Oi gentes! Como vão?
Essa é mais uma das colunas novas do blog e nela, como vocês já podem imaginar, vamos fazer uma "viagem" pelos livros, mostrando os diversos cenários dos livros que lemos, sejam eles reais ou fictícios. E pra começar com o pé direito eu vim mostrar um dos lugares que tenho estado apaixonada e louca pra conhecer que é a Escócia, cenário do meu queridinho Outlander.

Pra quem não sabe, o livro conta uma história de viagem no tempo, então os cenários descritos são ou de 1900 ou de 1700. Embora alguns sejam fictícios, ou não existam mais por conta do tempo, todos foram inspirados em lugares reais, os quais vou mostrar nesse post.

Tanto a Escócia mostrada nos livros quanto a Escócia do mundo real são mágicas, com uma história rica, belas paisagens e uma cultura extraordinária que faz qualquer um se apaixonar pelo lugar.


A Escócia é um dos países que compões o Reino Unido e faz fronteira com a Inglaterra pelo sul e nos outros lados é banhado pelo mar. É um país com centenas de ilhas belíssimas e tem como capital, Edimburgo. O país é separado basicamente em três partes: As Highlands - região montanhosa que é cenário do livro Outlander -, o Cinturão Central - parte plana do país, onde se concentra a maior parte da população -. e as Terras Altas Meridionais.

Como eu disse, o livro em questão se passa nas Highlands, ou Terras Altas, mais precisamente em Inverness, seu atual centro administrativo. Na época em que o livro se passa - em meio a guerra jacobita, principalmente -, a sociedade ainda utilizava o sistema feudal, ou seja, os famosos clãs escoceses. É dessa época que remonta a cultura do Kilt, aquela espécie de saia que os homens usavam e que hoje ainda é um símbolo do lugar, apesar de não ser frequentemente usado, a não ser em festivais. Esse Kilt representava o clã ao qual o homem pertencia, portanto cada um tinha um quadriculado diferente do outro, que os diferenciava.


Alguns dos marcos da Escócia são o famosos Uísque e o Lago Ness, que, supostamente, abrigaria um monstro pré-histórico. Outra atração do lugar são os festivais que acontecem no inverno e no verão e que são conhecidos no mundo inteiro. Neles podemos conhecer à fundo a cultura e a arte do país. Também não posso deixar de citar que Edimburgo é considerada uma das cidades mais mal-assombradas da Europa, fruto de diversas lendas que rodam o lugar e, por conta disso, diversos tours são feitos relacionados ao tema. Além disso, a Escócia foi, por muito tempo, local tomado por druidas, e continua até hoje com essa aura de magia e mistério em locais que eles deixaram suas marcas, como as pedras de Craigh Na Dun, da série, que supostamente são pedras sagradas, utilizadas para "marcar" covas de druidas poderosos.



Curiosidades:

  • Sir Arthur Conan Doyle, criador do famoso Sherlock Holmes nasceu em Edimburgo, capital da Escócia.
  • J.K.Rowling, criadora de Harry Potter atualmente mora em Edimburgo e escreveu seus livros pelos cafés da cidade.

Confiram abaixo imagens de alguns cenários da série de TV baseada em Outlander que representam alguns dos lugares que conhecemos nos livros:

                                                            Inverness de 1947 - Falkland


Castelo Leoch - Castelo Doune


Cranesmuir - Culross


Craigh Na Dun | Clava Cairn


Todos esses aspectos do país são explorados nos livros. Em Outlander conhecemos diversos clãs escoceses, conhecemos as histórias que deram origem a muitas das lendas de hoje, inclusive a do Lago Ness, e visitamos lugares belíssimos e com marcas profundas das passagens dos druidas, que até hoje ainda parecem carregar a magia que foi capaz de levar Claire por uma viagem no tempo. 

Diz aí, é ou não é mágico? E a autora descreve tão bem os cenários no livro que ficamos sonhando acordados só imaginando a beleza descrita. Conhecer os lugares reais então, deve ser de outro mundo. Só pelas fotos fico de boca aberta! 

E aí, gostaram do post? Espero que sim, e aceito sugestões de próximos locais pra coluna =) 

Beijos,