Sinopse: Da autora best-seller Lurlene McDaniel, De coração para coração fala de perdas, amor e renovação. Fala também da maneira como esses sentimentos tão complexos se entrelaçam, nos momentos mais difíceis, nas relações familiares e de amizade.
Elowyn e Kassey são grandes amigas, que dividem tudo. Mas uma coisa Elowyn não contou para Kassey: ao tirar a carteira de motorista, ela marcou a opção "doadora de órgãos". Kassey descobre esse detalhe da vida da amiga da maneira mais trágica - quando o desejo de Elowyn está prestes a ser atendido. 
Arabeth nunca teve a sorte de ter uma melhor amiga. Com o coração doente, ela leva uma vida protegida de tudo e de todos. Até que, aos 16 anos, recebe o telefonema que tanto esperava - mas inicialmente ela e sua mão não sabem a quem devem agradecer.
Quando os mundos dessas três meninas e de suas famílias se cruzam, suas vidas se transformam de maneira nunca imaginada. Kassey, especialmente, encara os fatos como uma forma de manter viva a memória de sua querida amiga. Ela passa a compartilhar da nova vida de Arabeth, ao mesmo tempo em que ajuda a aliviar o sofrimento da família de Elowyn e a compreender a sua própria dor.
                                                            

Esse foi um livro que me deixou muito dividida, nunca me senti assim lendo nenhum outro livro. Por um lado a história é emocionante e tocante. Tinha tudo pra ser um ótimo livro. Mas por outro lado, a autora colocou acontecimentos meio estranhos, que mesmo que tenha sido explicado mais tarde, deixou o livro com um clima diferente, um clima que eu não gostei.

 Sinopse
A única esperança para Anara, um mundo às portas da total devastação, reside um mestre, seu aprendiz e nas antigas e ilegais relíquias com poderes misteriosos que eles colecionam. Ao saírem à procura de uma relíquia secreta com grande poder escondida há séculos, Raffi e Galen serão caçados, espionados e testados além dos seus limites, pois existem monstros — alguns deles humanos — que também desejam o poder desta relíquia até consegui-la.




Edição: 1
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528616880
Ano: 2013
Páginas: 336
Tradutor: Bruna Hartstein

A cidade sombria: O mestre das relíquias é o primeiro volume de uma série de quatro livros da autora Catherine Fisher. O livro conta a história de Galen Harn um mestre das relíquias e Raffi seu aprendiz, que dês de a destruição da Ordem dos Guardiões pelos Vigias, tem que viver escondidos para evitar que sejam capturados e os segredos da ordem que possuem seja destruído com eles.



Sinopse: Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?




Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Ano de publicação: 2012
ISBN: 9788580571646
Número de páginas: 342
Tradutor: Rita Sussekind 




Já imaginou se todos os personagens de contos de fadas não tivessem um final feliz e fossem todos banidos para o nosso mundo, mais exatamente em uma cidadezinha chamada Storybrook?  Pois é, é exatamente isso que acontece em Once Upon a Time. As pessoas que moram nessa cidade são todos personagens de diferentes contos de fadas, eles só não sem lembram que são, embora, por suas personalidades possamos identificar alguns deles. Como por exemplo a Branca de neve, que é uma professora boazinha e meiga, ou a Rainha má, que é a poderosa prefeita da cidade, e a responsável por fazer todos se esquecerem de quem são e ficarem presos à essa cidade.



O foco da história está em Emma Swan, uma mulher que tem o destino de salvar Storybrook, mesmo que não saiba disso ainda. Emma é levada para essa misteriosa cidade por Henry, seu filho, que ela deu para adoção anos atrás e agora mora com a temida prefeita Regina. Henry parece ser o único na cidade que desconfia que há algo errado e com a ajuda de Emma, pretende salvar tudo e todos.



