• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Adultério- Paulo Coelho- Sextante



    Sinopse: Sinopse: Minha tristeza se tornou rotina, ninguém percebe mais. Não consigo mais dormir direito. Sinto-me egoísta. Continuo tentando impressionar as pessoas como se ainda fosse criança. Choro sozinha e sem motivo no banho. Só fiz amor com vontade mesmo uma vez em muitos meses – e você sabe bem de que dia estou falando. Já considerei que tudo isso seja um rito de passagem, consequência de eu ter passado dos 30 anos, mas essa explicação não basta. Sinto que estou desperdiçando minha vida, que um dia vou olhar para trás e me arrepender de tudo o que fiz. Menos de ter me casado com você e tido nossos lindos filhos. – Mas isso não é o mais importante? Para muitas pessoas, sim. Mas para mim não é o suficiente.


    Eu nunca tinha lido os livros do Paulo Coelho e resolvi dar uma chance para ver o porquê de tanto falatório sobre o autor. Assim que li o primeiro capítulo de Adultério eu entendi o motivo do sucesso estrondoso e do ódio mortal de alguns brasileiros. Paulo Coelho não é o autor perfeito, mas criou uma formula para conquistar leitores e nós temos que respeitar muito, porque o estilo é criativo e muito bem feito.

     Em Adultério, o leitor vai acompanhar de perto os sentimentos de uma mulher vazia que tem a vida perfeita, um marido fiel e apaixonado, o emprego dos sonhos e dois filhos. Linda tem 31 anos e não se sente feliz. Ao conversar com uma amiga depressiva descobre que está tendo os mesmo sintomas da depressão e resolve procurar um médico de uma forma discreta, pois não se considera doente. Porém, Jacob König um ex-namorado do colégio, reaparece em sua vida e uma paixão obsessiva a desperta da solidão. Só que Jacob é casado e um político muito famoso, portanto a relação está fadada ao fim antes mesmo de começar.

     O ponto forte do livro são as citações bíblicas, as citação de histórias mitológicas e trechos bonitos de motivação que o autor costura no texto. Podemos sentir a angústia da personagem e entender que mesmo com uma vida perfeita, ela sente falta de algo mais. Algo que a deixe feliz, mas a felicidade eterna não depende só dos desejos almejados por todo ser humano de ter saúde, dinheiro, amor, família. Linda se sente perdida e sozinha.

    Além da questão principal do adultério, o autor aborda outros temas bem discutidos pelos homens e pelas mulheres. No meio do livro a personagem vai procurar um Xanã para tentar curar a angústia e o desejo de trair o marido. Ele responde de uma forma muito curiosa com um exemplo seu. Vejam:

     “Já reparou que o ser humano fica mais assustado com aranhas e cobras do que com automóveis, embora as mortes por acidentes de trânsito sejam muito mais frequentes? Isso acontece porque nossa mente ainda está no tempo das cavernas, quando cobras e aranhas eram letais. O mesmo acontece com a necessidade que o homem sente de ter muitas mulheres. Naqueles tempos ele ia à caça, e a natureza lhe ensinou: a preservação da espécie é prioridade; você precisa engravidar o máximo de mulheres possíveis.” P. 163

     São essas curiosidades e a exploração profunda de sentimentos humanos que fazem o livro ficar interessante. Acredito que por isso seja um autor muito vendido. É uma autoajuda em formato de história “real”. Recomendo o livro. Gostei da história e refleti bastante sobre a felicidade eterna. A capa é simples e muito sedutora.

    Beijinhos,