• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Tudo em família: Os Bridgerton

    Olá pessoal! Essa é uma coluna antiga do blog, que quem postava era a Bia Vieira e a Bia Albuquerque, e eu não fazia parte do blog nessa época, mas andei fuxicando o blog ontem e gostei muito dessa coluna e pensei em voltar a postá-la, o que acham? 

    Pra inaugurar meu primeiro post nessa coluna escolhi uma família que eu adoro: Os Bridgerton! Sou apaixonada por romances de época e esses são de longe meus livros favoritos do gênero, então vamos lá!



    A família Bridgerton, como viram na imagem acima é bem grande. O pai deles, Edmund morreu quando eram todos ainda crianças, uns mais que outros, e isso os afetou cada um a sua maneira. Eles foram então criados por Violet sozinha, e se tornaram o que são hoje. Cada livro conta a história da vida amorosa de um dos filhos dela e mostra um pouco dessa família que é muito unida, amorosa, protetora e implicante uns com os outros. 

    Violet é a mãe deles. Após a morte do marido teve que se dedicar sozinha aos filhos com ajuda ocasional do filho mais velho, Anthony. É uma mulher guerreira, muito forte e impõe limites e ordens quando tem que fazer, mas é também muito amorosa e delicada, sempre preocupada com seus filhos que são tudo pra ela. 

    Daphne é a protagonista do primeiro livro, O duque e eu. Tem 20 anos, cabelo castanho-acobreado e pele clara. É muito protegida por Anthony, mas é muito decidida e sabe correr atrás do que quer. Tem uma força igual a da mãe, e ao mesmo tempo é muito inocente (talvez por ser superprotegida pelos irmãos). É muito inteligente e engraçada, algo que não é o atrativo dos cavalheiros da época, por isso teve muitas dificuldades em encontrar o pretendente ideal para se casar.

    Anthony é o mais velho dos Bridgerton. É muito protetor com a família, e por ser o mais velho se sente responsável por eles. Por ser o mais parecido com o pai fisicamente e de peronalidade, teme que vá morrer na mesma idade que ele e por isso não pretende se casar. É o protagonista de O visconde que me amava.

    Benedict é o segundo mais velho da família, e isso o marcou, ser o segundo, ficar sempre na sombra dos outros. Ele é mais recluso da família, esconde seus talentos, mas é também, a meu ver, o mais encantador, carinhoso e atencioso apesar de não o achar exatamente tão cavalheiro assim. Seu jeito irônico e divertido o tornam único de um certo modo. É o protagonista do terceiro livro, Um perfeito cavalheiro.

    Colin é o solteiro mais cobiçado do momento. É o implicante da família, bem engraçado e irônico. Muito charmoso e bem humorado está a procura de algo que o completasse, uma esposa talvez - embora não saiba disso. É muito determinado, e quando descobre o que quer corre atrás sem se importar com o mundo. É o protagonista do quarto livro, ainda sem nome oficial.

    Eloise é uma personagem forte e determinada como as mulheres de sua família. Não se rende facilmente e vai atrás do que quer. É muito perspicaz e parecida com seu irmão Colin, que adora infernizar a vida dos outros Bridgerton. É a protagonista do quinto livro quando já é considerada uma solteirona.

    Francesca é uma protagonista que busca por independência. É espirituosa e dona de uma personalidade marcante, muito decidida. É a protagonista do sexto livro da série.

    Hyacinth é a protagonista do sétimo e penúltimo livro. É a mais nova dos Bridgerton. É um tanto cabeça dura, e não tem medo de falar o que pensa. É muito autêntica, ardilosa e engraçada. Apronta todas, e vive se metendo em confusão. O livro de qual é protagonista é um dos mais engraçados.

    Gregory é o segundo mais novo da família. É um dos poucos homens que realmente acredita no amor e espera com muita expectativa o dia em que finalmente encontrará sua amada, tanto que acaba virando seu objetivo de vida se casar com o amor da sua vida. É o Bridgerton que, como a própria mãe diz, teve tudo muito fácil, mas na hora que precisou lutar por algo fez isso lindamente!

    Ufa! Muita gente nessa família ein! Isso porque nem mencionei quantos filhos cada casal tem, mas vocês podem imaginar o quão grande fica a família Bridgerton! É uma das famílias de que mais gosto pois são muito companheiros uns dos outros ao mesmo tempo em que adoram se alfinetar, mas percebe-se claramente o amor que têm pela família e adoro como cada um é especial a sua maneira.

     Espero que tenham gostado, e pretendo fazer isso mais vezes com outras famílias que amamos da literatura! Fica aí abaixo uma árvore genealógica da família:


    Beijos,
    Lari Gaigher