A série é maravilhosa pelo fato de que junta diversos contos de fadas que já conhecemos e amamos. E o modo como eles foram alterados, os deixou ainda melhores. Os mistérios de Storybrook vão sendo revelados aos poucos e ao longo da série vamos descobrindo cada vez mais detalhes sobre a vida desses personagens antes de serem banidos. Detalhes esses que não existem nas histórias que conhecemos, mas que deixam a série sensacional. 

Os personagens são todos muito bem construídos e carismáticos. Achei que todo o elenco foi muito bem escolhido para a interpretação de cada um deles. Eu já amava a Jennifer Morrison (Emma) desde House, agora então admiro muito mais o trabalho dela. Porém o melhor personagem da série, a meu ver, é o Rumpelstiltskin. Mesmo sendo um suposto vilão, a história dele é a que mais me fascina. E claro, o Hook (capitão gancho) também é um dos meus favoritos (além de achar o mais bonito da série, rs)



Rumpelstiltskin

Rainha má (Regina)


Confiram o trailer da série:


Espero que tenham gostado!
Beijos,

Larissa Gaigher


Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Dentre eles, Zsadist é o membro mais assustador da Irmandade da Adaga Negra. Tendo sido por muito tempo um escravo de sangue, Zsadist ainda carrega as cicatrizes de uma passado repleto de sofrimento e humilhação. Conhecido por uma fúria que não acaba e por aros sinistros, ele é um selvagem, temido igualmente por humanos e vampiros. A raiva é sua única companheira e o terror, sua única paixão... Até que resgata uma bela vampira das garras da maligna Sociedade Redutora. Bella sente-se imediatamente enfeitiçada pela ardente força que emana de Zsadist. Entretanto, mesmo quando o desejo de ambos começa a consumi-los, a sede de vingança de Zsadist contra os torturadores de Bella o leva à beira da loucura. Agora, Bella deve ajudar seu amante a superar as feridas de seu atormentado passado e vislumbrar um futuro ao lado dela...

Eu amo tanto esse livro que acho até difícil escrever uma resenha sobre ele. Zsadist é definitivamente o meu guerreiro preferido da Irmandade, to apaixonada por ele (suspiros).

Bem, esse volume nos traz a história de Zsadist, o vampiro mais assustador e perigoso da Irmandade. Z., foi roubado de sua família quando ainda era bebê e acabou por se tornar um escravo de sangue. Durante 100 anos foi abusado sexualmente e por seu sangue de guerreiro, o que o deixou com marcas profundas que o tornam o que é hoje.


Para os escritores de plantão chegou a hora de mostrar seu talento e ainda ter a chance de ganhar 3.000 euros! Para isso, é só participar do prêmio Bang da editora Saída de Emergência. 

O prêmio Bang é um prêmio dedicado a encontrar talentos da língua portuguesa e manuscritos originais que sejam de literatura fantástica, que sejam uma J.K Rowling da língua portuguesa. O livro deve conter no mínimo 200 páginas e tem até o dia 06 de julho pra se inscrever, então vamos trabalhar!


Para mais informações entrem no site da revista bang. E boa sorte a todos!

Beijos,

Larissa Gaigher

Sinopse: Após quase ser morto em sua última missão, o ex-agente israelense Gabriel Allon não quer mais pensar no serviço de inteligência. Dedicando-se a se trabalho como restaurador de arte, ele se refugia no Vaticano para dar nova vida a uma das maiores obras-prima de Caravaggio. Certa manhã, ele é chamado à Basílica de São Pedro pelo monsenhor Luigi Donati, o poderoso secretário pessoal do papa Paulo VII. Sob o magnífico domo de Michelangelo, jaz o corpo de uma linda mulher. A polícia suspeita de suicídio, mas Donati não acredita nessa hipótese e pede a Gabriel que investigue discretamente o caso. Ele só recomenda que Allon fique atento `regra número um do Vaticano: "Não faça perguntas demais." Gabriel logo fica sabendo que a mulher descobriu segredos perigosos que ameaçam uma organização global envolvida com o comércio ilegal de artes. Sem saber aonde sua caçada o levará, ele precisa impedir um atentado devastador que mergulharia o mundo em um conflito apocalíptico. Uma inebriante mescla de arte, intriga e história, Anjo Caído conduz o leitor por câmaras obscuras do Vaticano, pistas de esqui glamourosas de St. Moritz e avenidas graciosas de Berlim e Viena, até alcançar o inesperado clímax nos subterrâneos do território mais sagrado e disputado do mundo.

