• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven

    "É melhor manter as palavras tristes, ruins, más e desagradáveis separadas, onde possam ser vigiadas para a gente ter certeza de que não vão nos pegar de surpresa."
    "Estou lutando para permanecer neste mundo caótico de merda. Ficar no parapeito da torre do sino não é para morrer. É para ter controle. É para nunca mais dormir de novo."

    Atenção! Essa resenha pode conter spoilers!

    Preciso começar esta resenha avisando a vocês que eu não tive estrutura para terminar a leitura. Li o máximo que consegui e depois o guardei no fundo da gaveta. Não, porque a história é ruim, pelo contrário, a história foi muito bem escrita e a autora conseguiu retratar muito bem a realidade de um adolescente com muitos problemas. Só que chegou um momento na narrativa que eu não conseguia parar de chorar e de me preocupar com o personagem. Eu queria salvá-lo de todas as formas e entrar no livro, mas isso não foi possível. Então, pulei umas 50 páginas e li o final para acalmar o meu coração.

    O meu coração não se acalmou e eu tive que esconder o livro porque toda vez que chegava em casa e olhava para a capa sentia vontade de chorar. E eu tenho orgulho de ler livros que mexem comigo porque consigo acordar para a realidade e sentir na pele o sofrimento de muitas pessoas.  Por Lugares Incríveis é tão real, tão chocante e tão dramático que o leitor fica estupefato quando termina de ler. No final a autora coloca uma nota explicando como surgiu a ideia de escrever uma história sobre um jovem muito inteligente e sensível de 17 anos que planeja a sua morte há meses e vive um romance juvenil com Violet, a garota que perdeu a irmã em um acidente de carro. 

    Theodore Finch é considerado uma aberração pelos colegas da escola e sofre bullying diariamente pelo seu jeito “esquisito” e excêntrico de enxergar a vida. Finch não liga para a escola, falta aulas com frequência e só tem dois amigos. Adora tocar guitarra e compor músicas nas horas vagas. Seu cérebro não para e ele precisa correr e arrumar coisas para fazer, pois não gosta de dormir e de perder tempo com coisas banais. Sua última crise o deixou “dormindo” por meses e por isso ele faz de tudo para se manter acordado e não cair no “sono” da depressão. Sua principal atividade é planejar mortes dramáticas até que em uma tentativa de se jogar da torre da escola, ele conhece Violet Market a garota mais popular da escola que mudou completamente após perder a irmã em um acidente de carro no passado.

    Theodore se encanta por Violet e faz de tudo para tirá-la do caminho da morte, mas ele continua com esta ideia fixa e NINGUÉM o ajuda. O meu desespero na leitura foi o fato da família não estar nem ai para o Finch. O garoto ficava dias fora de casa e a mãe achava normal. Ele reclamava de problemas na cabeça e a mãe dizia que na casa dela só existe doença física e mental é coisa de maluco. Ele pediu ajuda na escola, mas o orientador era mais frio do que o iceberg do Titanic. A irmã tentava ajudar mentindo para a escola e incentivando a fuga dele. O pai é um machão ridículo que batia no garoto quando era pequeno e vive com outra família. 

    O garoto dava sinais nítidos de que precisava de ajuda, mas ninguém viu. Ninguém teve amor o suficiente para prestar atenção por um minuto em alguém que não dormia, sumia de madrugada (ele percorria a cidade correndo procurando lugares para se matar) e ficou dias trancando no quarto dormindo por não ter forças para viver.  A mãe estava preocupada demais com a rejeição do marido. A única que fez algo foi a Violet e despertou em Finch a vontade de viver e vice versa. Eles vão percorrer cidades do Estado de Indiana para uma pesquisa de escola e conhecer lugares incríveis. Violet vai ver que existe vida após a morte de sua irmã e que ela não tem culpa de nada, mas Finch tem transtorno bipolar e por mais que se sinta melhor ao lado da namorada sua cabeça não para.

    Peço desculpas pela revolta, mas foi exatamente assim que me senti durante a leitura. Pois pessoas estão tão preocupadas com o seu próprio umbigo que se esquecem de dar amor as outras. Enfim, a história é linda, vale MUITO a pena ser lida com calma e todo carinho possível. Eu separei um monte de quotes porque Por Lugares Incríveis marcou a minha vida. Para terminar, muitas pessoas pensaram que o livro falava de viagens já que a capa e o título remetem a isso, mas a sinopse deixa bem claro a ideia do livro.
    “ Sou defeituoso, sou uma fraude, sou impossível de amar.”
    Classificação:



    Beijos,