• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Luxúria - Eve Berlin - Lua de papel

    Sinopse: Se você não for ao limite, como saberá até onde pode ir?
    Quando Dylan Ivory, escritora de romances eróticos, recebe o contato de Alec Walker, nem imagina o quanto esse homem pode mexer com seus pensamentos.
    Conhecido por ser um famoso dominador em relações sadistas e sadomasoquistas, Alec tenta convencer Dylan de que a melhor forma de se aprofundar no assunto – e então escrever um livro o mais próximo possível da realidade – é viver uma experiência como submissa e sentir na pele a sensação desse tipo de relação. Para Dylan, essa proposta será difícil de ser aceita – uma vez que ela é fanática por ter o controle de tudo em sua vida.
    Embalados por um misto de prazer e apreensão, o casal se vê em uma situação tentadora enquanto evitam entregarem-se ao sentimento que nasce entre eles.
    Primeiro romance da trilogia erótica de Eve Berlin, Luxúria traz uma história envolvente carregada de desejo e amor em que cada limite superado revela sensações ainda mais prazerosas.

    Luxúria é mais um livro do gênero erótico que aborda o tema de BDSM que ultimamente temos visto tanto por aí. O que diferencia esse livro dos demais (pelo menos dos outros que eu li) é que a autora parece saber do que está falando. Não é um livro que fala superficialmente da prática e foca no romance do casal. É um livro que, apesar de ter o romance, traz muito mais sobre o assunto BDSM. Tem basicamente uma explicação sobre o que é, como as práticas afetam submisso/dominador, e a relação de poder entre eles. E essa parte foi o que eu achei mais interessante. Quem tem curiosidade sobre o assunto com certeza irá gostar desse livro.

    A protagonista é Dylan, uma escritora de eróticos que está fazendo uma pesquisa para seu próximo livro que abordará o tema BDSM, os jogos de poder. Para isso ela decide ir em busca de informações direto da fonte, indo ao encontro do famoso dominador Alec. O cara é tudo de bom, tem um corpo perfeito, um cavanhaque sexy e deixa nossa personagem fascinada.

    Afim de propiciar a escritora uma experiência mais completa, Alec propõe a ela se submeter a ele, desta maneira sentindo na pele o que é o jogo de puder entre o dominador e seu submisso. O empecilho é que Dylan gosta do controle, é ela quem sempre domina a situação e sua vida, então acha que Alec nunca conseguirá dominá-la, porém no final das contas ficou disposta a tentar. E é interessante como a  autora mostra que uma personagem tão controladora de tudo pode se submeter tão bem no sexo e obter prazer disso.

    Conforme a protagonista vai entrando nesse mundo somos apresentados aos mecanismos da dominação e submissão. Aprendemos tudo sobre o subespaço, os clubes, as responsabilidades do dominador para com sua submissa, o comportamento e o psicológico da submissa, enfim, é uma verdadeira aula sobre o tema. E essa é a parte que eu mais achei interessante pois sempre tive curiosidade sobre o assunto.

    Além dessa parte mais "teórica" temos um romantismo bem evidente na história, pois como era de se esperar, Alec rapidamente se apaixona por Dylan e ela por ele. E apesar de o livro ser bem curto, temos um bom desenvolvimento da história, inclusive com algumas reviravoltas durante a trama e algumas revelações da mocinha sobre a própria vida. 

    No geral é um livro bem interessante pois ao mesmo tempo em que é um romance que entretêm o leitor é uma espécie de livro teórico sobre o tema BDSM, que é bem interessante, diga-se de passagem. Algum dia ainda vou procurar um livro que explique mais sobre a parte psicológica da coisa que deve ser bem bacana. Enfim, recomendo bastante o livro, é bem legal e diferente dos outros que estamos acostumados sobre o assunto.

    Beijos,
    Lari Gaigher