Pode não parecer, mas eu sou uma fã de carteirinha de suspenses policiais, e devo dizer que Daniel Silva me surpreendeu com esse livro. Ele tem um jeito com de descrever as cenas e relatar uma sequência de fatos que me deixou presa da primeira página à última. Já estou louca pra ler todos os livros da série Gabriel Allon.




A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. 
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.
Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.




Anthony Bridgerton gostava de pensar que sua relação com seu pai era especial. Edmund Bridgerton ocupava o centro do mundo de Anthony. Tudo mudou, quando viu sua irmã̃ de dez anos lhe deu a notícia de sua morte. Durante um momento, Anthony convenceu-se de que tinha ouvido mal. Seu pai não podia ter morrido. Sozinho entrou no quarto em que ainda jazia o corpo de seu pai e o encarou. Olhou-o e olhou-o, durante horas, sem mal piscar. E quando saiu do quarto, fez isso com uma visão nova de sua própria vida, uma nova noção de sua própria mortalidade, Edmund Bridgerton tinha morrido aos trinta e oito anos de idade. E Anthony simplesmente não podia imaginar-se superando a seu pai em nada, nem sequer em anos.

Lady Whistledown (misteriosa colunista social, cuja identidade não é conhecida) considerava o jovem lorde Bridgerton um dos maiores libertinos de Londres, imagem cultivada ao longo de mais de dez anos, visto que sua própria mortalidade era um fato consumado em sua mente, o lorde pensava que deveria desfrutar dos prazeres da vida enquanto tinha tempo. Portanto quando Antony anuncia aos seus irmãos que pretende se casar, a notícia é recebida com incredulidade...


Mia Thermopolis, uma garota nova-iorquina comum, descobre, de repente, ser a herdeira de um reino europeu. Ela vai, então, morar com seu pai, para aprender a agir como a verdadeira nobre que é. Mas sua avó, a velha princesa Genovia, acha que ela tem muito a aprender antes de poder subir ao trono. Um grande romance que chega às telas em uma produção dos estúdios Disney.

 Meg Cabot
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501062901
Formato: 21 X 14 cm
Ano de edição: 2012
Número de páginas: 284
Tradutor: Ruy Jungmann

Sinopse:
Elsa, a futura rainha de Arendelle, nasceu com a capacidade mágica de criar gelo e neve, embora tenha escondido isso de todos, incluindo a sua irmã mais nova, Anna. Após seus poderes, acidentalmente, condenarem o reino a um inverno eterno, ela foge e auto-exila-se num castelo de gelo. Agora cabe a Anna e Kristoff, um destemido homem da montanha, partirem numa jornada para trazerem Elsa de volta a Arendelle e reverterem o inverno em verão.

Pode conter Spoilers(mas só um pouquinho rsrs)


Lançamento: 3 de janeiro de 2014 
Duração: 1h42min 
Dirigido por: Chris Buck, Jennifer Lee
Elenco: Kristen Bell, Idina Menzel, Jonathan Groff
Gênero: Animação , Aventura
Nacionalidade: EUA



Sou louca pelos filmes produzidos pela Disney, mas fazia tempo que não via um tão excelente como esse. 


Sinopse: O primeiro encontro de Clare e Jace não poderia ter sido... pior. Ela presencia um crime cometido por Jace e outros adolescentes tatuados e equipados com chicotes brilhantes e armas pra lá de esquisitas. Ele, um nephilim - filho de anjos com humanos - que tem como missão caçar demônios; ela, uma mundana que não se sabe por que tem o dom da Visão... Mas as diferenças entre os dois não impedem que em 24 horas Clary se veja envolvida pelo mundo de Jace e dos Caçadores de Sombras; a mãe dela desaparece e a própria Clary é atacada por um demônio. Aparentemente, ela não tem a quem recorrer além de Jace. Mas por que um demônio estaria interessado em uma mundana como Clary? E como de uma hora pra outra ela tem o dom da Visão e percebe o Mundo de Sombras? Todos, inclusive Clary, querem saber...


