo de 03 dias para entrar em contato com a equipe do blog, enviando os dados para postagem, caso contrário , outro sorteio será realizado;
O prazo de postagem é de até 20 dias, podendo a mesma ocorrer antes.

O Romances e Leituras não envia e-mail ao ganhador, portanto, fique atento ao resultado.
Esse post será atualizado com o devido resultado e o banner correspondente mantido na barra lateral por 1 semana para facilitar a verificação.


Boa sorte!

Beijinhos,






Autora:Gillian Summers
Gênero:Jovem Adulto
Coleção:O povo das árvores
Páginas:280
Editora:Bertrand Brasil

A minha história com este livro é longa e bem interessante. Sou apaixonada por natureza, árvores, florestas e também por seres sobrenaturais, tais como as fadas e os elfos. Quando li uma resenha no blog da Fernanda (Viagem literária) fiquei louca para ler, porque o livro mistura, natureza, fadas e de quebra tem o cenário medieval nos tempos modernos. A autora juntou todos os elementos que eu mais gosto em um livro e criou sua história.

Sinopse:Com a morte da mãe, Keelie Heartwood, uma jovem de apenas quinze anos, é forçada a deixar sua adorada Califórnia para viver com o pai nômade no Festival da Renascença de Montanha Alta, no Colorado. Lá, coisas estranhas começam a acontecer — estranhas, mas familiares. Keelie percebe que algumas pessoas do festival têm orelhas pontudas, incluindo o cavaleiro mais bonito do lugar, Lorde Sean do Bosque. Quando ela começa a ver seres estranhos e a se comunicar com árvores, descobre que existe um segredo a seu respeito e percebe que seu pai lhe deve explicações. A filha do pastor das árvores é um romance mágico e instigante que prende o leitor do começo ao fim. Após a leitura, viver na floresta em meio a um Festival da Renascença será uma ideia muito atraente. Um livro a ser devorado, independentemente da idade.

A capa é lindíssima e a diagramação também não fica para trás, porém o enredo apesar de ser brilhante, foi desenvolvido demais nesse primeiro livro. Até agora não sei como a autora teve uma ideia fantástica e praticamente a detonou. O inicio é bem legal e empolgante, porque a autora vai contando um pouco da vida em uma feira renascentista e dá dicas de que Keelie é uma garota especial, só que chega um ponto que o leitor quer mais ação, mais romance, ou então um gancho sobre o que esperar no próximo livro. Só que isso não acontece.

O romance praticamente não existe e o que mais me incomodou é que a personagem principal tem 15 anos, é adolescente e eu sei que esse público ama um casal, só que o casal que se formou era uma promessa que só aconteceu no final do livro de supetão. Quando eu vi, puff! Fiquei um pouco angustiada, pois queria ver o mocinho salvando a mocinha, ou pelo menos a desafiando.

Outra coisa que me  não me agradou muito foi o excesso de acontecimentos que poderiam ter sido cortados ou narrados de uma forma mais empolgante. A história é muito boa, os detalhes nos fazem lembrar dos filmes de princesas medievais, mas o ritmo do livro é tão lendo que cansa.Fora os capítulos que são muito grandes, com quase 20 páginas cada um. Eu sei que é normal em livros, mas isso está mudando e a garotada está preferindo ler livros com capítulos curtos e mais ação. Até acho que se tivesse mais aventuras e romances os capítulos enormes não cansariam tanto, mas a autora combinou duas estruturas monótonas.

Tirando esses detalhes básicos, eu gostei muito da Keelie, do enredo e dos personagens do livro. Só que tem alguns, tais como Sean, Ellianard, Tarl, Scott, que eu ainda não sei o que estão fazendo no livro, espero descobrir na continuação. Aliás, espero tudo de bom no próximo livro, No coração da floresta, que foi lançado este mês. Quero ver lutas, magias, explicações, drama, romances verdadeiros e até morte. A ideia é brilhante e muito gostosa de imaginar, então livro, eu exijo mais aventura em No coração da floresta, senão, você vai se ver comigo! rsrsr

Recomendo a leitura, apesar de cansativa é muito bonita e vale a pena. O cenário e a ideia são sensacionais.

Beijinhos,


Olá,

Estamos comemorando 200 anos do livro Orgulho e Preconceito. Como somos apaixonadas por esse livro, elaboramos uma semana recheada de informações e curiosidades.

