• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    A Gramática Do Amor - Rocío Carmona - Rocco


    Sinopse: Romance de estreia da editora Rocío Carmona, que é também vocalista de uma banda indie de Barcelona, A gramática do amor é um convite à intertextualidade. O livro, que conquistou público e crítica na Espanha, vem ganhando traduções em diversos países ao contar a história de Irene, uma menina que vive sua primeira desilusão amorosa e que encontra em clássicos como García Márquez, Tolstói, Jane Austen e Murakami o entendimento para as suas emoções e a força para escrever a sua própria “gramática do amor”. Um comovente romance juvenil sobre a descoberta do amor, relacionamentos e o poder da literatura.





    Rocío Carmona 
    Editora: Rocco
    Ano de publicação: 2013
    Número de páginas: 264
    Tradutor: Janaína Senna

    Olá, pessoas!

    Bom, hoje eu vim falar de um livro que me tocou profundamente.

    Sou o tipo de pessoa que sempre tenta encontrar o lado bom de tudo (Sindorme de Pollyanna), e com os livros não é diferente, por isso é difícil me deparar com um livro que não me encanta de alguma forma, seja com humor ou drama, sempre acabo me apaixonando. Porém, contudo, todavia, A Gramática do Amor conseguiu me deixar sem palavras, ou melhor, me deixou em meio a um turbilhão de palavras tão grande, que até agora estou tentando transformá-lo em algo coerente. Então, se o texto não fizer sentido em algum momento, por favor, me ignorem Rsrs'.


    O livro conta a história da Irene, uma adolescente cujos pais se separaram recentemente. Por causa disso ela acaba sendo mandada para um internato na Inglaterra. Como se já não fosse difícil o bastante passar pelo drama dos pais e ser uma forasteira em outro país, Irene acaba de ter sua primeira desilusão amorosa. Dizem que o primeiro amor é o que mais marca, imagine então a primeira decepção?  Assim, seria quase besteira imaginar que as coisas na escola não estivessem de mal a pior.

    Para ajudar nossa mocinha a se recuperar desse trauma, seu professor de gramática decide lhe aplicar um castigo no mínimo singular. Irene terá que ler clássicos românticos para entender os seus sentimentos com relação ao amor, através do olhar de vários autores, com pensamentos, e de épocas e culturas, completamente diferentes. Ao longo dessa aventura literária, Irene passa por vários estágios do seu “luto”. Ela também se confunde, muda, e se descobre. Para em seguida se perder... Ah, e se apaixonar novamente! Tudo isso tendo como plano de fundo citações de autores incríveis e muita música.

    Uma das coisas que fizeram com que eu me apaixonasse ainda mais pelo livro foi o fato dele me fazer reler os parágrafos várias vezes, não por não ter entendido o que eles queriam dizer, mas porque eu queria extrair deles todo o significado por traz das palavras. A beleza da descoberta, do aprendizado. Entender o amor não é fácil, ouso dizer que nenhum ser humano conseguiu compreende-lo completamente. Contudo, A Gramática do Amor, fez uma viagem incrível mostrando as mais diversas nuances do amor e como ele afeta o ser humano independente do tempo/espaço em que ele se encontra. Tudo isso visto sobre a ótica de uma garota que está vivenciando a sua primeira história de amor.

    Abraços,

    Denise Rodrigues