A primeira vez que vi esse livo, foi anos atrás, em uma livraria aqui da cidade, quando ele não era tão conhecido como é hoje. De cara, eu já me interessei pelo livro. Toda essa atmosfera sobrenatural que vemos na sinopse me conquistou. E como uma fã de Supernatural, não poderia deixar de me interessar por caçadores de demônios. Mas mesmo assim, não comprei o livro. Anos depois, quando todo mundo começou a falar dele e o quanto ele era bom, resolvi comprar e ler de uma vez. E devo dizer que me decepcionei um pouco. Não que o livro seja ruim, mas com esse alvoroço todo, achei que seria tipo o melhor livro da minha vida, e não foi bem assim. 


Sinopse: A salvação de um homem. O despertar da sexualidade de uma mulher. Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites. O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados. Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante - um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer. Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir. Primeiro livro de uma trilogia, O inferno de Gabriel explora com brilhantismo a sensualidade de uma paixão proibida. É a história envolvente de dois amantes lutando para superar seus infernos pessoais e enfim viver a redenção que só o verdadeiro amor torna possível.



Peguei esse livro pra ler sem nenhuma expectativa real sobre ele. Achei que seria apenas mais um livro erótico, com um tema clichê de relação professor-aluno, porém estava muito enganada. Quanto mais eu avançava a leitura, mais eu ficava surpreendida com a qualidade e o brilhantismo da história.





Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, e está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar pra casa. Com a ajuda do prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam levá-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...



Perdida é um livro nacional, que eu não daria nada por ele, mas que por insistência dos bons comentários na internet, acabei lendo e me surpreendi com o quão bom o livro é.



  Sinopse: Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido... E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo... O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia... Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga... Azar o seu! vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz.




Com uma capa linda dessas é praticamente impossível encontrar uma leitura ruim! Que capa mais fofa, mais chique, mais rosa, mais tudo de bom! Estou apaixonada pelo livro. A história é fofa, interessante e se passa em Minas Gerais. Tudo de bom e mais um pouco, porém preciso confessar que gostei mais do primeiro livro da Carol Sabar, o Como quase namorei Robert Pattison. Acho que é por conta do gênero.  O outro era mais juvenil e este é mais adulto. Eu adoro Chick Lit, mas é questão de momento e de gosto mesmo.


Essa série, que é uma das minhas favoritas, é baseada em uma série de livros de mesmo nome, que tem atualmente 12 livros lançados. Nunca li os livros, embora morra de vontade. Já ouvi dizer que é muito bom, porém bem diferente da série de tv. Digamos que um livro inteiro esteja resumido em um episódio, e vários fatos importantes da série não estão nos livros. Porém os livros seguem o mesmo estilo da série: muito suspense, mistério e intrigas.


Quando crianças, as amigas Parker, Emma, Laurel e Mac adoravam fazer casamentos de mentirinha no jardim. E elas pensavam em todos os detalhes. Depois de anos dessa brincadeira, não é de surpreender que tenham fundado a Votos, uma empresa de organização de casamentos bem-sucedida. Mas, apesar de planejar e tornar real o dia perfeito para tantos casais, nenhuma delas teve no amor a mesma sorte que tem nos negócios. Até agora. Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes. 