Hoje, vamos mostrar algumas das milhares de capas deste livro. Tem capas lindas, clássicas, charmosas, mas também tem umas que são bem esquisitas.

Só para animar mais a galera do blog. Sexta-feira vou colocar uma promoção do livro Orgulho e Preconceito da editora Companhia das letras para fechar a semana com chave de ouro!

Essa capa é linda e pode ser de vocês! É só participar do sorteio :)

Gente, a edição nova da editora é linda e vem com críticas e informações extras. Aí, eu tenho e amo muito! Tenho certeza que vocês vão adorar!
Vamos as capas!


Esta merece todo o nosso respeito. A primeira página da primeira edição! Linda!


Esta são flores! Não gostei muito, mas também não desgostei. Achei sem sal para  a grandeza da história.

Esta é fofinha também e bem bonita. Parece uma obra de arte!

Esta é bonita, mas acho que não compraria pela capa. As mulheres parecem gêmeas rsrs


Esta é a capa do exemplar que li. Faz parte da coleção Abril e é linda!

Oiw, achei essa tão meiga e simples! Gostei da cominação de cores e da fotografia. Muito bonita!

Esta foi a capa mais bizarra que encontrei. Parece ser de alguma revista. Não entendi muito bem, mas é engraçada

Esta é antiga,heim!


Outra bem antiga e diferente. Sem nenhuma figura!



Espero que tenham gostado. E, aí? Qual é a sua favorita? Conhece uma capa diferente? Posta nos comentários o link!


Beijinhos,


Olá,

Hoje eu trago um projeto muito legal que vi no blog da NanieDias, que por sua vez, viu no blog Uma conversa sobre livros e assim por diante. O projeto se chama "52 Weeks de Fotografia: um livro, uma fotografia por semana” e a criadora do projeto é a blogueira Melina do  A series of serendipity . O blog dela é lindo e muito interessante.

 Bom, a ideia do projeto é tirar fotos dos livros ou de algo que tenha a ver com eles durante 52 semanas, ou seja, um ano. Como estou um pouco atrasada vou postar três fotos dos últimos 3 livros que li, mas ficará faltando 1 que, atualizarei assim que achá-lo rsrsrs

Eu pretendo tirar fotos inusitadas e fazer efeitos bizarros e fofos. Quero fotos diferentes e marcantes! Experimentem fazer o projeto, pois parece ser muito legal e divertido. Eu já estou imaginando as próximas fotos e criando situações...

Week #01 Amigas Imperfeitas - Leila Rego


É só dar o poder a blogueira que ela abusa! Vejam como ficou minha patinha! Não resisti usei tudo para desenhar nela. Pelo menos ficou diferente, né?!

Week #02 Uma garrafa no mar de Gaza- Valerie Zenatti

Transformei um livro crítico em um livro fofo! O que é verdade, Uma garrafa no mar de Gaza trata de um assunto tenso, mas ao mesmo tempo é doce e meigo.



Week #04 - A filha do pastor das árvores - Gilian Summers
Ainda estou lendo esse livro. Reparem na Sininho escondida na lateral da foto, ela representa o mundo das fadas que eu estou esperando aparecer no livro até agora rs

Bom, este foi o meu mês! Assim que achar o livro da minha 3ª semana eu atualizo este post! Espero que tenham gostado e se fizerem o projeto postem o link das fotos aqui. Quero ver todas :)

Parabéns, a Mel, criadora do projeto! Amei tanto que estou tirando foto de todos os livros ahuaua

Beijinhos,

Carolina Estrella






Olá,

Hoje faz 200 anos que Orgulho e Preconceito foi lançado na Inglaterra e o blog Romances e leituras não poderia ficar de fora. Durante a semana vamos postar fatos curiosos do livro, quotes inesquecíveis, fotos do casal mais fofo e dicas de outros livros, filmes e séries baseados nesse sucesso internacional.



Para começar trago para vocês uma imagem muito interessante que encontrei na Wikipédia.


A figura mostra as interelações de todos os personagens do livro e com ela podemos observar com mais clareza os personagens, porque quando lemos, muitas vezes, passamos batidos nas relações ou só lembramos mesmo quem casou com quem ou quem é pai de quem.

