• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Real - Katy Evans

    Eu não sei se sou ruim pra ele ou ele pra mim. Tudo que sei é que isso é tão inevitável quanto um tsunami, e só estou me preparando para o mergulho da minha vida. – Brooke.
    Pra começar essa resenha quero deixar uma coisa bem clara: esse é um livro explicitamente erótico. É um livro que trata do sexo como uma coisa carnal, que fala sobre desejo, sobre o corpo, sobre luxúria. Não que o livro seja somente isso, mas tenho deixar claro que não é o romance mais leve dos New Adult, é um livro realmente erótico. Dito isso, vamos falar sobre a história do livro.

    Os protagonistas são Remington Riptide Tate, um ex lutador profissional de boxe que foi expulso e agora luta no underground, e Brooke Dumas, uma atleta que teve seu sonho de competir nas olimpíadas destruído após uma lesão no joelho. Os dois se conhecem quando Brooke é levada por Melaine, sua melhor amiga, sobre livre e espontânea pressão à uma luta no underground. Acontece que o lutador era o famoso Riptide, que não perde quase luta alguma e que ao por os olhos em Brooke já a deseja instantaneamente.

    Tudo bem, isso de eles se olharem e já se desejarem com tanta intensidade como aconteceu é um pouco surreal, mas é de acordo com a história – tolamente intensa. A partir daí entramos em um furacão de acontecimentos: Remy “vai atrás” de Brooke e acaba a contratando para sua equipe, embora ela tivesse expectativas completamente diferentes quanto ao tipo de relacionamento que eles teriam, se é que me entende.

    A convivência entre os dois durante os meses de underground é intensa demais. Remy é um tanto instável e contraditório, mas tem suas razões pra ser, e é o tipo de razão de que a gente nunca desconfiaria, embora todos os sinais estivessem ali. 

    Durante esse tempo em que eles trabalham juntos vamos conhecendo as muitas facetas de Riptide e nos apaixonando por ele aos poucos. Ele pode ser muito bruto e muito sensível ao mesmo tempo, é um homem mas é também um menino, ele é contradição pura e, confesso, bem clichê, mas também muito prazeroso desvendar completamente o Remington.

    As cenas hots são exatamente isso: hots. Se você não está acostumada com a linguagem crua dos eróticos não vai curtir muito essas cenas. Mas se você é fã dos eróticos vai gostar, pois é o sexo carnal, mostrado vivo e sem o embelezamento dos romances leves. É puramente sexo quente, muito bem descrito, chega a nos passar as sensações da personagem.

    No geral é um livro que vale a pena. Intenso e bem escrito até a última linha e que mexe com o imaginário da mulher. Todo o cenário das lutas e tudo que acompanha isso – as festas, as mulheres, a bebida – é explorado no ponto certo e gostoso de acompanhar. Os personagens também foram muito bem construídos e desvendá-los durante a leitura é um dos pontos altos do livro. Recomendo o livro pra quem está na onda dos eróticos – é um livro muito bem narrado e uma mistura no ponto certo de original e clichê. É o tipo de livro que cumpre exatamente o que promete.

    Classificação



    Beijos,