• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    O safado do 105 - Mila Wander

    "É engraçado seguir caminhos opostos e chegar ao exato lugar que você estava evitando o tempo todo."
    Raíssa é uma mulher de 28 anos que decide sair da casa dos pais a procura da sua liberdade, da sua independência e acaba se mudando para o 104, vizinha de um cara lindo, mas muito, muuuuito safado.

    Logo nas primeiras páginas percebemos como Calvin é um cara safado: Raíssa o conhece andando de cueca Calvin Klein (sim, o nome não é apenas uma coincidência) pelo quintal se despedindo de duas mulheres com as quais - obviamente - passou a noite. Além disso, assim que as mulheres vão embora ele começa a jogar seu charme nela que o apelida de Calvin justamente pela cueca que ele usa.

    Ao longo do livro vamos acompanhando como os dois vão se conhecendo e formam, primeiramente, uma amizade muito bonita. Raíssa, uma mulher muito madura, reconhece no Calvin um menino perdido, que precisa de ajuda - dela - pra crescer e amadurecer. Ele é um homem que mesmo com essa fachada de safado é muito sensível por dentro, um homem que sofreu muito e que esse sofrimento deixou suas marcas mais que profundas. E logo os dois constroem um companheirismo único, aquele tipo de amizade que tem seus momentos leves, mas também é repleto dos de extrema intensidade.

    A história passa por diversos momentos, uns de bom humor que me arrancaram gargalhadas, outras de tanta intensidade que me deixou quase sem respirar, outras de agonia, outras de muito amor e reflexão, e claro, alguns momentos bem quentes, se é que me entendem. Mila Wander tem o dom das palavras, consegue transmitir muita emoção em alguns parágrafos, e por mais que Calvin seja ás vezes até difícil de compreender, a gente se sente conectado com ele, querendo abraçar e não largar mais.

    O mais prazeroso do livro é acompanhar o crescimento dos personagens - sim dos dois, pois por mais que Raíssa seja muito madura, ela ainda aprendeu muito com Calvin. O modo como juntos amadurecem e se transformam é uma coisa notável. Outra coisa que me encanta são as frases de Clarise Lispector que a autora usa no livro e que parecem dizer tudo e nada ao mesmo tempo sobre os protagonistas. Chega ser um livro quase poético na sua simplicidade.

    Esse é daqueles livros pra mostrar pro mundo que não é só porque é um livro do gênero erótico que não pode ter conteúdo. Pelo contrário, Mila sabe muito bem explorar ao máximo seus personagens, construí-los de uma maneira tão profunda, que parece real, eu quase acho que vou encontrar um Calvin por aí (na verdade torço pra isso, hahaha). 

    Todos os conflitos internos - e externos também -, os sentimentos, é tudo muito real, e ao longo da história vamos vendo como esses conflitos alteram os personagens, os fazem refletir e mudar. Acima de tudo, o livro é um grande aprendizado. Por mais que seja erótico, aprendemos muito sobre auto conhecimento, sobre amadurecimento, amor, sobre erros - porque todo mundo erra e tem que aprender com seus erros.

    O ponto chave do livro não é a narrativa, embora esta seja extremamente fluida e envolvente, mas sim a construção da história e dos personagens. Ao longo do livro Mila desenvolve a história, vai construindo os fatos de maneira que cada coisa se coloca em seu lugar no final e tem sua parcela de importância pra afetar os personagens e fazê-los amadurecer. Além disso, adorei que Calvin tenha uma personalidade tão única e seja tão imprevisível que eu nunca sei qual será seu próximo passo, ou qual vai ser a reação dele para determinados acontecimentos. Ou seja: fui constantemente surpreendida.

    Queria ter o dom das palavras como a Mila tem pra poder dizer o quanto esse livro é maravilhoso e o quão bom foi ter a oportunidade de lê-lo. Só tenho a agradecer a Mila por ter uma mente tão genial a ponto de criar uma obra de arte, porque esse livro é tão bem pensado que só pode ser uma obra de arte! Esse foi com certeza um dos melhores livros do ano, com o melhor enredo, e o melhor desenvolvimento - porque nunca vi um livro ser tão bem construído assim! Não é a toa que fez tanto sucesso no wattpad a ponto de conseguir milhões de leituras (uma minha!) e um contrato com a planeta, que fez um trabalho excelente com o livro, respeitando muito o leitor que acompanha a autora e a obra desde sua estréia. Só tenho elogios a respeito de O safado do 105, e recomendo muitíssimo que todos leiam!

    Classificação



    Beijos,