Os principais são Elizabeth Bennet e Mr Darcy e a partir deles uma rede de pessoas é traçada e elas são conectadas. Ninguém está livre de ninguém rsrs

Li uma história muito curiosa sobre o livro. Jane Austen teria escrito “Orgulho e preconceito" em 1796 com o título de “Primeiras impressões”, mas por conta de preconceitos e vários outros fatores, ela só veio a publicar em 1813 em três volumes, ou seja, até ela teve dificuldades para a publicação.

Para terminar que tal um quote poético do livro?

Lizzie: "Eu me pergunto quem descobriu o poder da poesia para espantar o amor."Darcy: "Achei que fosse o alimento do amor"Lizzie: "Do amor belo e vigoroso. Mas se é apenas uma vaga inclinação, um pobre soneto o liquidará."Darcy: "Então o que recomenda para despertar a afeição?"Lizzie: "Dançar. Mesmo que o par seja apenas tolerável."

Lindo, Lindo!

Beijinhos,


Desejo muitos Mr, Darcy em suas vidas :)


Oi, pessoal... Tudo bem?
Faz muito tempo que eu assisti e li o livro, como eu resolvi por na minha lista de férias de: ''livros que eu queria assistir novamente'' rsrs... Eis ''O menino do pijama listrado'' Recomendo muito, uma linda história de amizade, amo amo amo ♥

O menino do pijama listrado
Sinopse: Alemanha, Segunda Guerra Mundial. O menino Bruno (Asa Butterfield), de 8 anos, é filho de um oficial nazista (David Tewlis) que assume um cargo importante em um campo de concentração. Sem saber realmente o que seu pai faz, ele deixa Berlim e se muda com ele e a mãe (Vera Farmiga) para uma área isolada, onde não há muito o que fazer para uma criança com a idade dele. Os problemas começam quando ele decide explorar o local e acaba conhecendo Shmuel (Jack Scanlon), um garoto de idade parecida, que vive usando um pijama listrado e está sempre do outro lado de uma cerca eletrificada. A amizade cresce entre os dois e Bruno passa, cada vez mais, a visitá-lo, tornando essa relação mais perigosa do que eles imaginam.
Esse filme/livro mostra o VERDADEIRO valor da amizade, e as barrerias que ela pode ultrapassar... Vale a pena conferir o filme completo, e ler o livro.

FILME COMPLETO


CAPA DO LIVRO


Beijos,



Carol Trujillo

@Cah_Trujillo



Olá,

O Abra e descubra de hoje é premiado! Todo mundo que comentar vai concorrer a um kit de marcadores, bottons do Lemony Snicket e uma pulseirinha cor de rosa da série Garota <3 Garota! Aproveite!

O livro escolhido foi o “Esposa 22” da Melanie Gideon. Selecionei este livro porque achei a capa diferente e fiquei curiosa para ler um chick lit publicado pela editora intrínseca que não tem o costume de publicar livros deste gênero.

Sinopse:Melanie GideonAlice e William Buckle se casaram apaixonados. Mas, dois filhos e quase vinte anos depois, Alice está entediada. Por isso, quando recebe um convite por e-mail para participar de uma pesquisa on-line sobre casamentos, ela aceita num impulso. Respondendo às perguntas enviadas por um pesquisador anônimo e carismático (Pesquisador 101), Alice (Esposa 22) tem a oportunidade de reexaminar a história do próprio relacionamento.

Só de dar uma folheada, vi que o livro tem trechos narrados em email, pesquisas da internet, Google. Bom, parece bem moderno. Já gostei! Só pela diagramação fiquei com vontade de passar na frente rsrs Vamos ao trechinho!

“Uma vida de surpresas: Uma vida sem surpresas. A atendente do 7-Eleven lambendo o dedo para separar o maço de sacolas plásticas e depois tocando as minhas batatas chips ao vinagre e sal com o dedo ainda molhado e depois enfiando as minhas batatas na sacola plástica lambida anteriormente, babando duplamente a minha compra” página 33

Ecaaaaaaaaaaaaaaaaa!  Que nojento! Bom, nojento mais engraçado. Gostei. Esse trecho faz parte de uma das respostas à pesquisa que ela vai respondendo no livro inteiro. Não sei direito o que é, mas já me interessei. E vocês? Abram e descubram quotes em livros esquecidos e comentem aqui. Quero dicas e livros baratos, heim! Nada de muito caro este mês rsrsrs

Beijinhos,

Queridos leitores,

Infelizmente, tive que cancelar por alguns dias o endereço www.romanceseleituras.com, MAS, o blog continua o mesmo! As promoções continuam no ar e em breve mais resenhas e entrevista para vocês!

