• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Nevermore - Nevermore - Livro 01 - Kelly Creagh - Editora Pandorga


    Sinopse: A líder de torcida Isobel Lanley fica horrorizada quando descobre que seu parceiro para o projeto de inglês é Varen Nethers e que o projeto deve ser entregue — tão injusto — no dia do jogo contra o rival do colégio. Frio e indiferente, cínico e com a língua afiada, Varen deixa claro que ele também preferia não ter que estudar com ela. Porém, quando Isobel descobre um texto estranho escrito no diário de Varen, acaba vendo com outros olhos esse enigmático garoto de olhar expressivo.Logo Isobel começa a inventar desculpas para poder encontrar Varen. Afastando-se cada vez mais de seus amigos e do namorado possessivo, Isobel entra mais fundo no mundo de sonhos que Varen criou nas páginas de seu diário, um mundo onde as aterradoras histórias de Edgar Allan Poe ganham vida.Enquanto seu mundo começa a desmoronar ao seu redor, Isobel descobre que os sonhos, assim como as palavras, têm mais poder do que ela imaginava, e que as realidades mais assustadoras são aquelas criadas pela mente. Agora ela precisa encontrar uma maneira de chegar a Varen antes que ele seja consumido pelas sombras de seus próprios pesadelos.A vida dele depende disso.





    Edição: 1
    Editora: Pandorga
    ISBN: 9788561784256
    Ano: 2012
    Páginas: 448
    Tradutor: Marcelle Barros Soares



    Fiquei um bom tempo com esse livro parado na minha pilha de livros ainda não lidos, e não foi por falta de curiosidade, mas sim porque as continuações dessa série pelo jeito ainda vão demorar um bom tempo para chegarem aqui no brasil. Mas como a minha curiosidade às vezes não tem controle, resolvi pegar o livro para ler mesmo assim e posso dizer que me arrependi, porque agora vou ter que comprar os e-books dos próximos livros e passar horas com o dicionário nas mãos, para descobrir o desfecho dessa fantástica história.

    A autora tentar criar uma história utilizando como parte do cenário a atmosfera lúgubre e sombria do conto "A máscara da morte rubra" de Edgar Allan Poe, de quem também conhecemos um pouco de sua história no decorrer da leitura.

    Tudo começa em uma aula de inglês em que Isobel, uma das garotas mais populares do colégio, líder de torcida e namorada do melhor jogador do time de futebol, é obrigada a fazer dupla com Varen, um garoto com ar sombrio, muito estranho e do grupo dos góticos.

    Isobelnão acredita em sua má sorte, mas como está precisando de notas, decide seguir em frente com a situação. Quem não gosta muito da ideia é seu namorado Brad e seu grupo de amigos que resolvem transformar a vida de Varen em um inferno, o que irrita Isobel até que ela resolve colocar um ponto final em seu namoro e na sua amizade com o resto do grupo.

    Quanto mais Isobel e Varen se aproximam um do outro, coisas estranhas começam a acontecer. Um estranho começa a aparecer nos sonhos de Isobel, trazendo mensagens de alerta  e criaturas estranhas começam a persegui-la em seus sonhos. Em uma noite que ela está mais acordada do que nunca, ela é transportada para o mundo dos sonhos, que está mais para pesadelos e do qual cabe apenas a ela libertar Varen e destruir o elo que liga nosso mundo a esse mundo de pesadelo antes que seja tarde demais.

    Gostei bastante da leitura apesar de algumas pontas soltas que a autora deixou no meio da história. Também fiquei incomodada com essa mania de “Não posso explicar agora” e o momento da explicação nunca chegar e quando o livro termina, fica aquela sensação de que tem um monte de pontos de interrogação pairando na sua cabeça.

    A história é contada em terceira pessoa na visão de Isobel e é uma leitura que precisa de um pouco de atenção para não se perder, mas é uma ótima história e merece as cinco estrelas.

    A edição da Pandorga ficou linda, com as laterais pretas e capa vermelha com a figura de um corvo. Bem diferente da capa original, que é bem sem graça. 

    Não conhecia nada das obras de Poe e ler esse livro aguçou minha curiosidade e comecei com o poema “O Corvo” que é sensacional e também é de onde surgiu o título do livro.

    Espero que tenham gostado!!

    Beijos!!

    Camila Cunha