Nora Roberts
ISBN: 9788580412215
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 279
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23cm
Ano de edição: 2013
Tradução: Janaína Senna




Sinopse: Anna nunca soube que lobisomens existiam, até a noite em que sobreviveu a um ataque violento... E se tornou um deles. Depois de três anos como o membro menos importante da alcateia, Anna aprendeu a manter a cabeça baixa e a nunca, jamais, confiar nos machos dominantes. Foi então que Charles Cornick, o matador de aluguel e filho do líder dos lobisomens da América do Norte, entrou em sua vida. Charles insiste em afirmar que Anna não está destinada a ser somente sua grande companheira, mas também um raro e valioso lobo Ômega. A força interior de Anna e a sua presença tranquilizadora serão realmente valiosas quando ela e Charles saírem a caça de um lobisomem desgarrado, uma criatura dominada por magia tão negra que poderia ameaçar toda a alcateia...



Lobos não choram é um livro da Patricia Briggs, que foi publicado originalmente como um conto, e que depois de tando sucesso, esse conto teve uma continuação que é o livro. Esse conto se encontra na parte de trás do livro, e esse foi o único "erro" da editora. Acredito que deveria vir na frente, pois lendo o conto antes, a história fica com mais sentido e melhor ambientada.

Desde a primeira vez que vi a capa e li a sinopse do livro, eu me apaixonei e simplesmente precisava ter esse livro na minha estante. Sou uma eterna apaixonada por romances sobrenaturais, e esse não me decepcionou em nada, amei o livro!

Sinopse:
Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).
Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

Pode conter spoilers!


James Bowen
ISBN: 9788581631523
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Páginas: 240
Encadernação: Brochura
Tradução: Ronaldo Luís da Silva

Pra começar bem o ano, nada melhor que uma história real, cheia de amizade, amor e superação, não é verdade? E esse livro tem tudo isso e muito mais.




Sinopse:
Donna sempre sonhou em ser atriz. Mas entre ela e seu sonho há um “pequeno” obstáculo: as provas finais de inglês. Para ser aceita em qualquer faculdade de teatro, ela precisa tirar uma boa nota nessa matéria, mas ao que tudo indica será reprovada. Afinal, como a garota conseguirá fazer um trabalho de três mil palavras sobre Romeu e Julieta se mal consegue acompanhar as lições? Assim, incentivada (para não dizer forçada) por seu pai e Barbie, a namorada mais nova e controladora que ele arrumou, Donna vai atrás de um professor particular. Por um anúncio na biblioteca, ela descobre Will, um universitário que ensina inglês para ganhar um dinheiro extra. Desde a primeira aula, Will percebe o potencial de Donna e a ajuda a enxergar a peça de Shakespeare sob uma nova luz. Mas o clima de romance não fica só nas frases escritas há mais de quatrocentos anos: Will é lindo, fofo, inteligente… e parece ter a mesma opinião sobre Donna. O único problema é que esse sentimento reabre cicatrizes profundas no coração dela. Desde que viveu uma experiência amorosa horrível, seu lema passou a ser “não deixe que se aproximem e nunca poderão machucá-la”. Agora ela precisa decidir se irá se proteger - evitando que Will chegue perto demais - ou se colocará tudo em risco e abrirá de vez seu coração, para finalmente viver uma história de amor.

Cuidado pode conter spoiler!

Ali Cronin
ISBN: 9788565765213
Editora: Seguinte
Número de páginas: 296
Encadernação: Brochura
Formato: 14 X 21 cm
Ano Edição: 2013
Tradução: Rita Sussekind


Acompanho esta série desde o ano passado e preciso dizer que este foi o livro que mais gostei! O engraçado é que não é a minha personagem favorita, porém a história é tão legal que me conquistou completamente. Donna, você tem o meu coração garota! <3


Resenhas anteriores:



Sinopse: Aos trinta e um anos, a sorte de Kat Fallon com os homens já se mostrou longe de ser algo positivo. Mas quando ela convida seu melhor amigo e vizinho Nav Bharani para ser seu par no casamento da irmã mais nova em Vancouver, ela não imagina que está para embarcar na maior surpresa de sua vida... Nav é apaixonado por Kat desde que ela se tornou sua vizinha, e quando ela diz para ele que adora viagens de trem, principalmente pela possibilidade de "conhecer" estranhos, Nav bola um plano para ganhar o coração de Kat. Em cada parada do trem durante a viagem ele aparecerá disfarçado como "um desconhecido sexy". Kat cai nessa brincadeira sensual, mas o que começa como uma simples diversão transforma-se em algo mais denso e Kat se vê em dúvida se permanece em suas fantasias sexuais de solteira ou investe no seu par perfeito. Sexy, divertido, intrigante... Susan Fox é um dos novos talentos da ficção erótica.




