• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    A Morte de Sarai - J. A. Redmerski

    "Eu não sou seu herói. Eu não sou a outra metade de sua alma que nunca poderia deixar nada de ruim acontecer com você. Confie sempre em seus instintos primeiro, e em mim, se você escolher, por último."

    Quando vi a capa deste livro pela primeira vez pensei que fosse ler algo muito sangrento ou alguma história de terror. Achei bem esquisito, já que a autora escreve romance, mas dei uma chance a leitura. No primeiro capítulo, eu me apaixonei pela narrativa e não parei mais. Sabe aquele tipo de livro que te prende do início ao fim e te deixa desnorteado no final? A Morte de Sarai é exatamente assim. Não que o final seja surpreendente, mas a narrativa tem tantos detalhes curiosos que você deve parar um pouco para pensar e associar tudo direito para não perder nada.

    Sarai é uma jovem americana que viveu durante 9 anos presa na mansão de um traficante de drogas importante do México como escrava sexual. O seu maior desejo é encontrar um cliente de Javier que fale inglês e a ajude a fugir. Só que ela não imaginava que a sua única chance de fugir seria através de um homem atraente, charmoso e um dos melhores assassinos que existe no mundo. Sarai foge e se esconde no carro de Victor que descobre sua presença em questões de segundos e faz de tudo para desestabilizá-la. Algo chama a sua atenção e ele decide ficar com Sarai até Javier pagar tudo que lhe deve pela encomenda da morte de Guzmán. 

    Tiros para cá, tiros para lá. Victor fica tempo demais na presença de Sarai e faz de tudo para protegê-la mesmo sabendo que pode pagar caro depois. Ao longo da história a garota amadurece e se torna uma pessoa interessante. Como passou por momentos dolorosos e de intenso sofrimento, Sarai não sente mais medo e já está anestesiada com os perigos do dia a dia. Ela não tem medo de armas e teria coragem de matar uma pessoa por encomenda. 

    Foi interessante ver como Sarai deixou de ser a garota insegura para se tornar em uma mulher de coragem. Já Victor foi tocado pelo charme da garota e fez de tudo para se afastar, mas não conseguiu. Gostei muito dos dois personagens e do entrosamento deles na narrativa.  Não teve sexo o tempo todo, nem um romance concreto. Victor não sabe o que sente e nem se pode sentir algo por Sarai que se apaixonou por um dos melhores assassinos do mundo. Ela tem personalidade forte e conquista Victor aos poucos mesmo sabendo que corre perigo.

    A leitura é envolvente e rápida, mas eu aconselho você a ler com calma para entrar no clima do livro por completo.  A história gira em torno do casal e há uma promessa de romance muito forte em todo livro, mas os personagens vão enfrentar a fúria de um traficante internacional. Então, existe um romance confuso sobre uma história muito triste que é a escravidão sexual feminina. O romance é eletrizante, eu gostei de tudo, mas não podemos esquecer que o tema é pesado e que cabem reflexões em várias partes do livro.

    O livro faz parte de uma série chamada Na Companhia de Assassinos e a continuação , A Vingança de Izabel , está prevista para ser lançada pela Suma de Letras em Julho. Vou aguardar ansiosamente, porque a autora colocou um gancho muito bom no final para o próximo livro!

    Classificação:

    Beijos,