• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Somente sua - Sylvia Day

    "Gideon me chama de anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu lindo, guerreiro ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se recusa a enfrentar os seus próprios."
    Somente sua começa dando continuidade aos acontecimentos do volume anterior da série, com Eva e Gideon agora casados, mas sem morar na mesma casa e lutando para se manterem próximos, mesmo com todos os problemas e a distância que o casamento deveria sanar.

    Paralelo a isso temos também Cary, que enfrenta os desafios de se tornar pai tão inesperadamente e com alguém que ele não ama, e em meio a isso, tentando se manter junto de quem realmente gosta, Trey. 

    Além disso, Corinne e Brett ainda estão causando problemas, e são os maiores "inimigos" da relação do casal protagonista. Assim como nos livros anteriores, eles aparecem quando tudo parece estar dando certo e jogam uma bomba no colo do casal, tentando separá-los. 

    O livro basicamente é uma repetição dos livros anteriores, e ao invés de trazer algo novo, uma real continuidade da história, ele apenas protela acontecimentos do livro anterior e não nos diz nada novo. 

    Não tenho palavras pra expressar a minha decepção com esse livro. A primeira coisa que me irritou foi logo perceber que os problemas eram os mesmos, e há apenas uma enrolação em cima deles, os personagens não os solucionam. Os acontecimentos vêm, causam um estardalhaço na relação do casal e somem sem serem realmente resolvidos. Dessa maneira, no final do livro temos ainda tantos problemas quanto no começo.

    A segunda coisa que me irritou é a personagem principal, Eva. Já estou irritada com o "mimimi" dela. Ela é o tipo de personagem que quer decidir tudo, mesmo quando ela sabe que a decisão tomada por outra pessoa seria até mais sábia, e me irrita isso de ela não dar o braço a torcer e não entender o ponto de vista dos outros.

    Outro ponto que já está deixando a série um tanto cansativa é o excesso de cenas de sexo. Consigo compreender que os personagens são altamente sexuais, mas já está cansativo, porque o livro é isso. Não tem história, não tem anda mais, apenas muito sexo gratuito, que não tem nem um contexto pra acontecer, a autora simplesmente joga isso na história, como se não houvesse mais nada pra dizer então coloca sexo.

    O livro simplesmente é desnecessário, não acrescenta nada a história, não tem um avanço. Os personagens continuam a mesma coisa, não amadurecem nada, mesmo com a quantidade de coisas que acontece com eles. Gideon e Eva continuam com os mesmos problemas de sempre, entre a relação deles, que não há diálogo, e com os outros, que sempre tentam atrapalhar, o que funciona porque eles não tem diálogo algum.

    A autora só está conseguindo cansar os leitores e irritá-los, nos enchendo de acontecimentos sem sentido nem propósito, que não acrescentam em nada na história. Somente sua simplesmente não funcionou, é um livro sem pé nem cabeça, o famoso "enche linguiça". Apesar de ter uma melhora ínfima em relação ao livro anterior (no sentido de os personagens finalmente darem um passo na direção certa, começando a dialogar - mesmo que seja tarde, e muito pouco), Somente sua ainda é um livro desnecessário, que apenas nos faz perder a vontade de continuar com a série.

    Classificação

    Beijos,