• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Quotes cativantes: O duque e eu

    Olá pessoal! Pra quem não sabe eu sou terrivelmente viciada em romances históricos. E desde que descobri Julia Quinn estou viciada nos livros dela. Os personagens são tão cativantes, românticos e engraçados que não tem como não gostar! E isso acaba gerando quotes maravilhosos, uns lindos de suspirar, outros engraçados de dar gargalhadas. São tantos tão bons que não dá nem pra escolher os melhores. Por isso escolhi somente quatro que representam boa parte do que vocês podem esperar do livro! Vamos lá!

    Foto encontrada no blog In The Sky.
    "- Mamãe!
    - Muito bem. Os seus deveres conjugais… quer dizer, a consumação… é como se fazem os bebês.
    Daphne se apoiou na parede.
    - Então a senhora fez isso oito vezes?"

    Acho que esse é um dos mais engraçados do livro! As mulheres da época nem sabiam o que era sexo, então imagine como não é explicar isso?! Ela na noite de núpcias então é hilário, por mais que seja uma cena "quente" não tem como não rir da inocência da Daphne, hahaha. 

    "- Que diabo você pensa que está fazendo? – sibilou ela. - Protegendo minha irmã! - Do duque? Ele não pode ser tão perverso assim. Na verdade, ele me lembra você. Anthony soltou um gemido. – Então ela realmente precisa da minha proteção."
    Os irmãos da Daphne também são bem engraçados. São muito super protetores, mas acho que a narrativa da Julia Quinn deixa tudo mais bem humorado!

    "Assim, beijá-la se tornou uma questão de autopreservação. Era simples: se não fizesse isso, se não a possuísse, ele morreria. Parecia melodramático, mas naquele instante ele poderia jurar que era verdade. O desejo que se enroscava em suas entranhas acabaria fazendo-o sucumbir." 
    O Simon é um fofo também! Apesar de ter toda aquela coisa de ser contra o casamento e não querer amar ninguém nunca (isso não é spoiler!) ele pode ser bem romântico quando quer!

    “Dizer que os homens podem ser teimosos como mulas seria um insulto às mulas”.
    Crônicas da sociedade de Lady Whistledown, 4 de junho de 1813
     Não podia faltar essa né! Lady Whistledown é a figura mais intrigante do livro! A fofoqueira de plantão não perde uma e rende muitos comentários bons durante o livro. Morro de curiosidade de saber quem ela é!

    Acho que tá bom de quotes né? Se eu não parar por aqui daqui a pouco escrevo o livro inteiro hahaha.
    Espero que tenham gostado! Recomento muitíssimo o livro, ele é ótimo!

    Beijos,
    Lari Gaigher