• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Serie Day: True Blood


    Essa semana (ontem pra falar a verdade) estava assistindo à um bate bapo ao vivo sobre vampiros e comecei a pensar sobre todos que eu gosto - são muitos, meus personagens favoritos são os vampiros - e ao pensar no post de hoje resolvi colocar uma das séries sobre o tema que eu mais gosto: True Blood.


    Pra começar, vale dizer que a série não é pra qualquer um, devido ao teor adulto, indico que apenas maiores de 18 anos assistam. A série acabou recentemente e foi baseada em uma série de livros da Charlaine Harris que conta com 14 livros (até agora pelo menos), nem todos publicados no Brasil ainda. Não li os livros, mas ouço dizer de muitos que leram que vale muito a pena, e que é bem fiel à série, no início pelo menos. Tenho muita vontade de ler, mas quero comprar em inglês.


    A série se passa em uma sociedade onde os vampiros coexistem com humanos. Após séculos vivendo escondidos, eles saíram do caixão - perdoem o trocadilho, haha - com a invenção de um sangue sintético do qual eles poderiam viver. Claro que não é bem assim que acontece e tem bastante vampiros que ainda bebem sangue humano.


    A protagonista é Sookie Stackhouse que é uma garçonete de bar na cidade de Bon Temps e também telepata - ou seja, pode ouvir os pensamentos dos outros. A cidade é típica cidade pequena, com muitos fofoqueiros e logo que um vampiro - Bill Compton - chega a cidade não há outra coisa a se falar. Sookie logo se interessa pelo misterioso homem que é o único que ela não consegue ler os pensamentos, o que, se descobre depois, acontece com qualquer vampiro que ela esteja perto. 


    A série é muito viciante e tem várias reviravoltas ao longo dela: romance, muito mistério, morte, vampiros maus de verdade e todo tipo de seres que se imagina - shifters, lobisomens, fadas, etc. Toda essa parte já seria muito interessante, mas temos ainda questões de crítica social implícita também como a questão de preconceito com o que é diferente, a questão dos direitos iguais entre as espécies, o fanatismo religioso e o uso de drogas - o sangue de vampiro age como drogas no organismo humano, o que os leva a matar vários da espécie pra comercializar o sangue deles.


    A série é muito boa gente, os atores são sensacionais, interpretam muito bem seus personagens, as cenas são muito bem feitas e o enredo de cada episódio é excelente. Vale dizer também, que apesar das cenas mais ousadas, por assim dizer, essa série é feita tanto pra homem quanto pra mulher, os dois gêneros podem curtir muito pois mistura o melhor dois dois mundos: ação e romance. O universo criado originalmente pela Charlaine é incrível e foi muito bem adaptado, uma pena que tenha acabado! Só me resta dizer que, aos fãs das criaturas da noite, essa é uma série imperdível!

    Beijos,
    Lari Gaigher