Fiquem ligados na coluna de verão da Carol Trujillo e nos Movie Days da querida Laís Pamela!



Beijinhos,




Sem sombra de dúvidas Uma garrafa no mar de Gaza é um livro diferente e extremamente crítico. As cartas trocadas pelos dois personagens principais nos mostram a realidade da vida em Israel e na Faixa de casa. Apesar de terem sido escritas em meados de 2003 ainda são  super atuais, por conta da rivalidade entre judeus e palestinos que parece não ter fim.

 Sinopse: Um homem-bomba se explodiu dentro de um café em Jerusalém. Seis corpos foram encontrados. Uma garota, que se casaria naquele dia, morreu junto com o pai "algumas horas antes de vestir seu lindo vestido branco". E Tal não consegue parar de pensar em tudo isso. Tal é uma israelense que, como toda garota de dezessete anos, vive suas primeiras experiências - o primeiro grande amor, as primeiras escolhas profissionais e também o primeiro atentado. Depois de vivenciar esse momento trágico, ela escreve uma carta a um palestino imaginário, coloca em uma garrafa e pede ao irmão, que presta o serviço militar perto de Gaza, para lançá-la ao mar. Algumas semanas depois, recebe a resposta de um certo "Gazaman"...

O livro é pequeno, mas o conteúdo das cartas trocadas por Tal e o *menino misterioso* de Gaza é muito grande. As tristezas, as frustrações, as lutas, o pavor de ver seu povo sofrendo e as explosões de homens bombas são bem reais e significativos. O livro não é pesado, nem muito triste. Ele é esclarecedor e muito interessante, muitas vezes, chega a ser leve e romântico.

 É bom olhar para um conflito tão presente na nossa sociedade através de outras visões. O melhor, o livro mostra a visão de dois adolescentes que vivem em lados opostos. Por isso, a leitura não fica maçante em nenhum momento, pelo contrário é até bonito de ver a amizade e o amor surgindo diante da mesma tristeza. Tal  Levine e o menino misterioso aprendem durante o livro que todos sofrem com a guerra entre Israel e Gaza, porque quando você fica isolado em uma cidade é bem mais fácil culpar o outro pelas mortes e pelas desgraças.

Trecho importante do livro da página 46: 

“ {..} Essa é a primeira opção, a mais corretamente aceita, que você vê na tevê, em que você com certeza acredita, que faz todos os garotos da Palestina parecem irmãos, substituíveis. Um deles morreu? Não faz mal, encontraremos trezentos mil dublês, trezentos mil figurantes que nada mais querem além de representar aquele papel. {...} Não existe mais o singular, eu, tu, ele, ela, só um plural : os palestinos. Os pobres palestinos. Ou malvados palestinos, talvez. Mas sempre um plural. Para os que nos amam sem nos conhecer, nunca somos um + um +um +um, mas quatro milhões. Carregamos nosso povo nas costas, isso, pesa, pesa, pesa, esmaga, dá vontade de fechar os olhos”

Destaquei esse trechinho do livro porque ele é muito significativo para mim. A ideia central é muito forte e dolorosa, pois pensar que existe alguém em pleno século XXI vivendo preso numa guerra por territórios, por poder, por dinheiro. Enfim, tem muita coisa por trás disso, por isso vou focar no livro. A metáfora da última linha é bem impactante. Você ser responsável por tudo e fazer parte de um povo sem ter sua individualidade é muito ruim, ainda mais quando se é jovem.

Quero deixar claro, que a escolha do trecho do garoto de Gaza não foi intencional, o mesmo ocorre em Israel, apesar da condição de vida deles ser um pouco melhor, assim como retrata o livro.Tal Levine, pode circular pelas ruas  com mais liberdade. Já o garoto, não. Em Gaza o regime me pareceu ser mais rígido, até mesmo pelos costumes muçulmanos.

A capa não é a coisa mais atraente do mundo, mas não olhem para a capa! ahuahua Prestem atenção no conteúdo!

Adorei o livro. Recomendo e confesso que fiquei com vontade de ler mais. O final terminou muito de supetão. Levei um susto quando as páginas acabaram, queria mais!
Uma garrafa no mar de gaza também é um filme. Quem quiser conferir o trailer é só clicar AQUI. Só não tem legenda :/ 

Para quem gostou tem o primeiro capítulo do livro AQUI. 

