• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Movie Day: Divergente



    Sinopse: Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice (Shailene Woodley) completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco, e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade, coragem e outros. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. Ao entrar para a Dauntless, ela torna-se Tris e vai enfrentar uma jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso, Tris conhece Four, um rapaz mais experiente na facção que ela, e que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo.

    Sei que esse filme já saiu há algum tempo, e muitos de vocês já devem ter visto, mas na minha cidade (fim de mundo é assim) só saiu ontem. A primeira coisa que vou dizer é que eu não li o livro, e assistir a esse filme só me fez me perguntar: porque que eu esperei tanto tempo pra ler?! Então a primeira coisa que fiz quando cheguei em casa foi começar a ler, e ao que me parece o filme foi bem fiel ao livro. Os cenários e até algumas falas foram idênticas. E até agora posso dizer que estou muito satisfeita pela forma como o filme foi produzido.


    A história por si só já é incrível, Veronica Roth esbanjou talento ao criar um universo distópico tão bem detalhado, com personagens fortes, e teve bastante coragem também se levarmos em consideração o rumo que as coisas/personagens levaram (se você leu a trilogia você irá entender). Mas mesmo morrendo de raiva com o fim que levou a trilogia (e mesmo o primeiro livro em si), não podemos tirar o mérito da originalidade, da criatividade e do talento de Veronica. E isso foi bem representado nas telas.


    Gostei dos atores/atrizes escolhidos, eles representaram bem seus personagens e fizeram um ótimo trabalho. Percebemos o quanto expressiva a Shailene é, e ela encarnou muito bem na personagem, então a gente vê nitidamente o que a Tris está sentindo. Isso ajudou a representar o crescimento da personagem no filme, que passa de uma menina ingênua e insegura a uma corajosa que enfrenta tudo com a cabeça erguida. Gostei muito do Theo também, que representa o Quatro. Ele não teve uma presença muito marcante, mas achei que teve uma atuação muito boa, além de que ele é nitidamente bonito

    Outra coisa que me chamou a atenção e que me agradou muito foi o fato de o diretor não ter focado no romance como vemos acontecer em várias adaptações por aí. Pelo contrário, focou inteiramente na história da Tris, no seu crescimento pessoal e nas facções em si. 


    O ritmo do filme foi perfeito, com ação e cenas de mais "calmaria" em perfeito equilíbrio, exceto talvez no final, quando a coisa pega fogo. Pelo que eu pude ler até agora, ficou uma adaptação bem fiel, só senti falta de uma cena (da faca no olho - quem leu sabe), mas como nenhuma adaptação jamais será perfeitamente igual ao livro, estou muito satisfeita com o que vi. O filme está incrível, os cenários, roupas, efeitos, está tudo perfeito, acredito que não poderia ter sido melhor. Os fãs ficarão satisfeitos, e quem não era fã, agora vai virar.

    PS: Preciso dar um destaque para a trilha sonora do filme que está maravilhosa, me fez arrepiar. 





    Beijos, 
    Lari Gaigher