• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    A transformação de Raven - Sylvain Reynard

    Eram o mais improvável dos casais. No entanto,estava claro para ambos que formavam um par perfeito.
     O Príncipe de Florença é um antigo, um vampiro muito velho, que é tão poderoso que conquistou e por séculos vem governando o submundo da cidade de Florença. É tão temido quanto é poderoso, e por esse mesmo motivo, não poderia deixar barato o roubo de suas obras de arte mais preciosas, que ocorreu séculos atrás, mas que só agora foram encontradas nas posses dos Emerson. E é aí onde tudo começa.

    William, mais conhecido como o Príncipe, acaba de recuperar (ou roubar, dependendo do ponto de vista) suas obras de arte da Galeria Uffizi quando se vê diante de uma cena que seria um estupro seguido de morte caso ele não tivesse aparecido, e, tomado por um instinto incomum para ele, assassinado os agressores da ingênua Raven. 

    Raven é uma jovem mulher completamente fora dos padrões da sociedade. Marcada tanto física quanto emocionalmente, Raven se refugia em Florença, em meio ao seu trabalho de restauração de obras de arte, que é o seu amor. Uma semana depois de ser atacada ela acorda sem memória do que tinha acontecido e é pega de surpresa: as obras de arte nas quais estava trabalhando foram roubadas e ela é suspeita do crime. 

    Narrado em terceira pessoa, Sylvain mais uma vez nos leva por uma história arrebatadora e completamente original. Dessa vez, o cenário é o submundo de Florença: um lugar misterioso que abriga uma sociedade ainda mais misteriosa e complexa. E os protagonistas são ainda mais ilustres: o Príncipe, um homem sombrio, intenso, frio e extremamente poderoso; e Raven, uma mulher inocente, pura, solidária e ingênua. 

    Apesar de se tratar de um tema um tanto quanto batido - os vampiros - A transformação de Raven consegue ser totalmente diferente do que já li, e completamente surpreendente (assim como tudo que o autor escreve, me atrevo a dizer). Todo o ambiente e cenário criado pelo autor é refrescante e único. Ele consegue nos fazer sentir dentro da Florença sombria, governada por seres poderosos e tão bela quanto as obras de arte descritas ali. Todo o mundo criado por Sylvain é sensacional: a estrutura da sociedade vampírica, seus poderes, o jogo de poder e sedução dos seres sobrenaturais, tudo é extremamente fascinante.

    Quanto aos personagens, não poderia haver algum mais bem construído e complexo quanto o Príncipe. Desvendá-lo é certamente uma arte: ele tem tantas facetas, tantos defeitos e qualidades que se torna difícil saber quem ele realmente é e do que ele é capaz. Uma hora estamos chocados com sua crueldade para na outra ficarmos admirados com como se importa com Raven e a protege.

    Raven é outra personagem bem singular. Fiquei surpresa por se tratar de alguém fora dos padrões, sendo gordinha, com um leve defeito físico e não tão bela quanto os padrões exigem. Porém o seu interior (sim, eu sei que isso é clichê) é incrivelmente belo. A mulher, apesar de tudo que passou, tem um coração extremamente puro, é isso que encanta o Príncipe, que se sente mudado após começar a se envolver com ela.

    O relacionamento dos dois se constrói de forma lenta, os dois vão evoluindo juntos, mudando um ao outro e se desvendando conforme os acontecimentos prosseguem. E um fato que me agrada muito nas histórias do Sylvain é que ele não foca só no romance do casal, mas em todo o ambiente em volta, que no caso são os principados, os inimigos e os traidores do Príncipe. Há muito mais que o romance dos dois, e isso é instigante. O autor nos envolve de uma maneira incrível, não conseguimos parar de ler até sabermos a conclusão de tudo, do que vai acontecer com o principado, com o próprio Príncipe e com seu relacionamento com Raven.

    O livro, no geral, não tem nada que possa ser alvo de críticas negativas. Tudo que o autor criou e desenvolveu está simplesmente perfeito, desde o enredo, a narrativa, os personagens e o cenário, é tudo sensacional e nos envolve de uma maneira surpreendente. É um livro simplesmente magnífico, que todos deveriam ler, é único!

    Classificação



    Beijos,