Beijinhos,




Um suspense curioso e intrigante. Reviravolta é um pouco diferente dos outros livros de assassinatos x vítima que eu estava acostumada a ler, porque o foco principal é o julgamento de um homem que já está preso há 24 anos e conseguiu um novo julgamento por conta de falhas nas investigações do caso no passado.

Sinopse: Em Reviravolta, um crime brutal havia abalado a vida dos moradores de Hancock Park em 1986: Melissa Landy, 12 anos, foi estuprada e assassinada, seu corpo tendo sido abandonado em uma lixeira. Vinte e quatro anos depois, o caso volta a julgamento, sob o olhar atento da mídia e do público. Com o surgimento de novas evidências, o crime cometido há duas décadas pode ter um novo culpado com a reabertura do caso. O acusado original, Jason Jessup, tem agora em mãos uma prova de DNA que pode inocentá-lo, gerando uma reviravolta que acabou conquistando o apoio da opinião pública. Porém, Mickey Haller, conhecido pelas defesas vitoriosas, aceita agora uma nova missão: atuar pela primeira vez como promotor de justiça, provando a culpa de Jessup. Para ter sucesso em sua primeira incursão como promotor, Mickey Haller conta com a ajuda de nomes já conhecidos das tramas de Connelly: a agente do FBI Rachel Walling; a promotora Maggie McPherson, sua ex-mulher e mãe de sua filha; e, finalmente, Harry Bosch, seu meio-irmão. Haller precisa superar um advogado de defesa hábil na manipulação da mídia, um réu ardiloso e uma testemunha relutante em depor anos após o crime que abalou sua vida.

Para quem gosta de seriado policial, posso descrever esse livro sendo mais Law and Order do que CSI. Tanto que a história é narrada pelo promotor e o detetive mais famoso entre os personagens de Michael Connelly : Harry Bosch.  Por conta disso, o livro não fica só nas investigações, pelo contrário Mickey Haller descreve todo o processo da lei penal americana e mostra os dois lados da moeda, já que é advogado de defesa e acabou aceitando trabalhar como promotor independente pela primeira vez. Achei essa dinâmica muito interessante e foi por isso que passei o livro na frente de outros.

A leitura é rápida, mas por conta dos detalhes do processo, você lê com atenção e para um pouco para pensar e tentar imaginar o final. Eu pelo menos leio livros de suspenses já traçando um perfil psicológico do assassino e dos outros personagens. É divertido montar o quebra cabeça, só que neste livro fiquei um pouco perdida, visto que, o assassino já tinha sido preso e queria provar a inocência. Bom, eu pelo menos não acreditei em Jessup em nenhum momento, o autor até tentou plantar uma dúvida ou outra, mas é meio óbvio.

A capa é um pouco esquisita. O conceito de um tabuleiro de xadrez foi bem criado, mas irrita. Se bem que capa de suspense costuma ser feia e diferente mesmo, mas mesmo assim me chamou a atenção por ser laranja e azul. O contraste das cores fica berrando na sua cabeça até você pegar o livro e ler logo. Hahaha O título bem, o que posso falar do título? Existe uma reviravolta, mas é tão previsível, que não sei não, acho que causa mais impacto do que realmente é.

O livro é bom, a história é interessante e cativante.  Gostei da proposta do autor e quero muito ler outros livros dele. Recomendo a leitura para aqueles que gostam de um suspense mais calmo e inteligente. Aprendi muita coisa de estratégia no tribunal e na vida também. Michael Conelly é um ótimo escritor e fez um trabalho de pesquisa muito bom. É bom ver um livro bem trabalhado e bem feito.

O jogo de colocar a visão do promotor e do detetive foi bom, porque assim não ficou cansativo. Só senti falta de uma visão feminina, e claro de um romance! Como uma boa romântica, queria um casal para fechar bem a história, mas não aconteceu nada. O foco era o julgamento e assim foi até o final, tirando a parte de pesquisa e investigação que não foram muitas.