O Livro do Amanhã
Autor(a): Cecelia Ahern
Páginas: 368
Ano: 2013
Editora Novo Conceito

"Quando a gente fecha os olhos, pode ficar em quase todos os lugares que deseja estar."

Para começar bem o ano nada melhor que ler um romance leve... Bem, nunca li nada da Cecelia Ahern, mas ainda sim criei expectativas sobre sua escrita já que todo mundo só fala bem dela. Quando Carol me mandou esse livro disse que iria gostas e foi bem assim... Gostei, mas não amei.


Esse romance juvenil conta a história de uma garota rica e mimada chamada Tamara... de personalidade fútil, só se interessa em desprezar os pais e curtir com os amigos. Contudo, seu mundinho rico e cor-de-rosa desaba quando seu pai comete suicidio e a deixa juntamente com a mãe na miséria, obrigando-as a mudarem para o interior, quase no fim do mundo. Passam então a morar com os tios Arthur e Rosaleen. 


Olá, pessoal! Ano Novo e o blog já está cheio de novidades. Como puderam conhecer nas postagens anteriores, há uma nova equipe de resenhistas e fico muito feliz em dizer que também farei parte desta pequena família de viciadas em livros. \o/ Tenho predileção por livros de fantasia, mas não dispenso uma boa leitura. Seja o gênero que for. Tenho 27 anos, ^sou casada e mãe de um lindo garotinho de 8 meses e tenho também filhos peludos (3 gatos, uma pitbull e uma coelha). Sou apaixonada por livros e animais, já publiquei um trabalho e sou uma bailarina aposentada. Tenho muitos livros favoritos e não vou citar nenhum por achar injusto ter que deixar alguns de fora, então... Espero que não se importem. =D Desejo de coração que gostem das resenhas, afinal, nossa intenção é compartilhar nossas leituras, dar dicas e debater opiniões.
Até mais e Feliz 2014.


 Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade screta, sem igual, formada por seis vampiros defençores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra.Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja libertado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...







Sinopse:Por toda vida Ellene teve a sensação de ser diferente de seus irmãos e dos moradores de sua vila, pois não adquiriu características de lobisomem como era esperado, e afastava-se cada vez mais desta natureza. Com um espírito rebelde, resolve desvendar o passado em busca de sua verdadeira origem. O que não planejava era entrar no meio de uma rixa entre vampiros, a raça que aprendeu a temer e odiar desde menina. Para piorar, seus pesadelos voltaram: sonhos com um homem misterioso de olhos ameaçadores, envolvido por uma densa neblina. Há quase cem anos a rainha dos vampiros fora sequestrada e seu marido, Milosh, desde então busca incessantemente encontrá-la. O tempo é escasso e as autoridades do Conselho desejam eleger um rei omisso e cruel em seu lugar. Na tentativa de tardar a mudança, ele se une a maior inimiga da rainha. Qualquer erro pode condená-lo a morte e subjugar todos os seus iguais. Ellene e Milosh mal sabem que o que buscam os colocará frente a frente, em uma trama de intrigas, poder, amor e ódio.




Oba! Oba! Livro nacional  de uma autora muito especial: Mari Scotti que nos enviou seu primeiro livro com muito carinho. Quem gosta de histórias vampirescas não pode deixar de ler esta resenha. E o melhor de tudo, é que o livro é tão bom quanto os livros internacionais de literatura fantástica. Achei bem interessante a forma como a autora ambientou o livro na Grande São Paulo e adaptou os poderes dos vampiros ao tempo brasileiro. O sol do Brasil não é mole, mas os vampiros da Mari deram um jeito de cobrir todas as janelas com cortinas eternas rs.