• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    O Despertar do Príncipe - Collen Houck

    O despertar do príncipe é o primeiro livro da Collen Houck que eu leio e preciso dizer que amei a história e a escrita da autora. Com toda certeza posso afirmar que ela pesquisou muito para escrever o livro, porque os detalhes da mitologia egípcia usada são bem precisos, pelo menos para uma leiga no assunto como eu. Em cada capítulo do livro ela explora um assunto interessante da mitologia e explica para o leitor lendas e detalhes da cultura do Egito. São tantas informações que eu parei alguns momentos para processar e saborear este conhecimento novo. É por isso que eu adoro ler livros juvenis com mitologia, pois sempre aprendo algo novo e relaciono com antigas leituras. 

    Como sou super fã dos livros do Rick Riordan não consegui ler sem comparar um pouco as histórias que são parecidas no tema, mas o enredo é diferente. Em o Despertar do príncipe temos Lily, uma novayorkina rica diferente das garotas da sua idade e com um jeito de ser irônico e inteligente. Apesar de se conter várias vezes por conta da educação rígida dos seus pais, Lily consegue levar a vida numa boa até presenciar o renascimento de uma múmia muito atraente e misteriosa no Museu de Artes de NY( MET).

    Quando a encarnação de um príncipe do Egito desperta depois de mil anos de sono, Lily fica apavorada, mas logo se acalma e consegue conversar com o garoto forte, moreno e sério. Ela nunca se apaixonou por ninguém e nem acha que isso seja possível, mas algo naquele príncipe despertou a sua atenção e fez com que ela não saísse gritando que nem uma louca atrás dos guardas do museu. Depois de alguns minutos tentando entender o que aconteceu, Amon, percebe que seus vasos canópicos sumiram e que ele precisa se conectar a alguém para usar a sua energia vital e cumprir o seu objetivo de salvar o mundo do Deus do Mal a tempo. Ele se une a Lily e ambos vão embarcar em uma aventura muito intensa para despertar os irmãos de Amon e cumprir a profecia de Anúbis. 

    O livro é narrado em primeira pessoa, por Lily, e dividido em três partes. Em introdução das partes, a autora conta um pouco da história dos príncipes e do que aconteceu para que eles tivessem que retornar a cada mil anos. Lily é uma personagem interessante e na minha opinião foi pouco explorada. Eu achei que a autora quis fazer muito mistério sobre o que realmente estava acontecendo e com isso demorou para mostrar as qualidades da menina. O leitor sente que ela é irônica e quer se expressar, mas Amon a corta o tempo todo e o romance deles apesar de super fofo acabou se tornando esquisito. 

    Por isso na metade da leitura, eu parei de esperar um maior envolvimento dos dois e foquei só na aventura e nos detalhes. O que foi muito bom e fez com que eu me envolvesse mais com a história e curtisse bastante o gancho para os outros livros da série. Para mim a principal diferença deste livro para outros juvenis do mesmo estilo foi a falta de desenvolvimento dos sentimentos dos personagens, principalmente da Lily. No final até conseguimos saber mais coisas dos irmãos e do casal, mas mesmo assim eu senti falta de algo mais intenso e profundo.

    Eu sou romântica mesmo e fico procurando romance em tudo hahaah. Mas, o livro é muito bom, recomendo a leitura e vou indicar para todo mundo. Já estou ansiosa esperando a continuação e Collen Houck já entrou para o meu time de autoras contemporâneas favoritas. Colecionem esta série porque as capas são lindas e vão ficar deslumbrantes na sua estante assim como ficarão na minha quando eu comprar todos os livros.

    Classificação: