• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Coração de Tinta - Cornelia Funke

    Há muito tempo Mo decidiu nunca mais ler um livro em voz alta. Sua filha Meggie é uma devoradora de histórias, mas apesar da insistência não consegue fazer com que o pai leia para ela na cama. Meggie jamais entendeu o motivo dessa recusa, até que um excêntrico visitante finalmente vem revelar o segredo que explica a proibição: é que Mo tem uma habilidade estranha e incontrolável. Quando lê um texto em voz alta, as palavras tomam vida em sua boca, e coisas e seres da história surgem como que por mágica. Numa noite fatídica, a língua encantada de Mo trouxe à vida alguns personagens de um livro. Um deles é Capricórnio, um vilão cruel e sem misericórdia, que não fez questão de voltar para dentro da história. De dentro uma funesta aldeia abandonada, ele comanda uma gangue de brutamontes que espalham o terror pela região, praticando roubos e assassinatos e ele quer usar os poderes de Mo para trazer um ser ainda mais terrível e sanguinário que ele próprio.

    Certa noite de chuva, a pequena Meggie se prepara para mergulhar nas páginas de um livro, quando alguma coisa lá fora chama sua atenção. Pela janela do quarto, a menina vê a silhueta de homem que, imóvel no jardim, observa secretamente a casa. Intrigada com essa figura para no meio do aguaceiro, Meggie acorda seu pai, o encadernador Mo, que certamente conhece o visitante inesperado, mas não parece muito contente com o reencontro.

    Nervoso, ele recebe o sujeito  com roupas gastas - como as de um artista de circo -, dedos encobertos por fuligem e, no ombro um bicho de estimação com pequenos chifres pontudos e manda Meggie para o quarto dizendo que ele vai passar a noite ali e os dois tê muito a conversar. Porém, ela pressente que tem alguma coisa estranha nesse aparecimento repentino, pois Mo jamais a manda para o quarto dessa maneira. Quem seria o homem misterioso?

    Como é de se esperar, Maggie não vai dormir. Lógico. Com o ouvido colado na porta, ela prefere bisbilhotar a conversa entre o desconhecido e o pai. Maggie não entende muito o que eles dizem, mas os dois se referem com angústia a um tal Capricórnio, um sujeito malévolo qiue ambos parecem temer como ao próprio diabo. Também falam de um livro e de poderes mágicos capazes de abrir as portas que separam ficção da realidade. Mo descobre, nessa noite, que enfim chegara o momento que ele sempre temera: o terrível vilão estava em seu encalço.

    Quando na manhã seguinte Mo avisa à filha que eles precisam fazer imediatamente uma viagem, ela entende que, de fato, há algo errado está ocorrendo. Quando os capangas finalmente sequestram Mo, a menina fica desnorteada. Ela é apenas uma criança, mas sua coragem não tem fim quando a vida do pai está em risco. E, além disso, um certo talento especial pode ajudá-la no caminho. Esse o começo de uma aventura perigosa, cheia de acontecimentos fantásticos e reviravoltas imprevistas, que vai mudar para sempre a ideia que Maggie tem sobre os livros e suas histórias.

    Como disse nesse post aqui, fiquei apaixonada pela escrita da autora. Quem gosta de fantasia vai AMAR a história e o modo como Cornelia narra e desenvolve os personagens. Ela tem uma escrita deliciosa, simples, mas rica e envolvente. Impossível não sentir vontade de mergulhar nas páginas e viver essa aventura com Maggie e Mo. Além disso, esse dom do Mo, apesar de perigoso, não deixa de ser o sonho de nós leitores... Poder trazer à vida nossos personagens favoritos. Pena que, nesse caso, Mo não pode escolher quem sai do livro.

    Sei que há, também, uma adaptação do livro, no entanto, mal consigo lembrar de uma cena que seja. Só lembro de três atores e olhe lá. Hahahaha! Faz bastante tempo que assisti, então tô perdoada? O único defeito, falando de modo geral, é o tamanho da fonte do livro... GENTE! Eu não sou cegueta, mas me incomodou bastante essas coisinhas minúsculas. =( Exceto esse pequeno grande detalhe, estou maravilhada e recomendo muito a leitura.

    Roubei um coração por conta do incômodo, mas o livro é incrível!

    Classificação:




    Beijão,