Beijinhos,


 

É... Relacionamento, é algo bem difícil de se falar e muitas vezes de se compreender.
Mas... Resolvi fazer um post sobre isso, por que é algo que eu adoro conversar com as pessoas... Pois eu adoro dar conselhos amorosos, e adoro quando garotos e garotas me perguntam e tiram suas dúvidas comigo. Claro... Eu não sou nenhuma expert no assunto, mas eu acho que posso ajudar você com o seu relacionamento, ou suposto relacionamento! rsrs
  Eu fiquei com ele (me apaixonei)... E ele não me ligou no dia seguinte :[ 
O que fazer - >  Nada... Sinceramente essa é a minha opinião. Espere uns dias... Pelo menos uma semana, caso ele não ligue e não venha atrás, ai eu concordo que você vá conversar com ele, perguntar o sumiço... Mas não vá atrás achando que já esta namorando, porque muitos garotos ficam e depois mal lembram de você. E se esse for o caso... Queridinhaaaaaaaaaaa... Dê meia volta e vá ser feliz, você com certeza não precisa dessa ameba na sua vida :]
Mas...Carol... Eu gosto dele :[
O que fazer ->  Ai o negocio complica...
Bom... Você tem que pensar se REALMENTE... REALMENTE, vale a pena gostar dele... Pergunte para si mesma, o motivo pelo qual você esta apaixonada, e veja se não são motivos meio... Bobos! Veja se os motivos que você esteja apaixonada por ele não seja só atração! Bem diferente de amor e tudo mais... Seja sincera com você mesma, e assim conseguirá entrar em acordo com você e seus sentimentos.
 Ele(a) mora longe
Esse é bem complicado também... mas tem várias interpretações, vamos a primeira:
 Conheci ele(a) pela internet, e ele(a) mora em outro lugar
O que fazer ->  Com certeza vocês dois devem achar que o amor é impossível, mas mesmo assim um quer o outro, mesmo com o ''impossível'' tomando conta da situação, que eu não acho que seja... Pois se ambos se gostam pra valer, pq não acreditar que ambos possam se ver e isso virar algo concreto? Eu já vi vários casos de amor por internet, darem certo... Isso só mostra que pode SIM acontecer, e não só com os outros, com VOCÊ também... Basta ambos quererem :]
Um exemplo :)

 Namorado(a) pegajoso(a)

 Sabe aquela pessoa que fica no teu pé o dia inteiro? Liga a cada 5 minutos? Tenta te controlar e o pior... Controlar seus passos, e quem pode ou não falar com você? Sinceramente... Isso não é um namoro, é uma prisão, e se o seu namoro esta parecendo mais isso, então... Chegou a hora de resolver.
O que fazer ->  Tenta conversar com o seu namorado(a), exponha o que não esta fazendo bem pra você, que a situação já esta passando do limite. Que a confiança tem que ser a base do relacionamento. E tenta descobrir o pq dele(a) ser assim, fica mais fácil de identificar o problema e ambos solucionarem juntos.

 Namoro por interesse 

 Acho que esse é o pior de todos... E pra perceber as vezes é difícil, mas quando percebemos...
Se você perceber que a pessoa que você namora esteja com você, apenas por interesse, seja qual for, acho que isso tem que ser mais do que resolvido, pq é algo muito sério. E eu não ficaria com a pessoa mais... Eu terminaria o namoro. (minha opinião)
O que fazer -> Como eu citei ali em cima, não tem o que fazer... Essa pessoa não presta, só esta com você por interesse em algo que você tem, a partir do momento que você não tem mais... Essa pessoa vai embora sem nem pensar duas vezes, então... Descarte ela antes. Pq não será tão sofrido, se você ficar menos tempo com a pessoa, quanto menor o tempo, menos sofrido é.

 Sou apaixonada (o) pelo meu amigo

Você não para de pensar no seu amigo ou amiga... Todas as músicas fazem sentido, para vocês dois... Você começa a desenhar corações no vidro embaçado do carro... Ihh... 
O que fazer ->  Quando envolve amizade, complica bem mais... Pq você pode colocar as cartas na mesa e declarar seu amor por ele ou ela, e isso fazer com que ambos fiquem juntos, como também trazer o afastamento dele(a). Mas você não pode não deixar de fazer alguma coisa, pq no fundo você não sabe o que pode acontecer, é melhor você virar e falar ''Bom... Pelo menos eu tentei'' do que morrer com a dúvida... Se no final, pode dar certo! 

6° Disse que gostava dele(a) 

 Você não esta interessado(a) na pessoa, mas essa pessoa esta em você... Mas depois de um tempo, começa a surgir um interesse recíproco,e você resolve contar que agora também sente algo. As coisas podem ser simples, mas as pessoas resolvem complicar... Sendo assim, essa pessoa que estava/esta gostando de você, agora resolve te esnobar, e te ''tratar mal'' só pq na hora que ela queria, você não estava querendo ela, e como só agora você quer, acha justo te tratar mal, por ter ''feito'' ela sofrer por um tempo, quando você ainda não queria ela.

