• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Azar o seu - Carol Sabar - Editora Jangada



      Sinopse: Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido... E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo... O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia... Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga... Azar o seu! vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz.




    Com uma capa linda dessas é praticamente impossível encontrar uma leitura ruim! Que capa mais fofa, mais chique, mais rosa, mais tudo de bom! Estou apaixonada pelo livro. A história é fofa, interessante e se passa em Minas Gerais. Tudo de bom e mais um pouco, porém preciso confessar que gostei mais do primeiro livro da Carol Sabar, o Como quase namorei Robert Pattison. Acho que é por conta do gênero.  O outro era mais juvenil e este é mais adulto. Eu adoro Chick Lit, mas é questão de momento e de gosto mesmo.



    Azar o seu é muito engraçado.  Ri do início ao fim e gostei bastante do ambiente que a autora criou para os personagens.  Hoje em dia é tão difícil encontrar uma floricultura em uma cidade grande, então fiquei imaginando o local com nostalgia. Isso sem falar nas cenas maravilhosas e QUENTES que rolaram em Ibitipoca – meu lugar dos sonhos desde que passei uma noite lá na adolescência.  Fora que eu adoro Minas Gerais, então fiquei horas lembrando algumas cidades, imaginando a Fazenda Amarela e as brincadeiras de criança de Bia, Raíssa e Guga. Ai, ai, uma amizade linda que terminou por teimosia, birra e orgulho. #carolnostálgica 


    Aconteceu uma questão de conflitos de personalidade que ocorre entre leitor e personagem em alguns livros. Eu adorei a história, mas a Bia me irritou muito, ao contrário do Gustavo que conquistou meu coração logo e para mim, PARA MIM, cansou um pouco no final. Eu estava desesperada pelo momento fofo e ele não chegava. Eu fiquei angustiada, tensa, mas compreendi os motivos da Bia. Apesar de achar que ela enrolou muito para conseguir o que queria. Mas, é minha opinião e a autora precisava deixar a Bia bem teimosa para ela não ficar bem com o mocinho logo no começo.


    A narrativa é muito gostosa e quando você vai ver já leu quase o livro todo. A Carol Sabar escreve muito bem e sabe cativar os leitores com o bom humor dos personagens e as tiradas inteligentes.  Recomendo de olhos fechados e continuo dizendo que a Carol é uma das maiores revelações de autores no Brasil. Gosto muito da escrita dela e recomendo para todo mundo. 

    Beijinhos,