• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Amante Revelado - J.R. Ward - Universo dos Livros

    Sinopse: Butch O'Neal é um lutador por natureza. Ex-policial da divisão de homicídios, durão, ele é o único humano que já foi admitido no círculo da Irmandade da Adaga Negra. E deseja mergulhar ainda mais fundo no mundo dos vampiros, na guerra contra os redutores. Não tem nada a perder. Seu coração pertence a uma vampira, uma beldade aristocrática inatingível para ele. Se não pode ter Marissa, então, pelo menos, quer lutar lado a lado com os Irmãos. O destino o amaldiçoa realizando precisamente o seu desejo. Quando Butch se sacrifica para salvar um vampiro dos assassinos, cai vítima da força mais sinistra dessa guerra. Deixado para morrer, é encontrado por um milagre, e a Irmandade recorre a Marissa para trazê-lo de volta. Mas, mesmo o seu amor pode não ser suficiente para salvá-lo...


    Atenção! Essa resenha pode conter spoilers!

    Mais um livro da aclamada série de vampiros A Irmandade da Adaga Negra, e desta vez o protagonista é o tira Butch O'Neal. Antes de começar essa resenha, já vou logo dizendo que esse não é um dos meus favoritos da série e achei a Marissa muito sem sal. 

    Mesmo com todas as mudanças na vida de Butch, ele ainda se sente fora de lugar. Como se não pertencesse a um lado nem a outro, sempre secundário. E esse sentimento se reflete no seu relacionamento com Marissa.

    Desde o primeiro livro percebemos a "obsessão" de Butch por Marissa, e isso só vai crescendo conforme o tempo passa. O problema é que enquanto Marissa pertence à alta sociedade, à aristrocacia, Butch é um reles operário (que pra mim não tem nada de reles, porque ele é um baita homem!), e não é sequer da espécie dela. É um simples humano. 

    Logo no início Butch é sequestrado, o que complica as coisas. Enquanto está mas mãos dos redutores Butch é torturado até quase morrer e Ômega - divindade do mal - coloca um pedaço dele dentro do tira - literalmente. E isso não é nada legal, pois não sabemos o que isso pode acarretar pra Irmandade.

    Enquanto se recupera Marissa é chamada para ajudá-lo, pois seu melhor amigo V. sabe que ela é única que pode mantê-lo vivo, o que realmente acontece. Mas nem tudo são flores, e agora, mais do que nunca, Butch se sente indigno dela. E além disso tem o interesse fora do comum de Vishous por ele, o que só se mostra quando lemos o ponto de vista de V. 

    Achei esse livro um tanto sem graça. Isso porque acho que Marissa não merece o Butch. O cara é um policial durão, e ela o trata como se fosse a pessoa mais frágil do mundo. Que homem que gostaria disso? 

    Porém, independente de gostar ou não da Marissa, J.R. Ward não perdeu a mão na narrativa, que continua viciante como sempre. O contexo da história está cada vez mais tomando grandes proporções e o destino da raça depende apenas da Irmandade. Fora que Ward está introduzindo cada vez mais personagens na história, e não fica nem um pouco chato, pelo contrário dá até mais fluidez pra ela.

    Não foi dos melhores da série até agora, mas também não foi ruim. Os dois até que fizeram um casal bonito. Recomendo a série pra todo mundo, até porque é uma das minhas favoritas.
     
    PS: As cenas de sexo continuam boas como sempre, rs!

    Beijos,