• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    O inferno de Gabriel - Sylvain Reynard - Arqueiro


    Sinopse: A salvação de um homem. O despertar da sexualidade de uma mulher. Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites. O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados. Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante - um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer. Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir. Primeiro livro de uma trilogia, O inferno de Gabriel explora com brilhantismo a sensualidade de uma paixão proibida. É a história envolvente de dois amantes lutando para superar seus infernos pessoais e enfim viver a redenção que só o verdadeiro amor torna possível.



    Peguei esse livro pra ler sem nenhuma expectativa real sobre ele. Achei que seria apenas mais um livro erótico, com um tema clichê de relação professor-aluno, porém estava muito enganada. Quanto mais eu avançava a leitura, mais eu ficava surpreendida com a qualidade e o brilhantismo da história.

    Primeiro de tudo, ele não é um livro erótico daqueles explícitos. Está mais para sensual e muito sexy. Segundo, ele tem uma carga cultural muito grande, sobre Dante, arte, essas coisas. Gostei bastante desse aspecto, não ficou chato como se fosse um livro didático, mas deixou a história muito mais interessante, porque ambos os personagens tem fascínio por Dante, e confesso que até eu fiquei com vontade de ler A divina comédia.

    A protagonista é Julia, uma mulher ingênua, inocente, insegura e com a auto estima baixa, que faz mestrado na Universidade de Toronto. Ela vive com traumas do passado, devido aos maus exemplos e negligência de sua mãe alcoólatra e a indiferença de seu pai, que não pensava no bem estar dela. Isso sem falar no ex namorado que não era flor que se cheire.

    Gabriel é um professor rígido, que se tornou amargo e ressentido depois der passado pelo inferno que foi sua juventude. Todos os problemas pelo que passou o marcaram, e o tornou a pessoa que é. Mas esses defeitos não ofuscam a beleza e sensualidade que ele exala. De manhã ele é um excelente mestre em sala de aula, mas a noite vive dos prazeres da carne.

    Esses dois se conheceram anos antes na cidade natal de Julia, em um encontro que marcou a vida de ambos, e agora, quando se reencontram Julia não pode deixar de lembrar desse dia, embora Gabriel não a reconheça. Porém, há um momento onde todo o passado conturbado deles vêm a tona, e eles não conseguem não se envolver.

    A narrativa do livro é bem interessante, não vou dizer que é uma leitura "fácil", mas é muito boa, e muito envolvente. A leitura não se tornou chata ou cansativa em nenhum momento. Os personagens são muito bem construídos também, e embora Julia às vezes seja um pouco chata com sua insegurança e essa coisa da virgindade, não foi nada que prejudicou minha visão do livro como um todo. E Gabriel no início me deu nos nervos com toda aquela crueldade, e o jeito que tratava Julia, mas depois que ele a reconhece isso muda, e começa a melhorar. Ao final do livro, tive uma compreensão melhor de Gabriel, e pude entender melhor suas atitudes.

    Outro ponto positivo, que volto a mencionar, são as constantes referências ao trabalho de Dante e ao romance de Dante e Beatriz. Isso deu um toque muito interessante pra mim, e é o que deu originalidade a obra de Sylvain.

    Como um todo, o livro foi muito bom pra mim, achei ótimo de se ler, e pretendo, com certeza, ler a continuação da série.

    Beijos,

    Larissa Gaigher