• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    {Resenha} Adeus China - O Ultimo Bailarino de Mao - Li Cunxin - Editora Fundamento



    Em um vilarejo desesperadamente pobre do nordeste da China, um jovem camponês está sentado em sua velha e frágil carteira escolar, mais interessado nos pássaros lá fora do que no Livro Vermelho de Mao e nas nobres palavras nele contidas. Naquele dia, porém, homens estranhos chegam à escola - os delegados culturais de madame Mao. Estão à procura de jovens camponeses que, depois de receberem a formação necessária, possam tornar-se os fiéis guardiães da grande visão de Mao para a China. O garoto observa um dos colegas ser escolhido e levado para fora da sala. A professora hesita. Deve ou não deve? Quase desiste. Mas, afinal, no último momento, toca no ombro do oficial e aponta o garoto miúdo. "Que tal aquele?", ela pergunta. Em um único momento, a possibilidade mais remota mudou de modo indescritível o curso da vida de um garoto. Ele faria parte de algumas das maiores companhias de balé do mundo. Um dia seria amigo do presidente e da primeira-dama, de astros do cinema e das pessoas mais influentes dos Estados Unidos. Seria uma estrela: o último bailarino de Mao, o queridinho do ocidente. Esta é a história de Li Cunxin - uma narrativa que poderia ter desaparecido, como as vidas de outros milhões de camponeses, em meio à revolução e ao caos. É uma história de coragem, de amor de mãe e do anseio por liberdade de um jovem. O relato belo e precioso de uma vida inspiradora contado com honestidade.





    Edição: 1
    Editora: Fundamento
    ISBN: 9788576761808
    Ano: 2007
    Páginas: 400


    Adeus China – O Ultimo Bailarino de Mao é a linda história da vida de Li Cunxin, um jovem camponês que aos 11 anos partiu da comuna onde vivia com sua família em uma das regiões mais pobres da China, para um dia vir a se tornar o primeiro bailarino do Houston Ballet.

    Quando vi esse livro na livraria, não dei muita atenção. Não achava que um relato da vida de um bailarino Chinês me prenderia por muito tempo na leitura então acabei não comprando. Passado algum tempo minha prima me disse que tinha lido o livro e que com certeza eu deveria ler, então aproveitando nossa parceria com a Editora Fundamento, decidi então que seria minha próxima leitura e quando comecei a ler, tive uma bela surpresa já nas primeiras paginas.

    A história é contada pelo próprio Li Cunxin e começa com ele contando como foi o casamento de seus pais e assim ficamos conhecendo também um pouco da cultura da China que é fascinante e que me deixou com mais vontade ainda de um dia conhecer o país.

    Cunxin é o sexto filho de sete irmãos que viviam na comuna Li durante a revolução cultural de Mao. Uma época em que os chineses trabalhavam muito e mesmo assim quase não tinham o que comer, nem acesso a hospitais e remédios que não fossem caseiros. 

    Durante essa época não se admitia nada que o governo julgasse ter alguma influencia do ocidente e a população mais jovem, principalmente os jovens guardas vermelhos de Mao acreditavam que isso era para o bem deles e que eles eram um povo privilegiado e rico e que os povos fora da China viviam em situação pior que a deles.

    A família Li passou por tempos difíceis, principalmente durante os rigorosos invernos, que impedia os camponeses de trabalhar na terra e a comida nessas épocas ficava ainda mais escassa. Mesmo com toda a dificuldade os pais de Cunxin nunca desanimavam e faziam de tudo pra manter os filhos alimentados e aquecidos. Cunxin amava a vida no campo, principalmente durante o ano novo Chinês, mas sempre sonhava em um dia dar uma vida melhor para sua família, mas não acreditava que isso um dia seria possível e se sentia como o sapo do poço do conto Chinês que desejava ver o mundo da superfície, mas estaria pra sempre preso no fundo do poço, apenas imaginando como seria o mundo la fora.

    As coisas começaram mudar depois que Cunxin começou a frequentar a escola de Mao. As aulas não lhe agradavam muito mais ele se sentia orgulhoso em fazer parte dos jovens guardas vermelhos de Mao. Um dia durante as aulas chegaram dois homens da revolução cultural de mão, selecionando jovens para fazerem parte da Academia de Dança de Madame Mao e finalmente a chance de deixar o poço apareceu pra Cunxin, que graças a sua professora, foi selecionado para fazer testes e passou a fazer parte dos alunos da Academia de Dança de Madame Mao.

    No começo foi difícil, ele se sentia culpado por ter mais que sua família e nos primeiros anos a saudade de casa era tanta que ele achou que seria expulso da academia por causa dos baixos conceitos que recebia. Foram tempos difíceis, mas Cunxin sabia que era o único modo de ajudar sua família um dia, então continuou seus estudos.

    Foram anos para aprender a arte do Ballet e com a ajuda de seus amigos e professores, Cunxin descobriu que era um ótimo dançarino e passou a querer mais que simplesmente fazer parte dos Bailarinos de Madame Mao. Ele queria dançar como os bailarinos que via nos filmes durante as aulas e se tornar o melhor bailarino que pudesse ser, sempre com a ajuda de seu professor favorito, Xiao, que sempre viu nele um potencial que nem ele acreditava que tinha.

    Mas não foi fácil chegar aonde chegou, aprendeu tudo o que podia na academia e para chegar o sucesso teve que fazer sacrifícios imensos que não vou contar aqui senão vou acabar contando o livro inteiro (rsrs).

    Adorei o livro, é uma história cativante, de leitura agradável e que impressiona ainda mais por serem fatos reais contados pelo personagem principal. Conheci bastante da cultura da China e como funcionava o governo comunista na época.

    A edição da Editora Fundamento ficou ótima e a capa traz uma imagem de Cunxin ainda garoto na comuna onde vivia. Dentro do livro, contém varias imagens de Cunxin que ilustram varias ocasiões mencionadas no livro.

    Recomendo 100% a leitura do livro e também recomendo pra quem gosta do assunto, ler mais sobre a história da China. Eu adoro conhecer mais sobre os lugares em que se passam minhas histórias favoritas e durante a pesquisa, sempre acabo descobrindo outros excelentes livros pra ler.

    Espero que tenham gostado e desculpem os Spoilers, foi impossível contar menos sobre o livro. :)

    Bjs

    Camila Cunha

    0 Comentários :

    Postar um comentário