• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Bem Profundo - Portia da Costa - Planeta


    Sinopse: Uma das tarefas de Gwendolyne é esvaziar todos os dias a caixa de sugestões da biblioteca. Um dia, Gwen encontra uma carta direcionada a ela, e se trata de uma proposta indecente. Um homem misterioso começa a lhe mandar correspondências de perder a cabeça e fica claro que ele não quer ficar só no papo! Suas ideias são chocantes, mas excitam Gwen. Enquanto sua imaginação está a mil, ela ainda precisa lidar com o professor Daniel, que está fazendo uma pesquisa temporária na biblioteca. Um homem espetacular, em sua opinião. Gwen começa a fazer avanços sobre o professor inspirada pelas cartas picantes que recebe do admirador secreto. Personagens apaixonantes e um final surpreendente completam este erótico que tira o sono até das almas mais puras. Alguns envolvimentos vão longe demais, e não é possível escapar do que é bem profundo.

    Gwendolyne é uma bibliotecária já na casa dos 30 um tanto tímida e que foge dos padrões de beleza por ser mais cheinha, com curvas que mulheres - supostamente - não deveriam ter. Quando recebe uma correspondência anônima que descreve de forma crua as muitas coisas que seu admirador secreto sonha em fazer com ela, ela sê vê confrontada com o desejo que isso desperta nela. A carta é carregada de sensualidade e ao mesmo tempo em que fica chocada, Gwendolyne se excita muito.

    Ao mesmo tempo em que tem essas interações (que passaram de cartas a chat) com Nêmeses - seu admirador secreto - Gwendolyne passa a fazer de seu alvo o professor Daniel que está na biblioteca fazendo uma pesquisa. Daniel é um acadêmico meio famoso bonitão com um jeito meio nerd e que atrai a todas as mulheres que trabalham lá - essa parte eu achei meio clichê, mas isso e todo o resto é tão bem desenvolvido pela autora que a gente nem nota.

    Tudo isso - o admirador secreto e o professor sexy - despertam o lado sensual em Gwendolyne e ela passa a experimentar seus mais profundos desejos. A interação entre os três foi o que mais me chamou a atenção e me cativou. Isso e o fato de a autora explorar muitas fantasias sexuais femininas de forma que as cenas de sexo não ficaram repetitivas e nem vulgar. Tinha sempre algo novo a nos apresentar nos termos sexuais.

    Esse é um livro bastante erótico, completamente focado na descoberta sexual da personagem e nos seus desejos e fantasias. Mas mesmo assim o livro não teve em nenhum momento uma conotação chula. Claro que a história não gira apenas em torno do sexo, tem uma trama por trás, um relacionamento entre os personagens que é bem interessante, mas o foco é sim a parte mais erótica, o que não me desagradou nem um pouco. Pelo contrário, me surpreendeu pois eu já esperava um romance como a maioria, que foca no sentimentalismo e apenas acrescenta cenas mais quentes.

    Eu gostei muito do livro, a narrativa da autora me cativou e me prendeu completamente ao livro, tanto que li em questão de horas. O modo como ela leva a história nos deixa ligados a todo momento. Tanto pela parte adulta do livro quando pela desconfiança quanto a identidade do personagem. No geral o livro é muito bom, recomendo pra quem gosta de uma leitura realmente erótica, totalmente diferente de 50 tons de cinza (sério, pra que colocaram aquilo na capa? não tem nada a ver uma histórica com a outra, chega a ser enganoso) com uma pegada mais pesada e uma trama muito envolvente.

    Beijos,
    Lari Gaigher