• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    De coração para coração - Lurlene McDaniel - Novo Conceito



    Sinopse: Da autora best-seller Lurlene McDaniel, De coração para coração fala de perdas, amor e renovação. Fala também da maneira como esses sentimentos tão complexos se entrelaçam, nos momentos mais difíceis, nas relações familiares e de amizade.
    Elowyn e Kassey são grandes amigas, que dividem tudo. Mas uma coisa Elowyn não contou para Kassey: ao tirar a carteira de motorista, ela marcou a opção "doadora de órgãos". Kassey descobre esse detalhe da vida da amiga da maneira mais trágica - quando o desejo de Elowyn está prestes a ser atendido. 
    Arabeth nunca teve a sorte de ter uma melhor amiga. Com o coração doente, ela leva uma vida protegida de tudo e de todos. Até que, aos 16 anos, recebe o telefonema que tanto esperava - mas inicialmente ela e sua mão não sabem a quem devem agradecer.
    Quando os mundos dessas três meninas e de suas famílias se cruzam, suas vidas se transformam de maneira nunca imaginada. Kassey, especialmente, encara os fatos como uma forma de manter viva a memória de sua querida amiga. Ela passa a compartilhar da nova vida de Arabeth, ao mesmo tempo em que ajuda a aliviar o sofrimento da família de Elowyn e a compreender a sua própria dor.
                                                                

    Esse foi um livro que me deixou muito dividida, nunca me senti assim lendo nenhum outro livro. Por um lado a história é emocionante e tocante. Tinha tudo pra ser um ótimo livro. Mas por outro lado, a autora colocou acontecimentos meio estranhos, que mesmo que tenha sido explicado mais tarde, deixou o livro com um clima diferente, um clima que eu não gostei.


    A história é dividida em partes. A primeira conta o desfecho de Elowyn, como ela e Kassey se tornaram melhores amigas, apesar de serem bem diferentes. Kassey era mais tímida e introvertida, enquanto Elowyn era mais alegre, espontânea e um pouco volúvel. Uma vivia só com a mãe após o pai a abandonar, a outra tinha uma família com um pai e uma mãe que a amavam muito. Elas se conheceram no hospital e imediantamente se apegaram uma à outra.

    Com o tempo a amizade delas só foi ficando mais forte e elas compartilhavam até a quadra de vôlei, onde eram invencíveis juntas. Isso até Elowyn começar a namorar. A partir daí, ela meio que se distanciou um pouco da amiga, e confesso que achei meio egoísmo dela, porque pela narração temos a impressão de que ela só procurava Kassey quando tinha problemas no namoro. Mas isso não abalou o amor que elas sentiam uma pela outra, elas ainda eram muito unidas e contavam tudo uma a outra. Inclusive quando Elowyn estava sendo traída, Kassey foi a primeira pessoa pra quem ela ligou, e lamentavelmente, também foi sua última ligação. 


    Um grave acidente de carro nesse mesmo dia acabou com a vida de Elowyn e devastou a família dela, deixando todos muito chocados e tristes. Kassey ficou sem chão, e não podia acreditar no que tinha acontecido, nem que sua amiga tinha marcado a opção "doadora de órgãos" ao tirar a carteira de motorista. 

    Arabeth é uma menina com o coração doente. Ela passou a vida toda tendo que tomar certos cuidados por conta do coração fraco, e a situação foi ficando cada vez pior conforme crescia. Chegou ao ponto de ter que usar um respirador e ter aulas em casa porque não era suficientemente forte para ir à escola. Até que ela recebe a ligação que tanto esperava e fica sabendo que há um coração novo a espera dela.


    Arabeth fica imensamente grata pela família que doou o coração e tem muita vontade de conhecê-los para agradecer, mas isso só é possível um ano depois, que é o prazo mínimo pedido pelo hospital. Quando Arabeth finalmente conhece a família de Elowyn tudo que ela pode fazer é agradecer e conhecer mais sobre a vida menina cujo coração a salvou.

    É muito bonita a maneira como kassey e os pais de Elowyn se ligam a Arabeth, e como eles procuram conforto com a menina que agora carrega o coração dela. Quando Arabeth começa a narrar, vemos os acontecimentos estranhos do qual falei. Ela tem certas atitudes que eram de Elowyn, e que ela nunca teve antes. Foi isso que não gostei na história. Talvez seja porque eu não acredito muito nessas coisas, mas achei que ficou sem sentido. Como eu disse, a autora até explica esse fato mais pra frente, mas não gostei.

    Fora isso, a história é muito bonita. Acho que só quem passou pode entender a enormidade do que aconteceu tanto com a família e amigos de Elowyn, que perderam uma pessoa que amavam, quanto com Arabeth que teve sua vida salva por um gesto de bondade de uma menina que entendeu que tem muita gente que precisa da doação de órgãos pra sobreviver.

    Recomendo a leitura, e digo: tenham mente aberta pra tentar entender o que os personagesn estão passando, e não julgar. Porque tem muita gente que é contra a doação de órgãos, mas eu acho um gesto muito bonito e bondoso. É uma situação que tenho certeza que acontece muito por aí, e é emocioante acompanhar a história dessas famílias, e da amizade de Kassey e Elowyn, e de Arabeth também.

    Beijos,

    Larissa Gaigher