O que fazer ->  Isso é o tipo de coisa que me irrita muito, mas não vou externar essa raiva.

Começa que: VOCÊ CONSEGUIU FAZER COM QUE A PESSOA QUE VOCÊ ''GOSTA'' AGORA ESTEJA GOSTANDO DE VOCÊ, por mais que você tenha sofrido no tempo em que você tentou fazer com que isso acontecesse, AGORA ESTA ACONTECENDO! Para de frescura e vá ficar com a pessoa QUE VOCÊ TANTO QUIS FICAR UM DIA. (desculpa... Não conseguir deixar de mostrar minha indignação nesse caso rsrsrs) ... Voltando...
Tenta conversar com a pessoa, mostrando seu lado e também que é verdadeiro aquilo que você sente, pq as vezes a pessoa pode estar desconfiada desse seu sentimento, devido o tempo que ela ficou sofrendo por você. Mostre todo o amor que você sente pela pessoa e tudo mais. Agora se a pessoa mesmo assim não para de te esnobar, ela com certeza não gosta de você, só é mais um(a) que caiu a rede dela. Vá procurar alguém que realmente te aceita na hora que você quer, e que esteja REALMENTE querendo algo com uma certa maturidade.

Bom... Finalizando mais um post... Se houver dúvidas e se quiser que eu fale de outro tipo de relacionamento,  por favor deixar nos comentários.


Obs: O amor é cheio de barreiras, basta você e seu parceiro(a) quebrarem isso juntos, e ambos viverem felizes :]  



Boa sorte!




Quer bater um papo comigo?



“Então me diga, o que você faz quando percebe que todos os seus sonhos se realizaram?” (Violet Sanford) 
 

De cidade pequena, a encantadora Violet Sanford (Piper Perabo) decidi ir para Nova York realizar seu sonho de ser compositora musical. Chegando à cidade grande vê as dificuldades que uma metrópole pode oferecer. Sem amigos, sem dinheiro e longe de conseguir realizar seu sonho, Violet acaba arrumando um emprego em um bar muito peculiar. Coyote Ugly é uma casa noturna famosa, onde as coyotes (as garçonetes) dançam e sensualizam muito em cima do balcão. 



Violet, inocente menina da cidade pequena, custa a se acostumar com o ambiente, mas pelo seu sonho faz tudo que tiver ao seu alcance. Até, que como em todas as boas comédias românticas, aparece um mocinho para ajudá-la a realizar seu sonho de ser compositora. Kevin O'Donnell (Adam Garcia) é charmoso e acredita no talento de Violet, tentando ajuda-la a perceber que pode conseguir o que quer. 

Show Bar (Coyote Ugly, 2000) é aquela comédia romântica bem clichê, bem açucarada. Poderia falar de todos os defeitos que ela pode ter, mas não, porque eu amo esse tipo de filme, eu amo a possibilidade de no final a mocinha ficar com o mocinho, porque tem que ser assim. Se na vida real as coisas são mais complicadas, que pelo menos possamos nos iludir com os filmes mais melosos que existem né? Além disso, Show Bar tem aquele toque musical que eu adoro, recheado de boas músicas, para que eu possa ficar escutando depois e lembrar cada cena. 

Sabe aquele filme que não merece o Oscar nem nada do tipo, mas que toda vez que passa na televisão paramos para assistir? Show Bar é esse tipo de filme. Que se dane o clichê! Vou pegar a pipoca porque quero assistir esse filme pela milésima vez.

 


Um dos meus filmes prediletos, um clássico do cinema.
O casamento de Muriel, ou ‘’Mariel’’, quando você assistir entenderá o motivo rs.
Eu adoro filmes que falam de amizade, e esse é um exemplo.
Você pode ser um sucesso, sendo você mesmo, não precisa mudar para ter pessoas ao seu lado, conseguirá o que almeja, sendo você e indo atrás do que sonha.
Muriel não apenas sonhou, mas foi atrás de seus sonhos.
Entre nessa aventura com ela, eu entrei e adorei.
Gosta do quarteto ABBA? Então você tem que assistir esse filme.

Trailer



Galeria de fotos







Beijos,

Carol Trujillo

Quer bater um papo comigo?

Facebook


Twitter