• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Amante Liberto - J.R. Ward - Universo dos Livros


    Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, a guerra explode entre vampiros e seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. O coração gelado de um predador será aquecido mesmo contra a sua vontade... Destemido e brilhante, Vishous, filho de Bloodletter, possui uma maldição destrutiva e a capacidade assustadora de prever o futuro. Criado no campo de guerra de seu pai, ele sofreu maus tratos e abusos físicos e psicológicos. Membro da Irmandade, ele não se interessa por amor nem emoção, apenas pela batalha com a Sociedade Redutora. Mas, quando uma lesão mortal faz com que fique sob os cuidados de uma cirurgiã humana, a Dra. Jane Whitcomb, ele é levado a revelar a dor que esconde e a experimentar o verdadeiro prazer de pela primeira vez... Até que o destino, que V. não escolheu, o leva para um futuro do qual Jane não faz parte.
    Atenção! Pode conter spoilers dos livros anteriores, talvez até desse!

    O quinto livro da série Irmandade da Adaga negra, escrito pela ilustre J.R. Ward nos traz a história do guerreiro Vishous, que é conhecido por seus dons de prever o futuro e sua poderosa mão esquerda capaz de destruir prédios inteiros. Além disso, V. tem práticas sexuais um tanto inusitadas, práticas que envolvem algemas, correntes, chicotes, velas e couro. Claro que com consentimento de ambas as partes. 
    V. é o tipo de cara dominador (obviamente) mas não se envolve emocionalmente com ninguém. Mesmo seus parceiros de luta, os outros guerreiros que são como irmãos, não são tão próximos assim. Isso até Butch, o tira conseguiu ser mais próximo a ele que qualquer um antes e fica claro os sentimentos de cuidado e até mais que isso no ar. Porém após Butch se vincular a Marissa tudo fica mais difícil pra V. e ele não lida muito bem com isso.

    Além de ter de lidar com isso, V. de repente se vê tendo que se casar com uma escolhida e - pasmem! - se reproduzir com 40 delas! Isso mesmo, V. tem que ser o Primale, algo que nunca pensou que pudesse estar no seu futuro. Ainda, neste livro ficamos sabendo mais sobre o passado de V., sobre quem era seu pai e mais surpreendente ainda quem era sua mãe e o motivo de ele ter tantos poderosos dons.

    Acontece porém que V. é baleado por um redutor e por estar sozinho acaba sendo levado a um hospital de humanos onde é tratado pela doutora Jane que o salva da morte e inusitadamente cria um vínculo com o guerreiro. V. sente que tem algo em Jane que precisa desesperadamente e não pode deixar de ir atrás dela. O par é um tanto inusitado, V. é mandão e gosta de ser obedecido, mas Jane também é, então já viu né. 

    O livro ao mesmo tempo me surpreendeu e decepcionou. Decepcionou porque achei que iríamos ter um casal gay, mas não foi o que aconteceu. E surpreendeu porque V. não era o meu irmão favorito, mas sua história e as revelações que temos no livro sobre ele são, e muito, surpreendentes! Nunca imaginaria uma coisa daquelas! Fora que, como de costume, temos as histórias paralelas que acontecem em todos os livros e, bem, a autora continua escrevendo muito bem. 

    Apesar de não ser meu livro favorito da série, definitivamente é muito bom. A autora continua tendo uma narrativa viciante e que prende o leitor. E todas as reviravoltas e revelações são de deixar o leitor em choque! Terminei o livro com gosto de quero mais, e tudo que quero fazer agora é me afundar na história de Phury e ver no que vai dar. 

    Beijos,
    Lari Gaigher