• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Renascer se um outono - Samanta Holtz



    A vida aos dezoito anos está muito diferente do que Anna Hills havia sonhado. Sozinha em uma cidade estranha, reprovada no vestibular e demitida do emprego, ela enfrenta a difícil batalha para superar o desânimo e ir em busca de um lugar no mundo que possa chamar de seu. Determinada a deixar os fracassos para trás, Anna descobre nos classificados a vaga para baby sitter de uma garotinha que vive com o tio. No entanto, ela não imagina que aquele pequeno anúncio de jornal se tornará o passaporte para as maiores emoções da sua vida, colocando-a face a face com mudanças, escolhas e com John, o rapaz que amava em segredo desde a infância, em um encontro que os levará a desvendar o verdadeiro sentido do amor, da vida e da importância de fazer cada instante vivido valer a pena. Em uma tortuosa e apaixonante jornada, Anna descobrirá a força de uma grande amizade, a dificuldade de se conquistar o coração de uma criança e, acima de tudo, o poder transformador do amor, naquele que será o melhor e o pior outono da sua vida.


    Anna é uma garota sonhadora, doce e meiga que sonha em viver um belo romance com sua paixão platônica de infância, John. Ela também tinha planejado sair de casa, ingressar em uma universidade e se tornar independente antes dos 18 anos, mas nada aconteceu do jeito que ela queria. A vaga na universidade que ela tinha como certa não aconteceu, ela até conseguiu sair de casa e se manter a muito custo num emprego cujo chefe era um carrasco e morar um apartamento onde a filha do dono tinha como esporte humilhá-la. E o John? A última noticia que ela tem é que ele estava cursando medicina em outra cidade...

    Numa situação como essa é fácil desanimar, questionar nossas escolhas e até querer desistir. Anna se sentia exatamente assim. Em algumas horas a vontade de voltar para casa prevalecia, mas no mesmo momento ele lembrava-se que o pai já tinha seus irmãos que moravam em casa para ajudar, além disso, depois da morte da mãe a sua casa já não era mais tão acolhedora.

    “Nada é tão ruim que não possa piorar”, essa frase se mostrou verdadeira quando Anna foi demitida. Pedindo forças a Deus e a mãe, Anna resolve sair à procura de emprego, e ao passar e repassar das folhas dos jornais ela encontra uma vaga como babá para cuidar de Lauren, uma garota sentiu cedo a dor de ser abandonada por aqueles que amava.

    Ricardo, tio de Lauren ficou responsável por sua guarda. Jovem e carismático ele teve que deixar sua vida agitada para criar a sobrinha e de todos os deveres e cuidados que uma criança requer, principalmente uma com tantos traumas. Ele vê em Anna a chance de tirar Lauren de seu mundo de indiferença e tristeza mas a caminhada até alcançar esse objetivo é longa e difícil para ambos.

    No início do livro eu criei uma grande afinidade pela Anna, me identifiquei com a situação da personagem em muitos pontos e a admirei por sua força de vontade e fé. Quando cheguei no meio da história as coisas começaram a tomar um  rumo diferente, a chegada do John fez com o enredo se tornasse irreal, e o que antes para mim estava se desenhando uma história perfeita acabou por decepcionar. Confesso que deu vontade de fechar o livro e fazer qualquer outra coisa, porém a empatia que criei pela Anna e o Ricardo não me deixaram desistir do livro.

    E eu tenho que admitir, ainda bem que não fiz isso! Não quero dar Spoiler, mas o tão sonhado romance de Anna me convenceu, tanto que os momentos dolorosos nem me tocaram, e olha que eu sou a maior manteiga derretida do mundo! Contudo, o amadurecimento da personagem diante da dor e sua evolução me fizeram ter vontade de continuar a leitura e finalmente reencontrar o gosto por ela. O final me ganhou completamente e eu entendi que algumas situações, mesmo as que não gostei tanto, foram necessárias para que um final tão lindo fosse criado.


    É isso gente, até a próxima! 

    Classificação: