A Maldição do Tigre é o primeiro livro da série " Saga do Tigre" da autora Colleen Houck que aqui no brasil é publicado pela editora Arqueiro.

Adoro conhecer novas culturas e lendas de outros povos e tudo isso misturado com um belo romance, um pouco de suspense e muita magia deixa tudo mais interessante e fica impossível fechar o livro antes de terminar e não passar um bom tempo pensando nos personagens e cenários criados pela autora e nos acontecimento dos próximos capítulos.

Nesse primeiro volume conhecemos Kelsey, uma jovem que necessitando urgente de um trabalho, aceita trabalhar em um circo e ao se deparar com o lindo tigre branco de olhos azuis chamado Ren, fica encantada com ele. Sente que ele é especial e passa todo o tempo que pode com ele.
“Aqueles olhos eram hipnóticos. Eles se fixaram em mim, quase como se o tigre estivesse examinando a minha alma."
Kelsey fica cada vez mais ligada ao tigre e quando um homem misterioso, Sr Kadan, chega ao circo com a intenção de leva-lo de volta para a Índia, ela fica feliz por ele mas também muito triste com a separação. Elá é surpreendida pelo homem que oferece a ela a tarefa de acompanhar Ren até a Índia e ela acaba aceitando sem saber que essa viagem vai mudar definitivamente a sua vida.

Durante a viagem Kelsey descobre que seu lindo tigre branco é na verdade um príncipe indiano enfeitiçado a mais de 300 anos por uma maldição que o transformou em tigre e que apenas ela pode ajuda-lo na busca para encontrar uma forma quebrar o feitiço e fazer com que Ren e seu Irmão Kishan, que também se transformou em tigre, possam voltar a ser o que eram antes. Mas para isso terão de visitar mundos que Kelsey jamais imaginava existir e criaturas que pensava apenas se tratarem de lendas Indianas.

Essa história tem uma atmosfera muito magica. Amei cada detalhe descrito pela autora sobre as paisagens, cheiros, comidas tipicas da região e principalmente sobre a cultura hindu.

Amei os personagens, principalmente Ren que é um verdadeiro príncipe em todos os aspectos e o Sr. Kadan que é muito divertido, carismático e peça fundamental na história.

Kishan também é um personagem interessante, muito divertido mas um pouco presunçoso demais. Kelsey apesar de ser muito inteligente e demonstrar maturidade em alguns aspectos, teve ocasiões em que ela realmente me tirou do sério com o seu #mimimi principalmente no final do livro, mas como já estou acostumada a esperar isso das protagonistas das séries que leio, não deixou a história menos interessante e o romance entre ela e Ren é um dos mais bonitos que já li até agora.

Recomendo 100% a leitura. A capa é linda e a escrita da autora é excelente e de fácil entendimento.

EU SOU O GATO
Leila Usher
No Egito, me veneravam.
Eu sou o Gato
Porque não me dobro á vontade do homem,
Chamam-me mistério.
Quando eu pego e brinco com um rato,
Chamam-me cruel,
No entanto, eles capturam animais
Em parques e zoos, para que possam admirá-los.
Acham que todos os animais foram feitos para o seu prazer,
Para serem seus escravos.
E, enquanto eu mato apenas quando preciso,
Eles matam por prazer, poder e ouro,
E se consideram superiores!
Por que eu deveria ama-los?
Eu, o Gato, cujos ancestrais
Orgulhosamente percorreram a selva,
Nenhum deles domado pelo homem.
Ah, por acaso eles sabem
Que a mesma mão imortal
Que lhes soprou a vida também também soprou a minha?
Mas somente eu sou livre
Eu sou O GATO.

Classificação:



Beijos,